quinta-feira, 25 de abril de 2019

Células solares produzem eletricidade sem sol


Muitas pessoas ainda não invistam em energias renováveis, porque o sol não brilha o tempo todo. Mas será por pouco tempo… pois vem aí uma nova geração de células solares orgânicas que não precisa de sol para produzir eletricidade.
Estas células solares não precisam de exposição à luz solar, basta a luminosidade natural do ambiente para produzir eletricidade. Isto significa que os equipamentos que tenham painéis solares equipados com as tais células solares orgânicas podem funcionar ininterruptamente, usando a iluminação pública, ou iluminação interior das habitações.



Photo PortalEnergia


Cientistas mais perto da fusão nuclear


Esta tecnologia é recente, e foi apresentada no Japão por Ryota Arai e colegas da Universidade Kyushu e da empresa Ricoh. O trabalho desenvolvido por Ryota Arai consistiu em encontrar os melhores materiais para construir as células solares orgânicas capazes de gerar eletricidade de forma eficiente sem recorrer à luz do sol, ou seja, produzir eletricidade mesmo em ambientes com pouca iluminação.





A equipa de investigadores testou vários semicondutores orgânicos de pequenas moléculas com caraterísticas promissoras para a absorção da luz ambiente e assim produzir eletricidade.
Mas foram as células solares feitas com recurso a uma pequena molécula, BDT-2T-ID, que apresentaram melhores resultados, quando comparadas com outros dispositivos semelhantes.
As células solares orgânicas comuns são flexíveis e baratas, mas ainda não conseguem competir com o silício em termos de eficiência!

Photo PortalEnergia

O que aconteceria se deixassemos de usar o petroleo


A molécula BDT-2T-ID é uma sigla para a classe de oligomeros que inclui o Benzoditiofeno (BDT), um determinado número variável de Tiofenos (2T) e Indandiona (ID).
Por fim, o conjunto de 6 dessas células solares orgânicas, ligadas em série, conseguiu produzir cerca de 4volts e 65,3 μW/cm2 quando expostos a fracas condições de iluminação. Essa quantidade de eletricidade produzida é suficiente para alimentar micro sensores e pequenos dispositivos.




Ainda assim a equipa de investigadores deixa um alerta. Há que avaliar a transição da tecnologia para um fabrico em grande escala, mas o trabalho já desenvolvido permite concluir que há uma elevada viabilidade para alimentar dispositivos sem fio por toda a casa, e o melhor, sem ser necessária a luz solar!

Grandes camiões da Nikola Motor movidos a hidrogénio

Empresa mexicana fabrica biocombustível a partir de cactáceas

A energia hidrelétrica, excede as necessidades de todo o planeta




Fonte//PortalEnergia

Sem comentários:

Publicar um comentário