domingo, 10 de novembro de 2019

Um asteroide maior que a torre Eiffel aproxima-se da Terra a 20 vezes a velocidade do som


Um asteróide gigantesco, que se aproxima rapidamente deve passar perto da Terra em menos de duas semanas, alertou a NASA. O objeto, que foi descoberto em 2006, cruza a órbita da Terra duas vezes por ano e é descrito como "potencialmente perigoso" devido à proximidade com que cruza o planeta durante as aproximações



Asteroide
Photo Freepik

Asteroide pode provocar 'inverno cósmico' na Terra



A rocha espacial, identificada como 481394 (2006 SF6), tem cerca de 610 metros de diâmetro. É o dobro do tamanho da Torre Eiffel, ou aproximadamente o tamanho de seis campos de futebol.
Espera-se que, na sua trajetória, o SF6 de 2006 passe mais perto da Terra na quarta-feira, 20 de Novembro, atingindo 0,029 unidades astronómicas de altitude, ou seja 4,35 milhões de quilómetros. Ele desloca-se á velocidade surpreendente de 27.000 km / h, ou cerca de 22 vezes a velocidade do som.
Este asteróide, pertence ao grupo de asteróides Aton, cuja órbita ocasionalmente cruza a do nosso planeta.

A previsão da sua trajetória mostra que quase não há perigo de colisão nos próximos dois séculos, o que é um alivio, dado que uma rocha de tão grandes dimensões poderia destruir uma  cidade inteira.
Qualquer asteróide ou cometa que orbita a menos de  50 milhões de quilómetros da Terra,  como o SF6 de 2006, é classificado como um objeto próximo à Terra (NEO).
De acordo com a oficial de defesa planetária da NASA Lindley Johnson, as NEOs "têm o potencial de ser o desastre natural mais devastador conhecido pelo homem".



Photo Pixabay/urikyo33-

Poderão os homens colonizar um asteroide



Dos mais de 600.000 asteróides que atravessam nosso Sistema Solar, os cientistas catalogaram cerca de 20.000 como NEOs. A Agência Espacial Europeia colocou mais de 800 dessas NEOs em sua 'lista de alto risco', o que significa que devem ser muito seguidos pelos astrónomos.
Há poucos dias, A NASA informou que um asteróide do tamanhode Burj Khailfa (o edifício mais alto do mundo) passará pelo do nosso planeta no dia seguinte ao Natal, e em Setembro, a agência admitiu que havia identificado um asteróide do tamanho de um carro poucas horas antes de atingir a atmosfera e desintegrar-se  na entrada na atmosfera terrestre.


O que acontecerá se um asteroide atingir a Terra





Referencia//SputnikNews


Sem comentários:

Enviar um comentário