sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Virgin Orbit pretende enviar cubesats comerciais para Marte


Os pequenos satélites padronizados conhecidos como “Cubesats” aumentaram o acesso ao espaço. A Virgin Orbit, o spin-off da Virgin Galactic, especialista em foguetes, assinou um acordo com a empresa de satélites polaca SatRevolution para enviar o primeiro Cubesats comercial para Marte em 2022 .


Photo Virgin Galatic

Mars Express fotografa cratera cheia de gelo em Marte



A Virgin Galactic, de Richard Branson, pretende enviar pessoas ao espaço por alguns minutos, usando um avião espacial, propulsionado a foguete. A empresa vem testando seus projetos há anos, e nem sempre saiu como o planeado. A Virgin Orbit adota uma abordagem igualmente diferente para chegar ao espaço. O foguete LauncherOne da empresa não ligará seus motores no solo. Em vez disso, ele será anexado a um avião Boeing 747 convencional que o leva para grande altitude. Soltar o foguete lá em cima reduz o consumo de combustível e torna mais barato o acesso ao espaço.

A sonda InSight da NASA está atualmente sozinha em Marte, mas fez a viagem ao planeta vermelho na companhia de um par de Cubesats chamados de Mars Cube One (MarCO A e MarCO B) que viajaram juntos como prova que o conceito Cubesats poderia operar em missões interplanetárias. A NASA perdeu o contato com esses satélites (como esperado) várias semanas após o lançamento do InSight, mas o sucesso do Mars Cube One convenceu o SatRevolution e o Virgin Orbit de que essas naves podem contribuir para a compreensão de outros planetas.



Teste de queda Photo Virgin Galatic

Novo estudo impulsiona a esperança de encontrar vida alienígena em Marte


O SatRevolution, que trabalha com um consórcio de universidades e empresas polacas, não forneceu detalhes precisos sobre o que espera realizar. Provalvelmente, os Cubesats realizarão flybys de Marte como Mars Cube One. Para entrar em órbita, eles precisariam de motores poderosos para reduzir a velocidade.
 Antes que o Cubesats possa ir para Marte, a Virgin Orbit precisa concluir o trabalho no sistema LauncherOne. O foguete de 70 pés foi carregado a bordo do Boeing 747 da Virgin Orbit para testes, mas ainda não ligou seus motores em voo. A Virgin Orbit espera realizar seu primeiro teste orbital até o final de 2019

Nova cratera negra e azul de Marte deixa cientistas surpresos


NASA identifica duna marciana com a forma do logotipo de Star Trek



Sem comentários:

Enviar um comentário