quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Astrónomos encontram exoplaneta com água, e talvez com chuva


Encontrar água líquida em exoplanetas é algo importante, pois sugere que eles podem ter vida, e quanto mais planetas com água encontramos, mais perto estamos de confirmar que não estamos sozinhos no universo.
Agora, uma equipe de investigadores do Institute for Research on Exoplanets at the Université de Montréal detetou vapor de água na atmosfera de um exoplaneta com nove vezes a massa da Terra e a 111 anos-luz de distância.

 "File:Artist's impression of WASP-96b.jpg" by Koki0118 is licensed under CC BY-SA 4.0 

Astronomos com 99% de certeza em relaçao a um exoplaneta "perto" da Terra


O planeta, chamado K2-18b e descoberto pelo telescópio espacial Kepler da NASA em 2015, está a igual distância da sua estrela como a Terra está do Sol, o que significa que recebe a aproximadamente mesma quantidade de energia. Isso, juntamente com modelos climáticos complexos elaborados pela equipa usando dados do Telescópio Espacial Hubble da NASA, significa que o vapor de água tem o potencial de se transformar em nuvens e que se pode transformar em chuva.




  
Os cientistas não sabem se pode haver vida no K2-18b mas a descoberta de agua, é certamente um grande avanço para identificar a vida nesse exoplaneta.
"Isso é o maior passo já dado em direção ao nosso objetivo final de encontrar vida em outros planetas, de provar que não estamos sozinhos", disse Björn Benneke, principal autor e professor da Université de Montréal num comunicado. “Graças às nossas observações e ao nosso modelo climático deste planeta, mostramos que seu vapor de água pode condensar e chover, sendo esta a primeira vez que tal acontece”.

NASA descobre exoplaneta totalmente diferente do conhecido






Este artigo foi publicado originalmente por EurekAlert





Sem comentários:

Publicar um comentário