sábado, 5 de janeiro de 2019

Bill Gates exige energia nuclear


O co-fundador da Microsoft, Bill Gates, quer mudar a política energética dos Estados Unidos em 2019.
 Na semana passada, o bilionário filantropo divulgou uma carta detalhando o que aprendeu em 2018 e o que espera realizar em 2019. Um de seus objetivos para o próximo ano é persuadir os líderes americanos a "entrar no jogo" de energia nuclear. O futuro do nosso meio ambiente pode passar por esse passo.
 
Photo Culturamix


Veja Tambem Descoberto sistema rentavel para produzir hidrogénio 


A energia nuclear é produzida pela divisão do núcleo de um átomo (fissão) ou pela combinação dos núcleos de dois átomos (fusão). Os reatores de fissão nuclear já atendem a 20% das necessidades de eletricidade dos EUA.

Embora a fissão não produza emissões de gases de efeito estufa, a tecnologia atualmente está obsoleta. Os EUA construíram a maioria de seus reatores há mais de 30 anos e precisam de plutônio, que não é muito acessível. O processo também produz subprodutos indesejados, alguns dos quais são radioativos.

Os investigadores ainda não descobriram uma maneira de produzir fusão nuclear estável, mas estão perto de o conseguir. Quando o conseguirem, teremos uma fonte quase ilimitada de energia limpa que podemos criar a partir do hidrogênio, que é muito mais acessível que o plutônio, e o único subproduto seria uma pequena quantidade de hélio.







Segundo Gates, a energia nuclear é ideal para lidar com as mudanças climáticas, porque é a única fonte de energia escalável e livre de carbono disponível 24 horas por dia.
Os EUA têm diminuído as investigações da energia nuclear nas últimas décadas. Para recuperar sua posição como líder global em energia nuclear, é preciso novos recursos, atualizar regulamentos e mostrar aos investidores que é a sério, escreveu Gates.
Ele acredita que esse compromisso renovado permitirá que a nação supere as limitações da tecnologia nuclear existente de uma maneira que possa beneficiar significativamente o meio ambiente.

 Veja Tambem A Ilha Graciosa alimentada a 100 % por energias renováveis.


“Os Estados Unidos são especialmente adequados para criar esses avanços com seus cientistas, empreendedores e capital de investimento de classe mundial, o mundo precisa estar trabalhando em muitas soluções para deter as mudanças climáticas, e espero convencer os líderes dos EUA a entrar no jogo ". escreveu Gates



Sem comentários:

Publicar um comentário