sábado, 20 de abril de 2019

Digitalização a laser 3D de 2015 podem ajudar a reconstruir a Notre Dame

Na noite de segunda-feira, o mundo assistiu horrorizado as chamas a consumir a Catedral de Notre Dame em Paris. O fogo consumiu o telhado e derrubou seu icônico pináculo central, parecia que a igreja histórica poderia se perder para sempre, graças à tecnologia de ponta, reconstruir a Catedral.
Graças ao trabalho meticuloso do historiador de arte do Vassar College, Andrew Tallon, cada detalhe requintado e pista misteriosa da construção do século XIII do prédio foi gravado em um arquivo digital em 2015, usando imagens a laser.

Esses registros revolucionaram nossa compreensão de como o edifício espetacular foi construído, e pode fornecer um modelo para a reconstruir.
De acordo com a Wired, os arquitetos esperam agora que os scans de Tallon possam fornecer um mapa para manter os detalhes, qualquer que seja a reconstrução.
Em 2015, a National Geographic traçou o perfil de Tallon e seu processo de digitalização exclusivo, destacando sua imagem digital da Catedral de Notre Dame.
Durante séculos, as únicas ferramentas que tínhamos para medir edifícios e estruturas medievais eram primitivas, cordas e réguas, lápis e prumo, mas, usando a tecnologia do século XXI, Tallon conseguiu desvendar os segredos dessa estrutura milagrosa.






"Se eu tivesse textos em todos os momentos, poderia procurar nos textos e tentar voltar às cabeças dos construtores", disse Tallon a Nat Geo . "Eu não tenho isso, então é um trabalho de detetive para mim."
Para seus scans de Notre Dame, Tallon registrou dados de mais de 50 locais dentro e em volta da catedral, resultando em um escalonamento de milhões de pontos de dados.
Cada varredura começa montando o laser num tripé e colocado no centro da estrutura. O laser varre a área em todas as direções, e quando atinge uma superfície, o feixe volta, registrando a posição e a superfície exatas de qualquer pilar ou coluna que atingiu, medindo o tempo que o feixe levou para voltar.


Cada medida é registrada como um ponto colorido, combinando-se em uma imagem detalhada, como os pixels coloridos de uma fotografia digital.
Esses milhões de pontos formam um instantâneo tridimensional da catedral, e as imagens resultantes são meticulosamente precisas. Se a varredura for feita corretamente, Tallon disse a Nat Geo que deve ter uma precisão de ser 5 milímetros.
Segundo o The New York Times, o fogo demorou menos de uma hora para se espalhar do sótão da catedral e consumir o telhado, derrubando o pináculo central.
A construção da catedral começou no ano de 1163 e terminou em 1345, de acordo com uma peça do NYT sobre a história da catedral, e o telhado de madeira continha vigas históricas do ano 1220, todas destruídas pelo incêndio.



O apoio aos esforços de recuperação começou a surgir, com os parisienses multimilionários e empresas prometendo mais de US $ 450 milhões em doações para a restauração de Notre Dame.
Apesar dos danos extensos, o NYT relata que a maioria dos artefactos de valor enormíssimo ​​e a estrutura de pedra da catedral permanecem intactos, embora apenas o tempo dirá quanto tempo levará para restaurar a estrutura e voltar a dar-lhe a sua antiga glória.

As pirâmides do Egito ligadas á origem da civilização

Bíblia prova que cidade perdida de Atlântida está em Israel

Descoberta “porta para o Inferno” numa caverna de Midlands


Fonte//Futurism



Sem comentários:

Publicar um comentário