sábado, 17 de novembro de 2018

As 10 modas mais fatais da internet


A internet é um dos avanços mais incríveis da humanidade. O seu uso é sem dúvida uma porta aberta para o conhecimento. Infelizmente, porém, a internet também tem a parte negra que só existe devido á estupidez humana.
O site Listverse juntou as 10 correntes mais perigosas espalhadas na internet, principalmente entre crianças e adolescentes, com resultados terríveis: ferimentos graves, e até mesmo a morte.


 10. Momo


O Momo já está associado ao suicídio de dois adolescentes e uma criança É um jogo de desafios que se tornou popular na América do Sul, Ásia, México, França, Alemanha e Estados Unidos. Os jogadores são encorajados a entrar em contato com um número no WhatsApp que da acesso ao “Momo”, e passam a receber mensagens assustadoras com o próximo desafio.

Os desafios incluem autoflagelação, assistir filmes de terror e acordar a meio da noite. Os jogadores recebem ameaças de que suas informações pessoais serão v publicadas se não efetuarem as tarefas. O desafio final é cometer suicídio.

Na Índia, um rapaz de 18 anos foi encontrado enforcado perto de sua casa em Kurseong, em Agosto deste ano. Em Setembro, um rapaz de 16 anos e uma menina de 12 anos suicídaram-se na Colômbia, e os investigadores descobriram atividade ligada ao jogo nos seus telefones.
Os responsáveis pelo jogo ainda não foram encontrados.





9.O desafio da Baleia Azul


Em 2016, apareceu um fenômeno das redes sociais conhecido como o Desafio da Baleia Azul, se tornou viral com consequências trágicas. No jogo sinistro, os jogadores seguem um perfil nas redes sociais que vai atribuinso tarefas aos jogadores ao longode 50 dias. Essas tarefas vão da autoflagelação ao suicídio. O jogo está ligado a 130 mortes na Rússia.
No início de 2018, os corpos de duas meias-irmãs, Maria Vinogradova, de 12 anos, e Anastasia Svetozarova, de 15 anos, foram encontrados na neve do lado de fora de seu apartamento em Izhevsk, na Rússia. Ambas saltaram de um predio de dez andares e que seus suicídios estavam ligados ao Desafio da Baleia Azul. Antes de sua morte, a irmã mais nova postou uma foto de seu namorado nas redes sociais com a legenda: “Perdoe-me, por favor. Eu te amo muito. Eu sei que você encontrará alguém melhor que eu”.

8. Planking


Planking consiste em tirar uma foto de alguém deitado de bruços, com os braços colados ao corpo e o rosto encostado na superfície. Em apenas algumas semanas, uma onda de fotos assim inundou a internet, o que transformou o planking num fenômeno. Para os praticantes, quanto mais invulgar a localização, melhor. Embora a brincadeira fosse destinada apenas a ser divertida e inofensiva, as pessoas começaram a procurar locais perigosos para fazer as fotos.

Em 2011, a brincadeira fez a primeira vítima quando um jovem de 20 anos chamado Acton Beale, de Queensland, na Austrália, caiu de uma varanda em Brisbane numa tentativa de fazer o Planking. Na página do Facebook criada em sua memória, um amigo escreveu: “Aqueles que realmente conheciam Acton lembrar-se-ão dele muito além do erro cometido”

7. Selfies extremas


As selfies são um fenômeno, mas algumas pessoas não sabem os limites, e acabaram pagando por isso com a própria vida. Um estudo revelou que entre março de 2014 e setembro de 2016, houve 127 “mortes devidas a selfies” em todo o mundo.
Há uma grande variedade de motivos para a ocorrência das mortes. Fotos com armas que disparam por acidente, quedas em rios, quedas de penhascos, eletrocussão, etc.

O mesmo estudo também revelou que a Índia é o país com o maior número de selfies fatais, o que levou a polícia indiana a tomar medidas de segurança para impedir que as pessoas tirem selfies em pontos perigosos. Implantaram policiamento nos pontos usados para selfies quando a maré está alta. Quando o tempo está mau, pedem às pessoas que não se aproximem do mar para tirar selfies.

6. Slender Man


O Slender Man, é uma lenda urbana sobre uma figura alta e sem feições que persegue e sequestra crianças. Mas isso só causou problemas na vida real em 2014, quando Morgan Geyser e Anissa Weier, ambas com 12 anos na época, atraíram uma amiga para a floresta em Waukesha, no estado americano do Wisconsin, e a esfaquearam 19 vezes. A vítima, também com 12 anos, conseguiu se arrastar até a beira da estrada, onde conseguiu ajuda. A menina recuperou das feridas quase fatais.
Após o acto, Geyser e Weier partiram a pé para encontrar o Slender Man numa floresta a 500 quilômetros de distância.

