sexta-feira, 28 de junho de 2019

“Apartheid Climático” é iminente. Apenas os ricos sobreviverão.


Um relatório da ONU prevê que os pobres do mundo não conseguirão escapar do pior da crise climática. “Apartheid Climático”
Se a atual catástrofe global de mudança climática continuar sem controle, muitas zonas do mundo provavelmente tornar-se-ão mais difíceis de viver e muito menos hospitaleiras para a humanidade.



Photo Pixabay

Descongelamento prematuro do permafrost do Ártico preocupa cientistas





Quando isso acontecer, a divisão entre os ricos e os pobres será acentuada, pois muitas pessoas ficarão sem os meios para escapar dos piores efeitos da crise climática, de acordo com um novo relatório publicado terça-feira pela ONU. Conselho que descreve um iminente "apartheid climático".
Enquanto os ricos contratam bombeiros particulares ou mudam-se para áreas habitáveis ​​mais caras, o relatório prevê que 120 milhões de pessoas serão empurradas para a pobreza até 2030 pelas mudanças climáticas. Muitos mais morrerão.
O relatório descreve que 3,5 mil milhões de pessoas mais pobres do mundo são responsáveis ​​por dez por cento das emissões mundiais de gases do efeito estufa, enquanto os dez por cento mais ricos da população mundial são responsáveis ​​pela metade.


"Perversamente, os mais ricos, que têm a maior capacidade de se adaptar e são responsáveis ​​pela grande maioria das emissões de gases de efeito estufa, serão os mais bem posicionados para lidar com as mudanças climáticas", escreveu Philip Alston, funcionário da ONU sobre pobreza e direitos humanos. “Enquanto os mais pobres, que contribuíram menos para as emissões e têm menos capacidade de reagir, serão os mais prejudicados”.
No relatório, Alston escreve como o acesso dos ricos a recursos que salvam vidas levaram a humanidade a se adaptar à crise climática na direção errada, em vez de agir para impedir ou reverter o pior da mudança climática, os ricos defender-se-ão pessoalmente do problema.


Photo Pixabay


Novo recorde nos níveis de CO2 na atmosfera



Uma dependência excessiva do setor privado poderia levar a um cenário de apartheid climático em que os ricos pagam para escapar do superaquecimento, da fome e do conflito, enquanto o resto do mundo sofre”, escreve Alston.


Se nada mudar, a civilização pode colapsar em poucas décadas



Fonte//Futurism




2 comentários:

  1. Terrorismo...SE...Um SE bem grande...o minimo dessa noticia for verdade...
    Tem um coisa que de cara já compromete. Ser um relatório da ONU.
    As pessoas quando querem dar o minimo de credibilidade a uma informação, especialmente as mais ridículas possíveis, coloca logo...FOI A ONU QUEM DISSE.
    E quem conhece a ONU, por dentro, como funciona, como é usada como instrumento de manipulação politica e econômica...NÃO DÁ A MINIMA pra esses relatórios, mesmo(e principalmente) os produzidos por ela...

    ResponderEliminar
  2. Se a Informação for Verdade, fico em dúvida pela Fonte, será uma Triste Realidade aos menos favorecidos.

    https://www.lugarcertoimoveis.com.br/

    ResponderEliminar