segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Um dos eventos mais violentos do universo, um buraco-negro “devora” uma estrela

É um dos acontecimentos mais violentos de todo o universo, e os astrónomos observaram suas consequências e detalhes graças ao mais recente telescópio da NASA.
O Transiting Exoplanet Survey Satellite, também conhecido como TESS, capturou um raro evento. Um buraco negro destrói uma estrela completamente enquanto a devora. É nada mais, nada menos do que destruição pura a uma escala colossal.


Photo Robin Dienel/Carnegie Institution for Science

Será que o Planeta 9 é um buraco negro primordial


Os astrónomos afirmam que esses eventos cósmicos ocorrem uma vez a cada 10 mil a 100 mil anos numa galáxia nas dimensões da nossa Via Láctea. Mas como existem incontáveis milhares de milhões de galáxias no universo conhecido, os cientistas conseguiram de capturar 40 desses desses eventos até hoje, mas é muito difícil identificá-los.
O evento foi observado em 29 de Janeiro pelo All-Sky Automated Survey for Supernovae que é uma rede mundial de telescópios robotizados. O evento teria se dado uma localização para onde o TESS também estava observando.

Os dados do TESS permitem ver exatamente quando esse evento destrutivo, chamado ASASSN-19bt, começou a ficar mais brilhante, o que nunca tinha sido registado antes sendo esses dados úteis para modelar a física dessas explosões”, afirmou Thomas Holoien, do Carnegie Observatories, de Pasadena, Califórnia, EUA.





Um objeto interestelar pode ter entrado no nosso sistema solar


O gigante buraco negro super-massivo causador desse incrível evento fica a aproximadamente 375 milhões de anos-luz de distância de nós no centro de uma galáxia chamada 2MASX J07001137-6602251 da constelação Volans.
A estrela que foi esfarelada e consumida possivelmente é de tamanho semelhante ao nosso  sol.

Fonte//CNET/Arxiv






Sem comentários:

Publicar um comentário