sexta-feira, 19 de julho de 2019

Empresa norueguesa planeia jaula para salmão com controlo remoto


A empresa norueguesa Arctic Offshore Farming desenvolveu uma nova jaula para peixes controlada remotamente que pode reduzir o custo da ração e minimizar a morte de salmão em consequência do piolho do mar. A empresa planeia testar a primeira jaula na costa norueguesa em 2020.


ARCTIC OFFSHORE FARMING Photo Futurism


A procura por salmão está em alta, e espera-se que a indústria cresça quatro vezes até 2050. Como aponta o IEEE Spectrum , metade dos custos operacionais de criação de peixes em cativeiro está em alimentá-los. Portanto, é extremamente importante, encontrar maneiras de reduzir esses custos, minimizando a mortalidade.
A jaula foi projetada para sobreviver ao ambiente hostil do mar do norte em oceano aberto abrigando até 600.000 salmões adultos.





Estará também equipada com medidores sem fio, câmaras de alimentação ao vivo e até mesmo alimentadores automáticos que poderão dar aos piscicultores a possibilidade de operá-los remotamente. Uma embarcação só teria que fazer uma ou duas viagens por semana para reabastecer os alimentadores.





Medusa gigante fotografada na costa Inglesa


Terá também um sistema de alimentação subaquática especial poderá ajudar a reduzir os custos com a energia em 50%. Como os piolhos do mar vivem mais próximos da superfície, a necessidade de “desparasitar” o peixe seria praticamente eliminada. A jaula também forneceria ao peixe “uma grande superfície de ar artificial” para ajudá-lo a se adaptar à vida submersa por longos períodos de tempo.

Marinheiros russos mortos no submarino nuclear podem ter evitado uma catástrofe


9000 km de algas no Atlântico ameaçam a vida marinha



Fonte//Futurism











Sem comentários:

Publicar um comentário