sábado, 23 de novembro de 2019

NASA testa robot submarino para caça a alienígenas


Os oceanos gelados das luas dos planetas do sistema solar são ideais para a busca de vida extraterrestre. Mas antes da NASA enviar um veículo espacial em desenvolvimento para mergulhar nas águas geladas da Europa ou Enceladus. 
A agência quer saber que está pronto para a difícil tarefa, e para isso vai testar o submarino robot nas aguas gélidas da Antártica, para um mergulho prolongado.


Photo NASA

Os alienígenas podem ter estado na Terra no passado, afirma novo estudo



Na segunda-feira, a NASA divulgou um comunicado revelando que o Rover para exploração sob gelo (BRUIE) está indo para a estação de pesquisa de Casey, na Austrália, na Antártica.
Lá, os investigadores perfuram buracos no gelo e submergem o BRUIE. Eles realizarão vários testes do veículo espacial e de seus instrumentos, fazendo alterações no submarino robot conforme necessário até que ele possa suportar as condições geladas por meses a fio.
Os engenheiros projetaram o BRUIE especificamente para investigar a região exatamente onde a água líquida encontra o gelo, que eles suspeitam que possa abrigar vida.




Photo NASA

Por que não estabelecemos contato com civilizações alienígenas?



"A maioria dos submersíveis tem dificuldade em investigar essa área, pois as correntes oceânicas podem causar um colapso ou perderão muita energia mantendo a posição", disse o engenheiro Andy Klesh no comunicado. “O BRUIE, no entanto, usa a flutuabilidade para permanecer ancorada ao gelo e é imune à maioria das correntes.”
A equipe continuará trabalhando no BRUIE até sobreviver sob o gelo por meses, navegando remotamente e explorando o oceano em maiores profundidades. A NASA já está trabalhando na construção do satélite orbital Europa Clipper , que está programado para ser lançado em 2025 para estudar a lua de Júpiter, Europa, preparando as bases para uma missão futura que irá procurar vida sob o gelo.



Cientistas alertam para possíveis sondas alienígenas observando a Terra



Referencia//NASA


Sem comentários:

Enviar um comentário