segunda-feira, 6 de maio de 2019

Drones podem recuperar paisagens degradadas


Uma empresa de tecnologia chamada BioCarbon Engineering usa os robôs voadores para plantar árvores em grande escala.
Os drones, que foram desenvolvidos por um ex-engenheiro da NASA , são projetados para disparar vagens de sementes pré-germinadas no solo.
Foi demonstrado que os drones plantam árvores exponencialmente mais rápido do que plantá-las à mão, e o método é muito mais barato do que os métodos tradicionais de plantio.
A BioCarbon tem trabalhado com a organização conservacionista Worldview International Foundation, sem fins lucrativos, para replantar mudas de mangue em Mianmar. Desde que os drones começaram seu trabalho em setembro, as mudas já cresceram 20 centímetros, o que oferece uma nova e empolgante evidência de que os drones podem ser implantados em uma escala muito maior.






"Agora temos um caso confirmado de quais espécies podemos plantar e em quais condições", disse a co fundadora da BioCarbon, Irina Fedorenko, à Fast Company . "Agora estamos prontos para ampliar nosso plantio e repetir esse sucesso".
Ao longo dos últimos sete anos, a Worldview tem trabalhado com as comunidades de Myanmar para plantar mais de 6 milhões de árvores, mas agora, com a ajuda dos drones, eles esperam plantar mais 4 milhões de árvores até o final do ano.


Está programado que, com dois trabalhadores locais que estão a ser treinados para operar uma frota de dez drones, eles podem plantar até 400.000 árvores por dia. Supondo que o projeto continue a ter sucesso, os drones poderão em breve ajudar a ressuscitar paisagens degradadas em todo o mundo.






Sem comentários:

Publicar um comentário