quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

Fotos do Hubble revelam nova lua em orbita de Neptuno

A  nova lua de Neptuno foi batizada de Hipocampo em homenagem a uma criatura marinha equatorial mitológica. Anteriormente ignorada por outra sondas espaçais, foi identificada agora. Tem apenas 34 quilômetros de diâmetro e uma órbita fixa a volta do gigante azul, circundando o planeta uma vez por dia.


Photo NASA . Caltech/R. Hurt (IPAC/NASA)


NASA diz que podemos encontrar vida alienígena brevemente


Hipocampo é uma das sete luas internas de Neptuno que completam uma orbita ao planeta uma vez por dia. Quando a sonda Voyager 2 passou por Neptuno em 1989, descobriu seis luas na órbita interior, mas perdeu o hipocampo devido à sua falta de luz e ângulos não propícios às camaras. Os outros sete satélites de Neptuno estão mais distantes e têm trajetórias mais irregulares.

Após 30 anos, uma equipe liderada por Mark Showalter, pesquisador sênior do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence), localizou o Hipocampo nas imagens capturadas pelo Telescópio Espacial Hubble. A equipe publicou suas descobertas na quarta-feira na revista Nature.





Os astronomos pensam que a lua foi formada quando um cometa colidiu com Proteus, a maior das luas internas de Neptuno e  que tem 4.000 vezes o tamanho do Hipocampo. O Hipocampo está perto de Proteus, orbitando a cerca de 12.000 quilômetros dentro da sua trajetória, e Proteus tem uma gigantesca cratera de impacto chamada Pharos, com quase 230 quilômetros de diametro. Showalter e seus colegas sugerem que o Hipocampo poderia ter sido feito de destroços de qualquer objeto que tenha causado a cratera de Pharos.

Asteroide pode atingir a Terra em Setembro


A descoberta do pequeno Hipocampo contribui para nossa compreensão da história do sistema interno de Neptuno. Proteus e Hipocampo estavam ainda mais próximos no passado porque Proteus está se afastando de Neptuno.

Com base na velocidade em que Proteus se afasta de Neptuno, a equipe sugeriu que o Hipocampo tem alguns biliões de anos.


Fonte//SputnikNews




Sem comentários:

Publicar um comentário