quarta-feira, 14 de agosto de 2019

ONU lança aviso, a comida irá ficar muito cara futuramente


O fornecimento global de alimentos está à beira do desastre, de acordo com um relatório recém-publicado pelo Painel Intergovernamental das Nações Unidas sobre Mudança Climática.
Mais de 100 especialistas contribuíram para o relatório, que conclui que a mudança climática já está influenciando negativamente a produção de alimentos. E o problema irá se agravar ainda mais se as temperaturas globais continuarem aumentando, embora ainda não seja tarde demais para evitar uma catástrofe total.



Photo China Daily / Reuters

Sabe o que são os alimentos geneticamente modificados?


De acordo com os autores do relatório, está ficando mais difícil produzir alimentos devido a mais secas, ondas de calor, incêndios florestais, inundações e degelo de permafrost.
Acrescente a isso as quantidades crescentes de dióxido de carbono na atmosfera, que diminuem a qualidade dos alimentos que são produzidos, e está claro que estamos indo em direção a um futuro em que há ainda menos comida, ou seja, o alimento disponível vai custar muito mais.
Por mais assustador que pareça, um dos autores principais do relatório ainda acredita que podemos evitar uma catástrofe alimentar, se estivermos dispostos a nos esforçar.
Uma das descobertas importantes do nosso trabalho é que há muitas ações que podemos tomar agora.O que algumas dessas soluções exigem é atenção, apoio financeiro, ambientes propícios”. disse Pamela McElwee em entrevista ao The New York Times .








O resumo foi divulgado na passada quinta-feira pelo Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, um grupo internacional de cientistas reunidos pelas Nações Unidas que reúne uma ampla gama de pesquisas existentes para ajudar os governos a entender a mudança climática e tomar decisões políticas. O IPCC está escrevendo uma série de relatórios climáticos, incluindo um no ano passado sobre as consequências desastrosas da eventual subida de temperatura em apenas 1,5 graus acima dos níveis pré-industriais , bem como um relatório sobre o estado dos oceanos do mundo .


Photo Scott Olson / Getty Images

Alguns autores também sugeriram que a escassez de alimentos provavelmente afetará mais as partes mais pobres do mundo do que as mais ricas. Isso poderia aumentar um fluxo de imigração que já está redefinindo a política na América do Norte, Europa e outras partes do mundo.
No geral, o relatório disse que quanto mais tempo os políticos esperarem, mais difícil será evitar uma crise global. "Agir agora pode evitar ou reduzir riscos e perdas e gerar benefícios para a sociedade", escreveram os autores. A espera pela redução das emissões, por outro lado, corre o risco de “perda irreversível das funções e ecossistemas da terra necessários para alimentação, saúde, assentamentos habitáveis ​​e produção”.

O aquecimento global leva cada vez mais a situações climáticas extremas



Fonte//NewYorkTimes










Sem comentários:

Publicar um comentário