quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Descoberta imunológica pode tratar todos os tipos de câncer

A nova técnica pode matar uma ampla gama de células cancerígenas, incluindo mama e próstata. Uma parte recém-descoberta de nosso sistema imunológico pode ser aproveitada para tratar todos os tipos de câncer, dizem os cientistas.
A equipe da Universidade de Cardiff descobriu um método de matar o câncer da próstata, mama, pulmão e outros tipos de câncer em testes de laboratório.


Celulas-Cancerigenas
A nova técnica pode matar uma ampla gama de células cancerígenas, incluindo mama e próstata
Photo SCIENCE PHOTO LIBRARY

Os resultados, publicados na Nature Immunology , não foram testados em pacientes, mas os investigadores dizem que têm "um enorme potencial", embora o trabalho ainda estivesse em estágio inicial, foi muito emocionante.
O nosso sistema imunológico é a defesa natural do corpo contra infeções, mas também ataca células cancerígenas. Os cientistas procuravam as maneiras "não convencionais" e anteriormente desconhecidas que o sistema imunológico ataca naturalmente os tumores.
O que eles encontraram foi uma célula T no sangue das pessoas. Esta é uma célula imune que pode “scanear” o corpo para avaliar se existe uma ameaça que precisa ser eliminada.

Como funciona?
As células T têm "recetores" na sua superfície que lhes permitem "ver" a um nível químico. A equipa de Cardiff descobriu uma célula T e seu recetor que poderia encontrar e matar uma grande variedade de células cancerígenas no laboratório, incluindo pulmão, pele, sangue, cólon, mama, osso, próstata, ovário, rim e células do câncer cervical, deixando os tecidos normais intocados. Está a ser estudado como isso acontece



Esse recetor específico de células T interage com uma molécula chamada MR1, que está na superfície de todas as células do corpo humano.
Pensa-se que o MR1 sinaliza o metabolismo distorcido que ocorre dentro de uma célula cancerosa para o sistema imunológico. As terapias contra o câncer de células T já existem e o desenvolvimento da imunoterapia contra o câncer tem sido um dos avanços mais empolgantes no campo. O exemplo mais famoso é o CAR-T, um medicamento vivo produzido pela engenharia genética das células T de um paciente para procurar e destruir o câncer.


Células-T-atacam-células-cancerígenas
 Células T atacam células cancerígenas
Photo SCIENCE PHOTO LIBRARY

Novo olho biónico dá a visão aos cegos


O CAR-T pode ter excelentes resultados que regridem o estado de alguns pacientes de doentes terminais. No entanto, a abordagem é altamente específica e funciona apenas num número limitado de cânceres, onde existe um objetivo claro de treinar as células T para detetar.
E tem havido um esforço para obter sucesso em "cânceres sólidos", aqueles que formam tumores em vez de cânceres de sangue, como a leucemia. Os investigadores dizem que o seu recetor de células T pode levar a um tratamento "universal" do câncer.
Então, como isso funcionaria na prática?
A ideia é que seja retirada uma amostra de sangue de um paciente com câncer, e as suas células T extraídas e depois geneticamente modificadas para serem reprogramadas para produzir o recetor de deteção de câncer.

As células modificadas seriam então cultivadas em grandes quantidades em laboratório e depois colocadas de volta no paciente. É o mesmo processo usado para fazer terapias com CAR-T.
A pesquisa foi testada apenas em animais e células do laboratório, e são necessárias mais verificações de segurança antes de poder começar os testes em pessoas.

Referencia//BBCNews



Sem comentários:

Enviar um comentário