domingo, 22 de setembro de 2019

Monumento Espanhol com 7.000 anos ressurge em ano de seca


Um monumento megalítico, com 7.000 anos, apelidado de Stonehenge espanhol, foi descoberto depois de um dos Verões mais quentes que a Espanha teve, que revelou a estrutura que estava submersa num reservatório por quase cinco décadas.

Photo NASA Lansdscape Program

Cientistas descobriram “nova” extinção em massa


O Observatório da Terra da NASA investigou o reaparecimento de um monumento de Dolmen de Guadalperal, com 7.000 anos, com o uso do satélite Landsat 8 e publicou duas fotos da zona onde está a estrutura monolítica, em anos diferentes, concluindo que sua reemergência é condicionada pelos níveis muito baixos de água no reservatório de Valdecañas, na Espanha, após um verão de seca recorde na Europa.

O monumento, agora apelidado de Stonehenge espanhol devido à sua semelhança com o dolmen britânico, apresenta um grande círculo de cerca de 150 pedras, com algumas com mais de 1,8 metros de altura, na forma de um oval aberto. A estrutura que supostamente foi construída no quarto ou quinto milênio aC, foi descoberta em 1925 pelo padre e arqueólogo alemão Hugo Obermaier , mas nenhuma pesquisa sobre o local foi publicada na altura, e sua descoberta permaneceu desconhecida. Na década de 1960, o ex-governante espanhol Francisco Franco lançou um programa de engenharia civil para levar água doce e hidroeletricidade às regiões vizinhas, o que levou à criação de um lago artificial e à inundação do local, submergindo o monumento água durante 50 anos.


Photo NASA Lansdscape Program

Monstro do Lago Ness pode ser enguia gigante


Embora seja a primeira vez que todo o monumento seja revelado devido aos baixos níveis de água, os especialistas acreditam que essa situação não durará muito tempo, devido à chegada do outono.
Alguns grupos locais estão atualmente pedindo para retirar tudo para outro sítio, mas, acredita-se que esse movimento apenas acelera a decadência do monumento, segundo os arqueólogos.
Os cientistas sugerem que o misterioso monólito, que supostamente sustentava um enorme copo de pedra, poderia ter sido construído  para fins ritualísticos.


Descoberta cidade neolítica com 10.000 anos, perto de Jerusalém


"Atlântida" britânica encontrada no norte do Oceano Atlântico




Este artigo foi publicado originalmente por SputnikNews





Sem comentários:

Publicar um comentário