domingo, 20 de outubro de 2019

Cresce a procura para combustível de hidrogênio no Japão, e Austrália

Custos reduzidos e disponibilidade de energia renovável para produzir hidrogénio estão aumentando o interesse nesta fonte de combustível. O Japão e Austrália estão expandindo seu apoio à tecnologia de combustível de hidrogénio.
Serão apresentados automóveis movidos a hidrogénio, no Salão Automóvel de Tóquio, que começa na próxima semana. Eles também foram destacados durante a reunião ministerial do Grupo dos 20 realizada em Karuizawa, e provavelmente aparecerão quando os ministros das Relações Exteriores do G-20 se reunirem em Nagoya no final do próximo mês.



Photo GettyImages

Hidrogénio, o combustível do futuro energético limpo e seguro


Os especialistas vêem sinais positivos de investimentos em tecnologia de hidrogénio na Ásia e além, à medida que governos e o setor privado buscam maneiras de reduzir as emissões  nos transportes.
"A economia do hidrogénio foi prevista pela primeira vez há quase 50 anos, mas progrediu devido, em parte, aos altos custos e à disponibilidade de muitas alternativas", disse a Navigant Research em um relatório recente. "Nos últimos anos, no entanto, o ímpeto foi crescendo, pois uma confluência de fatores impulsiona o aumento do investimento."

A Austrália está pronta para expandir as exportações de combustível de hidrogénio para o Japão.
O governo da Austrália do Sul aprovou um plano para construir uma instalação de produção de hidrogénio perto de Adelaide. Algum combustível de hidrogénio será misturado com gás natural para reduzir o conteúdo de dióxido de carbono da rede de gás distribuído da Austrália, mas a instalação também aumentará a infraestrutura existente para produzir hidrogénio para exportação.
A empresa de Wilson afirmou que usaria os abundantes recursos de energia renovável da Austrália do Sul para separar o hidrogénio da água por meio da tecnologia de membrana de troca de prótons. Os ativistas das mudanças climáticas na Austrália apoiam o hidrogénio como combustível de transporte, mas condenam que ele seja produzido a partir de combustíveis fósseis.

Japão e Austrália fazem acordo para exportação de hidrogénio


O novo projeto, programado para iniciar a produção de hidrogénio em meados do próximo ano, é o exemplo mais recente da tendência para o "hidrogénio verde". Uma operação em Queensland lançou exportações de hidrogénio proveniente de energia renovável para o Japão no início deste ano.
A Coreia do Sul também foi identificada como um mercado promissor para o hidrogénio australiano.
Daniel Roberts, da Organização de Pesquisas Científicas e Industriais da Commonwealth (CSIRO), acredita que o momento do hidrogénio está finalmente chegando, graças a uma “forte atração global aqui para importar hidrogénio de baixo carbono” para o Japão e a Coreia do Sul, “onde os governos estão e investir em transportes baseados em hidrogénio "
Os custos cada vez mais reduzidos de tecnologia, e a economia cada vez mais favorável á energia renovável também estão ajudando a estimular o setor, acrescentou.



Toyota Mirai Photo Newcivilengineer


Toyota quer transformar ar em combustivel


Os principais componentes da tecnologia, em particular as células de combustível e os eletrolisadores, e o custo da eletricidade renovável estão a chegar ao ponto de equilíbrio com as outras tecnologias, como os elétricos.
O setor privado australiano está cada vez mais otimista com o futuro da tecnologia, apesar da atitude geralmente ambivalente do governo em relação às mudanças climáticas. Mesmo que os carros a hidrogénio circulem na Austrália, o crescente interesse na Ásia está impulsionando novos investimentos, como as próximas instalações da AGN ao sul de Adelaide.
"Nos últimos dois anos, o ritmo em que surgiram as novas tecnologias e aplicações de hidrogénio é indicativo como essa fonte de combustível será importante no futuro próximo” afirmou  Hawksworth, presidente da Associação Internacional para Segurança de Hidrogénio. "Claramente, também é um combustível com enorme potencial de exportação de energia limpa, já que municípios de todo o mundo procuram aumentar as energias renováveis ​​em seu mix total de energia".

O Japão, em particular, está determinado a ver com êxito o transporte pessoal e comercial baseado em hidrogénio. Os organizadores do Salão Automóvel de Tóquio convidarão o público a visitar o novo Honda Clarity, a versão do sedan movido a células de combustível de hidrogénio. A Honda diz que não liberta gases, apenas tem a água como produto residual.
No fórum do Karuizawa G-20, onde o Japão promoveu fortemente a tecnologia de veículos a hidrogénio numa exibição independente, funcionários de Tóquio, Estados Unidos e União Europeia assinaram uma declaração conjunta declarando sua intenção de cooperar para a utilização do hidrogénio e combustível de hidrogénio em convencionais tecnologias celulares.




Audi A7 Photo Carsguide

O futuro dos automóveis não será elétrico mas sim a hidrogénio


Os três governos "reconhecem a importância de reduzir o custo do hidrogénio tanto pela sua acessibilidade quanto pela confiabilidade", declararam na declaração, acrescentando que "acreditam firmemente que sua cooperação prevista pode levar à expansão da colaboração internacional e contribuir para o aumento da utilização do hidrogénio na economia global ".
Os parceiros esclareceram suas metas numa reunião de acompanhamento realizada em Tóquio no mês passado. Entre as visões descritas pelos anfitriões japoneses da Reunião Ministerial de Energia de Hidrogénio, os estados terão como objetivo ver 10.000 estações de abastecimento de hidrogénio e "10 milhões de sistemas movidos a hidrogénio" construídos dentro de 10 anos.


Hidrogénio, vantagens e desvantagens


BMW apresenta o i Hydrogen NEXT movido a hidrogénio


Sem comentários:

Publicar um comentário