segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Carros elétricos sem bateria num futuro muito próximo

A Nissan concluiu acordo com o Instituto de Pesquisas Energética e Nucleares da USP (IPEN) no sentido de desenvolver um carro elétrico sem bateria! 
De referir que já existia uma parceira com a Unicamp para o desenvolvimento do “fuel cell” a etanol.


Nissan e o carro elétrico sem bateria

O projeto tem por base a premissa de um carro elétrico sem baterias e com uma autonomia de 600km consumindo apenas 30 litros de etanol! O protótipo já se encontra em testes, tendo sido desenvolvido pela Unicamp.
Agora, a Nissan, deu por concluído um novo acordo, mas agora com o IPEN para desenvolver uma nova célula a combustível que possa funcionar com etanol em vez de hidrogénio.
A empresa nipónica foi a primeira a lançar para testes o protótipo de um carro elétrico que funciona apenas a partir da energia elétrica gerada pelo bioetanol, sendo que o Brasil é essencial para o desenvolvimento deste projeto, bem como da sua viabilidade, isso porque já possui uma rede de distribuição de etanol.
Os primeiros testes remontam a 2016 e 2017, pela equipa de Pesquisa e Desenvolvimento da Nissan no Brasil! Mas agora o projeto foi transferido para o Japão, mas sempre com a colaboração da equipa de engenharia da empresa do Brasil.

Aplicação da Fuel Cell

A tecnologia da fuel cell já é usada por várias empresas automóveis, como a Toyota, Honda e Hyundai, mas são alimentados por hidrogénio de produção, armazenamento e distribuição complexos. Ao querer substituir o hidrogénio por etanol, consegue-se um motor limpo e mais eficiente. Ao funcionar apenas com etanol (100%) ou água misturada com derivado da cana, as emissões de carbono são zero… será como uma parte do ciclo natural do carbono.
Tem ainda outra vantagem, permitindo a aceleração viva e condução silenciosa de um carro elétrico. Esta célula de combustível e-Bio permite reduzir nos custos de manutenção, e ao mesmo tempo ter uma autonomia superior à de um veículo movido a combustíveis fósseis.
O protótipo da célula de combustível e-Bio é abastecido 100% por etanol, carregando uma bateria de 24 kWh, e autonomia de mais de 600 km.


Vídeo de apresentação da tecnologia da Nissan


Fontes de bioetanol

As fontes do bioetanol são na sua maioria cana de açúcar e do milho. Como são dois alimentos já difundidos na América do Norte e Sul, existem já infraestruturas que permitem a sua comercialização e assim são fáceis de adquirir.
Outra grande vantagem do bioetanol, é que como se encontra tão facilmente e uma baixa combustibilidade de água misturada com etanol permite que o sistema não esteja dependente ou restringido pelas infraestruturas de carregamento existente, o que o torna mais fácil de entrar no mercado.

Fonte//PortalEnergia



Sem comentários:

Enviar um comentário