terça-feira, 3 de setembro de 2019

As alterações climáticas estão aquecendo a Europa


As mudanças climáticas estão aumentando o número de dias de calor extremo e diminuindo o número de dias de frio extremo na Europa, representando um risco para os habitantes nas próximas décadas, de acordo com um novo estudo.
As temperaturas na Europa atingiram níveis recordes neste verão, chegando a passar os 46,0 graus Celsius (114,8 graus Fahrenheit) no sul da França. Segundo a AGU Geophysical Research Letters o número de dias de calor extremo triplicou desde 1950 e os Verões são muito mais quentes.

Photo Pixabay/Geralt

Revelado o único método capaz de evitar uma catástrofe climática


Contrariamente o número de dias de frio extremo diminuiu para cerca de metade, tornando assim os Invernos mais quentes.
O calor extremo é perigoso porque stressa o corpo humano, levando á exaustão por calor ou insolação. Os cientistas já sabiam que a mudança climática estava aquecendo a Europa, mas o estudo incidiu principalmente nas mudanças de longo prazo e em temperaturas extremas.
Nesse novo estudo, foram usados dados recolhidos em estações meteorológicas europeias entre 1950 a 2018 e foram analisados os extremos de calor, os extremos de humidade, e os extremos de frio durante esse período.





Assim, descobriram que o número de dias de calor extremo na Europa triplicou desde 1950, enquanto o número de dias de frio extremo diminuiu em metade ou mesmo um pouco mais, dependendo da região. Os dias extremamente quentes tiveram um aumento de temperatura com uma média de 2,30 graus Celsius, enquanto os dias extremamente frios tiveram um aumento de temperatura em média 3,0 graus Celsius (5,3 graus Fahrenheit).


Photo Tiempo.com

Aquecimento global pode fazer a Corrente do Golfo parar


No entanto os registos regionais de temperatura têm valores muito diferentes, o que torna difícil comparar as temperaturas médias. Mais de 90% das estações meteorológicas estudadas mostraram que o clima estava aquecendo, uma percentagem demasiado alta para ser puramente da variabilidade climática natural, de acordo com os cientistas.
Os Verões e Invernos europeus serão tendencionalmente mais quentes nos próximos anos à medida que a mudança climática acelere, causando problemas nas cidades e pessoas que não estão preparadas para o aumento assim tão significativo das temperaturas.


Terra teve um aquecimento global há mais de 500 milhões de anos


Fonte//Scitechdaily











Sem comentários:

Publicar um comentário