segunda-feira, 24 de junho de 2019

Lula gigante filmada no Golfo do México

Não é exatamente o “peixe-diabo” que Julio Verne conjurou nas “Vinte Mil Léguas Submarinas”, nem é provável que “arraste navios para as profundezas”.
Mas ao contrário das fantasias de terror, essa lula gigante, a segunda a ser capturada em vídeo no seu habitat natural, é a primeira a ser vista no Golfo do México.

Uma equipa de investigadores, numa expedição financiada pelo National Oceanic and Atmospheric Administration’s Office of Ocean Exploration and Research, capturou o vídeo no início desta semana a uma profundidade de 759 metros, 100 milhas a sudeste de New Orleans



No blog da NOAA, os drs. Sönke Johnsen e Edith Widder descrevem a lula gigante como um juvenil de 3 a 3,5 metros de comprimento, que foi atraído para um dispositivo de alto mar que imitava uma água-viva brilhante.
Por curiosidade, a maior lula gigante já registada pelos cientistas tinha 13 metros de comprimento e provavelmente pesava perto de uma tonelada.




Os mapas antigos frequentemente mostram serpentes, com o aviso 'aqui há monstros'”, escreveram Johnsen e Widder. "No entanto, os 'monstros' são estes
Mais importante, não encontramos um monstro. A lula gigante é grande e certamente invulgar da nossa perspetiva, mas se o vídeo mostra alguma coisa do caráter do animal, mostra um animal surpreendido por seu erro, recuando depois de atacar algo que a princípio deve ter parecido atraente, mas obviamente não era comida."

Uma equipa de investigadores japoneses registou o primeiro vídeo de uma lula gigante no seu habitat natural, em águas profundas, em 2012, a 14 quilômetros a leste da ilha de Chichi, no Oceano Pacífico Norte.


2018, foi o ano mais quente dos oceanos



Fonte//Huffpost





Sem comentários:

Publicar um comentário