Veja Tambem Desenvolvidos adesivos que podem salvar vidas e controlar estado de saúde


Ambas as crianças foram enviadas para instituições mentais, e os psicólogos descobriram que Weier não conseguia distinguir a realidade da fantasia. A jovem disse temer que, caso não esfaqueasse a amiga, o Slender Man iria fazer-lhe mal e á sua família.





5. Punch 4 Punch


As lutas corpo a corpo são bem anteriores à internet, mas um jogo chamado Punch 4 Punch trouxe-as para o mundo online. Em 2014, um homem de 23 anos chamado Tommy Main morreu após um jogo letal de Punch 4 Punch.

A morte trágica apareceu quando circularam os vídeos de pessoas que participam em lutas corpo a corpo. Dois jogadores se revezam um contra o outro até que um deles pede para parar. Os golpes violentos devem supostamente seriam apenas no braço ou no ombro do adversário, no entanto alguns jogadores recebem golpes no rosto e no estômago, enquanto noutras variações os participantes têm um braço amarrado nas costas. O vencido tem que pagar uma prenda que envolve o consumo de álcool. Os primeiros vídeos são de 2009.

4. Desafio dos Lábios


Uma das tendências mais bizarras nas redes sociais nos últimos anos foi o Kylie Jenner Lip Challenge (Desafio dos Lábios de Kylie Jenner). Inspirados nos seus lábios, os seus seguidores começaram a tentar obter o mesmo visual sugando copos, garrafas e potes. O efeito de sucção leva o sangue para os lábios, criando a bizarra aparência desejada. No entanto, a brincadeira levou a muitos ferimentos e algumas pessoas chegaram a ficar com cicatrizes permanentes. Fotos de vítimas do desafio que foram compartilhadas nas redes sociais e mostraram que os lábios de algumas pessoas ficaram negros.

Os médicos alertaram que a sucção causa um micro traumatismo aos vasos sanguineos, cicatrizes, hematomas (coagulação) ou fibrose (espessamento do tecido).

3. NekNominate


O NekNominate é um jogo de beber que virou uma mania na Internet em 2014 e já causou várias mortes. O jogo incentiva pessoas a beber certa quantidade de álcool. O ato é filmado e colocado online para outras pessoas verem. A pessoa que cumpriu o desafio indicava a próxima a faze-lo.

Os jogadores tentam sempre superar os feitos dos seus amigos, e é aí que reside o perigo. Entre os mortos está o ex-jogador de rugby britânico Bradley Eames, de 20 anos, que filmou-se tomando dois copos de gin. Morreu quatro dias depois.
Um outro jovem de 20 anos, chamado Issac Richardson, morreu depois de beber um coquetail de vinho, uísque, vodka e cerveja como parte de um desafio da NekNominate.

2. Tombstoning


Nos últimos anos, adolescentes e adultos mesmo, começaram a filmar outros saltando de um penhasco conhecido como Dead Man’s Cove, em Devon, na Inglaterra. Isso logo se espalhou pelas redes sociais. Múltiplas lesões e mortes têm sido associadas a práticas assim, conhecidas como tombstoning, que envolve um salto para a água a partir de um ponto alto, com o corpo em posição rígida e vertical. A queda de 20 metros em Devon foi fatal para um homem de 39 anos, que morreu tentando realizar o tombstoning. Entre outras vítimas está um adolescente que quebrou o pescoço em três lugares e um homem de 25 anos ficou paralisado depois de saltar do mesmo local.

Saltar de penhascos, rochas ou outras estruturas para o mar pode ser muito perigoso. A profundidade da água pode mudar drasticamente com a maré, e o que era uma piscina funda na hora do almoço pode ser uma poça rasa na hora do chá. O choque com água fria pode tornar difícil nadar em segurança e correntes fortes podem rapidamente afastar as pessoas,

1. Surfar o comboio


Fazer surf em cima dos comboios era popular nos anos 80, e agora a tendência ressurgiu. A cidade de Nova York tem visto um aumento no número de “surfistas”. Os aventureiros locais tentam agarrar-se a comboios em movimento, seja na parte de trás do vagão ou no teto
Em 2016, Christopher Serrano, de 25 anos, morreu ao tentar surfar o comboio citadino em Nova Iorque. Ele morreu enquanto tentava subir o comboio em Brooklyn por volta das 5:00 da manhã. Serrano viajava com uma amiga quando se colocou entre duas carruagens em movimento e subiu. Serrano foi atingido por algo com o comboio em movimento, o que o derrubou. Ele foi declarado morto no local.



Fonte//Listverse

sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Empresário russo abre bordel de bonecas da Finlândia


€ 100 por hora, é o que os clientes da Unique Dolls, sediada em Helsínquia pagam para passar um tempo com uma das quatro bonecas de silicone hiper-realistas num dos poucos bordéis de bonecas sexuais da Europa.



