terça-feira, 1 de janeiro de 2019

De acordo com a ciência, quais curas para a ressaca?


Uma noite de bebedeira pode levar à inflamação do estômago e dos intestinos, a sono de má qualidade e à produção de substâncias tóxicas que levam a vômitos, e aumento da frequência cardíaca.
Pesquisas também sugerem que a ressaca pode dificultar a capacidade de se concentrar e afeta a capacidade de raciocínio.
Mas será que há curas para a ressaca?


Photo Mundo Boa Forma

Veja Tambem Viver mais e melhor pode não ser tão complicado como possa parecer


Agua

A desidratação é um dos sintomas de ressaca mais falados. O álcool é um diurético e em outras palavras, faz-nos urinar com mais frequência.
Tomar cerca quatro bebidas pode eliminar entre 600 e 1.000 mililitros de água do corpo.
O consumo exagerado de álcool também pode causar vômitos e diarreia, o que também faz com que o corpo perca líquidos. Como resultado, a desidratação causa sede, fraqueza, boca seca e tonturas.
Beber água pode acalmar alguns destes sintomas, mas a desidratação também é normalmente acompanhada de desequilíbrio eletrolítico.
Água e um suplemento de eletrólito pode, portanto, resolver alguns dos sintomas da ressaca - mas nem todos.

Ovos e bacon


Um dos remédios mais tradicionais para uma ressaca é um prato de bacon e ovos gordurosos.
Alimentos como bacon, ovos e até mesmo brócolos contêm um aminoácido chamado "cisteína", que os cientistas afirmam que pode diminuir a quantidade de "acetaldeído" químico tóxico, que é produzido quando corpo metaboliza o álcool.
O acetaldeído contribui para os sintomas da ressaca, como aumento da frequência cardíaca, náuseas e vômitos, mas não há nenhuma razão com base científica, que indique que esses alimentos curarem a ressaca

Cafeina


Uma das razões pelas quais nos sentimos tão mal depois de beber é o efeito do álcool no sono. O sono induzido pelo álcool pode ser mais curto e de pior qualidade, mas o cansaço que sentido pode ser revertido pelo estimulante favorito de todos, a cafeína.
Evidências sugerem que as pessoas que bebem regularmente cafeína desenvolvem uma dependência física desta droga, o que explica por que algumas pessoas precisam da sua ingestão matinal. Mas para essas pessoas, uma chávena de chá ou café durante uma ressaca pode não ser suficiente. Há também evidências que sugerem que pessoas que normalmente não tomam cafeína não têm o mesmo desempenho e agilidade que os consumidores normais.






Mais alccol



Durante uma ressaca, quase todos dizem "eu nunca mais vou beber". O fato é que beber durante uma ressaca pode ser muito perigoso. Os órgãos vitais, como o fígado, precisam de tempo para reparar os danos causados ​​por uma bebedeira.
As diretrizes cientificas recomendam que evite o álcool nas 48 horas após o consumo exagerado de álcool. Além disso, "curar" uma ressaca ingerindo álcool, pode indicar algum distúrbio relacionado com o consumo de álcool.
Não está esclarecido se é a ressaca que causa o alcoolismo ou o consumo repetido de álcool em excesso.
No que diz respeito às curas de ressaca, esta não é recomendada.

Farmaceutica


Recentemente, parece que cada vez há mais produtos farmacêuticos que alegam aliviar os sintomas da ressaca. Esses produtos geralmente são tidos como aceleradores para o corpo se livrar do acetaldeído químico tóxico, e também indicam reduzir a inflamação e abordar as mudanças químicas em nosso cérebro causadas pelo álcool.
.Não é de surpreender que não haja atualmente nenhuma evidência de que qualquer remédio convencional ou complementar possa curar uma ressaca. Não se sabe se isso ocorre porque essas curas não funcionam ou porque sua eficácia não foi totalmente testada.

Veja Tambem Oito hábitos que aumentam a esperança média de vida


Assim, embora esses remédios populares possam dar algum alívio aos sintomas da ressaca, não há tratamento baseado na ciência e na medicina.
A ressaca é uma combinação complexa de sintomas físicos e psicológicos, que são causados ​​por vários processos diferentes no corpo e no cérebro. Além disso, poucos tratamentos de ressaca abordam deficiências na concentração, memória e tempos de reação, ou o baixo humor e o aumento da ansiedade frequentemente relatados pelos pacientes.
A única maneira infalível de evitar a ressaca é beber álcool com moderação, ou não beber nada.









Sem comentários:

Publicar um comentário