quarta-feira, 24 de abril de 2019

Foi fabricada a maior turbina eólica do mundo


Na semana passada, a LM Wind Power informou que tinha fabricado com sucesso a primeira lâmina de turbina eólica do mundo a ultrapassar 100 metros de comprimento.

A lâmina de 107 metros acabou todo o processo de moldagem na fábrica da LM em Cherbourg, na França e agora faltam os acabamentos finais de pós-moldagem, antes de passar por rigorosos testes e validação para demonstrar sua capacidade de suportar mais de 20 anos de operação offshore.



                                                                            Photo GE Renewable Energy.



Irlanda investe 31 milhões de euros em parque eólico flutuante

A fábrica é nova, e está localizada na Normandia, a uma curta distância das praias de areia onde as tropas aliadas desembarcaram no Dia D. A fábrica foi propositadamente construída perto do porto industrial de Cherbourg para permitir o fácil carregamento das enormes lâminas nos navios que as irão transportar para o seu destino.



 
Trabalhando em três turnos, os trabalhadores constroem as lâminas a partir de um sanduíche de alta tecnologia feito de finas camadas de vidro e fibras de carbono e madeira sendo tudo unido com uma resina especial.
As pás são para uma turbina eólica offshore Haliade-X 12 MW da GE, a turbina eólica maior e mais potente do mundo.
Lukasz Cejrowski, LM 107,0 P Diretor de Projetos, LM Wind Power, disse: “O LM 107.0 P é um dos maiores componentes individuais já construídos. Esta é uma conquista incrível não apenas para a LM Wind Power e a GE Renewable Energy, mas para toda a indústria eólica. ”

Alexis Crama, vice-presidente da LM Offshore, disse: “Essa conquista foi possibilitada pela nossa equipe de pessoas altamente qualificadas desenvolvendo tecnologia e processos de fabrico revolucionários, com pás de rotor cada vez maiores e mais confiáveis, aproveitando assim mais vento e, em última análise, proporcionando um custo de energia ainda mais baixo”


A Ilha Graciosa alimentada a 100 % por energias renováveis.

Ilhas Mauricias geram 14% da sua energia com recurso á biomassa

Holanda desenvolve nova central eolica







Sem comentários:

Publicar um comentário