terça-feira, 7 de abril de 2020

Voluntários já começaram a tomar a vacina experimental contra o COVID-19


A Food and Drug Administration dos EUA aceitou um pedido da empresa farmacêutica Inovio para iniciar testes clínicos em humanos para uma nova vacina potencial para o COVID-19.
Segundo um comunicado, cerca de 40 voluntários saudáveis ​​participarão em dois locais de teste na Filadélfia e Kansas City ,tendo já tomado a primeira dose na segunda-feira.



Vacina
Photo//TRT


China pode ter minimizado a gravidade do surto de COVID-19



"Este é um passo significativo na luta global contra o COVID-19", afirmou o CEO da Inovio, Joseph Kim, num comunicado. "Sem uma nova vacina segura e eficaz, a pandemia do COVID-19 provavelmente continuará ameaçando vidas e meios de subsistência".
"Temos o prazer de ver o rápido avanço do candidato á vacina para testes de segurança clínica", disse Richard Hatchett, CEO da Coalizão de Inovações em Preparação para Epidemias (CEPI), no comunicado. “Produzir uma vacina COVID-19 nos próximos 12 a 18 meses não é apenas um desafio científico; também exigirá novos níveis de colaboração e investimento na indústria e no governo. ”
A Inovio já concluiu um estudo de Fase 1 para uma vacina de DNA semelhante para tratar a Síndrome Respiratória (MERS) no Oriente Médio. Os testes mostraram que a vacina era capaz de produzir altos níveis de anticorpos em indivíduos por até "60 semanas após a administração", de acordo com a empresa.

Várias organizações sem fins lucrativos apoiaram o desenvolvimento da vacina, incluindo a Fundação Bill e Melinda Gates.

A empresa possui objetivos ambiciosos, um milhão de doses disponíveis até o final do ano "para testes adicionais e uso emergencial, enquanto houver orientação e financiamento regulatórios apropriados".

China usa drones para combater o coronavírus



Referencia//Futurism




Sem comentários:

Publicar um comentário