sexta-feira, 17 de maio de 2019

Táxi aéreo elétrico de cinco lugares fez voo inaugural em Munique

A startup alemã Lilium realizou o voo inaugural do seu táxi aéreo totalmente elétrico, um tiltjet VTOL de cinco lugares capaz de percorrer 300 km em 60 minutos.
Conhecido como o Lilium Jet, o protótipo da aeronave é alimentado por 36 motores a jato elétricos. As alas principais abrigam 24 motores, enquanto os 12 restantes ficam alojados num banco de asa menor na frente do avião. Tem uma potência máxima de 2.000 HP que pode ser principalmente usada para a decolagem e pouso, mas a Lilium diz que em voo necessita de menos de 10% dessa potencia. O táxi aéreo não tem cauda, ​​leme, ou hélices, e tem apenas uma parte móvel em cada motor.




Boeing fez voo teste com o seu carro voador

Fundada em Munique em 2015, a Lilium tem mais de US $ 100 milhões em capital de risco. Em 2017, apresentou uma aeronave VTOL elétrica de dois lugares que serviu de prova de conceito para o jato Lilium. Após os testes, o seu voo inaugural em Munique em 04 Maio foi controlado remotamente. Neste primeiro teste o veículo pairou no local a poucos metros do chão, com o voo de transição e o teste de voo cruzeiro. Com um alcance projetado de 300 km, o táxi aéreo será quatro vezes mais rápido que um táxi terrestre, ainda que com preços um pouco superiores, segundo seus criadores.




"Hoje estamos dando mais um grande passo para tornar a mobilidade aérea urbana uma realidade", disse Daniel Wiegand, co-fundador e CEO da Lilium. “Em menos de dois anos, conseguimos projetar, construir e ter sucesso no voo, uma aeronave que servirá como modelo para a produção em massa. Passar de dois para cinco lugares foi sempre a nossa ambição, pois nos permite transportar muitos mais passageiros. Ter cinco lugares ocupados oferece uma economia de escala que simplesmente não se consegue alcançar com dois ”.



A Lilium está impulsionando um cronograma agressivo para a introdução de seu serviço de táxi aéreo, dizendo que espera estar totalmente operacional em várias cidades em todo do mundo até 2025. Resta saber se as regulamentações quanto ao uso do espaço aéreo permitirão a essa meta ambiciosa, mas com concorrentes como o Uber também investindo muito no setor, os táxis aéreos poderão em breve se tornar uma característica dos centros urbanos.





Sem comentários:

Publicar um comentário