quarta-feira, 10 de abril de 2019

Água engarrafada com milhares de partículas de microplásticos


Um novo relatório descobriu que as garrafas de água não estão a salvo da poluição por microplásticos. Muitas pessoas optam por beber água engarrafada porque acreditam ser mais limpa e segura. Agora, um novo relatório está descobrindo que pode não ser assim.
Especialistas em banheiro e chuveiros Showerstoyou analisou o relatório Plus Plastic da Orb Media para revelar a quantidade de plástico que há dissolvido na água nas garrafas. Mais especificamente, os microplásticos.

Photo Diariodebiologia

Novo sistema retira água da humidade atmosférica recorrendo á energia solar


De acordo com a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA, os microplásticos são pequenos fragmentos de plástico com menos de cinco milímetros de comprimento e estão em toda parte.
A Showerstoyou descobriu que a  Nestlé Pure Life era a marca com o maior número de microplásticos, cerca de 10.390 partículas por litro.
A segunda foi Indian fornecedor de água engarrafada Bisleri com  5.230 partículas por litro. Posteriormente, foram Gerolsteiner ( 5,160 ), Aqua ( 4,713) , Epura  ( 2,267) e Aquafina ( 1,295 ).  A San Pellegrino foi a com a menor quantidade de microplásticos com apenas 74 por litro, seguido por Evian ( 256),  Dasani (335) , Wahaha (731) e Minalba (863) .
A Showerstoyou estima que os consumidores da Nestlé Pure Life poderiam estar ingerindo um incrível número de 640.024 partículas de microplásticos por ano. E os números não são muito melhores para outras marcas.





Os da Bisleri poderiam consumir até 322.168 microplásticos por ano
Gerolsteiner ( 317.856 ), Aqua ( 290.321 ), Epura ( 139.647 ), Aquafina ( 79.772 ), Minalba ( 53.161 ), Wahaha ( 45.030 ), Dasani ( 20.636 ), Evian ( 15.770 ) e San Pellegrino ( 4.558 ).

Para calcular esses consumos anuais, os níveis mais altos de microplástico encontrados em cada marca de água engarrafada foram multiplicados pelo consumo médio de água engarrafada global per capita.

Photo Uniplanet

Tecnologia low-cost para dessalinizar a agua do mar



O perigo dos plásticos espalhou-se por toda parte. Desde matar a vida marinha a infetar nossa água potável, os resultados nefastos dos plásticos parecem ter-se tornado quase onipresentes.
Estima-se que cerca de 79% dos plásticos produzidos desde a década de 1950 estão agora em aterros sanitários ou no meio ambiente. Além disso, no oceano existe o Great Pacific Garbage Patch , uma acumulação oceânica de plástico  do dobro do tamanho do Texas.
A ilha de lixo é considerada a maior zona de plásticos oceânicos do mundo e estima-se que contenha até 1,8 trilião de fragmentos de detritos. Já começaram a enveredar esforçospara limpar esses plásticos, como o Ocean Cleanup .


"Super areia" pode transformar agua contaminada em água potável

Cientistas preveem escassez de agua potável a uma escala global

A poluição plástica esta contaminar todas as cadeias alimentares




Sem comentários:

Publicar um comentário