sábado, 14 de setembro de 2019

Um objeto interestelar pode ter entrado no nosso sistema solar


No passado dia 30 de Agosto, um astrónomo amador na Ucrânia foi o primeiro a detetar um novo corpo celeste no nosso sistema solar. Mais observações de outros astrónomos revelaram que o cometa, agora conhecido como C / 2019 Q4, deslocava-se demasiadamente rápido para ser atraído pela gravidade do Sol, um sinal de que pode ter vindo de fora do sistema solar.


Photo  ESA/Hubble, NASA, ESO, M. Kornmesser

Humanidade pode ter vindo de outro Sistema Solar


O objeto foi originalmente batizado como gb00234, mas agora foi designado provisoriamente como C / 2019 Q4 (Borisov) pelo Minor Planet Center (MPC) no Center for Astrophysics da Harvard University e na Smithsonian Institution. Foi descoberto a 30 de Agosto por Gennady Borisov, usando um telescópio caseiro. Borisov, um astrónomo amador, é um dos muitos entusiastas que vasculham o céu em busca de cometas desconhecidos no nosso sistema solar.






Os astrónomos agora estão tentando traçar a trajetória do objeto. E, se eles acharem que tem uma órbita elíptica em volta do Sol, serão forçados a concluir que não é interestelar.
No entanto, uma órbita hiperbólica quase garantiria que o cometa não é do nosso sistema solar.
"A duvida è se o objeto faz parte do Sistema Solar", disse ao Business Insider o astrónomo do Observatório Europeu do Sul, Olivier Hainaut . "Mas essa dúvida está diminuindo à medida que obtemos mais e mais dados, e cada vez mais parece ser interestelar".


Se o objeto misterioso for interestelar, será o segundo visitante conhecido vindo de fora do nosso sistema solar. O primeiro foi o Oumuamua, um asteróide detetado em 2017.
Mas enquanto os cientistas encontraram o Oumuamua, este já estava saindo do nosso sistema solar, ao passo que este está chegando, e isso é ótimo para os astrónomos, porque significa mais tempo de observação.
"Aqui temos algo que nasceu noutro sistema e viajou em nossa direção", disse Hainaut ao Business Insider . "É a melhor coisa para enviar uma sonda para um sistema solar diferente".


Asteróide Oumuamua pode ser nave espacial


Este artigo foi publicado originalmente por ScientificAmerican



Sem comentários:

Publicar um comentário