terça-feira, 20 de agosto de 2019

Fotos revelam o fenômeno extremamente raro de uma "nuvem de fogo"

Cientistas nos EUA voaram diretamente através de um fenômeno atmosférico extremamente raro conhecido como "nuvem de fogo", e capturaram o momento único e "sobrenatural".
Investigadores da NASA e da NOAA investigaram fumo produzido pelo incêndio da Williams Flats em Washington e aproveitaram a oportunidade para voar dentro da rara nuvem de fogo.



Photo (David Peterson/US Naval Research Laboratory

Aumenta a preocupação com o degelo da Gronelandia


Estas extraordinárias nuvens, chamadas pirocumulonimbus (pyroCb) ou às vezes flammagenitus cumulonimbus, são formadas quando os incêndios fazem subir calor e humidade suficiente para a atmosfera, criando uma tempestade.
"O aquecimento produzido pelo fogo produz uma coluna de corrente ascendente e sob certas condições climáticas favoráveis, aparece essa extraordinária nuvem", afirmou o meteorologista David Peterson ao Seattle Times, principal meteorologista do programa de pesquisa FIREX-AQ da Nasa e da NOAA.




Nas últimas semanas os EUA foram atingidos por padrões climáticos propensas aos incêndios e a tempestades com nuvens desta. Nuvens como estas são raras, pensando-se mesmo que esta foi a primeira deste ano.
Por causa dessa raridade, a oportunidade de se aproximar e estudar essas nuvens invulgares é extremamente valiosa para os cientistas.
O incêndio da Williams Flat, que pensa-se ter sido iniciado por um raio, começou em 2 de Agosto deste ano, mas a equipe do FIREX-AQ fez as fotos a em 8 de Agosto, voando a bordo do jato de pesquisa DC-8 da NASA .



Photo (David Peterson/US Naval Research Laboratory

Capital da Indonésia à beira do colapso


A uma altitude de cerca de 9 quilômetros (cerca de 30.000 pés), os cientistas voaram através da nuvem de fogo, que é quando a foto acima foi tirada. Na neblina de partículas de fumaça, o cenário Sol parece laranja.

Aquecimento global pode fazer a Corrente do Golfo parar




Fonte//ScienceAlert











Sem comentários:

Publicar um comentário