Escondido num porão atrás do Kannelmäki Shopping Center, o bordel de bonecas sexuais Unique Dolls é o primeiro estabelecimento da Finlândia deste tipo, havendo já imensas reservas a demonstrar o interesse do público, segundo o jornal Hufvudstadsbladet 
.

 Veja Tambem Sexo faz bem ao corpo e á mente


Os clientes podem escolher uma das quatro bonecas em tamanho natural: Candy, Crystal, Nicky e Jennifer, importadas da China e do Japão e que têm um custo aproximado entre 2.300 e 4.500 euros. As bonecas assemelham-se com raparigas humanas e têm uma vagina sintética removível.
 A Candy é apresentada como a boneca mais “HOT”, devido à sua pele de silicone a um custo por hora de 100€.


Antes de usar, as bonecas são aquecidos com um secador de cabelo para imitar o calor humano, sendo depois lavadas com o máximo cuidado num processo meticuloso que leva mais de uma hora.
Cada boneca está situada numa sala privada com sofá-cama, alto-falantes e TV de tela plana. É também cedido toalhas, lubrificante (se necessário) e preservativos (obrigatórios). Só são permitidas quatro pessoas de cada vez.


Fonte//SputnikNews

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Descobertos 200 Fiat com 0 Km num revendedor na Dinamarca


Durante alguns anos, Jens Sorensen, foi revendedor da marca Fiat na Dinamarca.
Em 1981, a Fiat informou-o que tinha que optar pela revenda dos automóveis ou dos camiões, não poderia revender os dois. Jens optou por manter a revenda de caminhões, e parou de vender automóveis.


Foto portaldenoticias


Porem quando o isso aconteceu ele tinha ainda em stock aproximadamente 200 que acabou por acabou não vender, ficando armazenados, e prossegui com a revenda dos caminhões Fiat, que atualmente é Iveco.


Veja TambemQuantino, o automóvel movido a agua salgada, zero emissões CO2





Fotos portaldenoticias



Veja Tambem A Dinamarca promete acabar com os automóveis a diesel e a gasolina até 2030.


Jens Sorensen morreu o ano passado e o seu filho, Kjeld, “descobriu” o tesouro que seu pai tinha ignorado. São 200 automóveis, zero quilômetros, principalmente das marcas Fiat e Lancia.
Os veículos estão sendo vendidos a preços que variam entre €600 e €6500.




Fotos portaldenoticias

Existem vários Fiat 127, zero quilômetros (marcando entre 10 e 30km no conta quilómetros), mas que não podem ser vendidos para serem usados visto que não poderem ser registados por não obedecerem às regras vigentes de emissão de poluentes!


Fonte//Portaldenoticias

“Furacão” de matéria escura deverá colidir com a Terra


Os astrônomos alertaram que é muito provável que um “furacão de matéria escura” colida com a Terra à medida que passa pela Via Láctea.
Tal fenômeno não deve causar nenhum problema. Antes pelo contrário pode nos dar a oportunidade de encontrar uma misteriosa partícula chamada áxion.



A evidência da existência da matéria escura é muito forte, mas os cientistas até hoje não foram capazes de detetá-la.
Não sabemos ao certo o que a compõe, mas há muitas hipoteses possíveis, incluindo partículas massivas de interação fraca (WIMPs), partículas massivas que interagem gravitacionalmente (GIMPs) e áxions, que são ainda hipotéticas partículas elementares.


Veja Tambem O Japão lançou um elevador espacial em miniatura


Agora, teremos uma oportunidade de encontrar os áxions, através do fluxo S1, que é um grupo de estrelas movendo-se de uma forma que sugere que já fizeram parte de uma galáxia anã consumida pela Via Láctea.
A equipa de investigadores da Universidade de Zaragoza (Espanha), do King’s College London (Reino Unido) e do Instituto de Astronomia do Reino Unido está estudando o fluxo S1, descoberto no ano passado por outro grupo que analisava dados do satélite Gaia.

Fluxos semelhantes foram observados antes, mas este é o primeiro a se cruzar com nosso sistema solar. Além disso, é uma oportunidade única para estudar a matéria escura.
Enquanto o S1 se desloca a aproximadamente 500 km/s pelo nosso sistema solar, é provável que matéria escura esteja desloque-se juntamente.

Veja TambemChina constroi Estaçao Espacial "Tiangong 2"


Os cientistas criaram vários modelos para a distribuição da matéria escura e sua densidade no fluxo, o que permitiu formularem previsões.
A equipe explica que é improvável que os detetores WIMP encontrem algo fora do normal, mas a presença de tal “furacão” de matéria escura poderia aumentar as hipóteses da deteção de áxions devido a possíveis assinaturas no amplo espectro dessas partículas.

Os cientistas observam também que o fluxo poderá fornecer dados para futuros sistemas de deteção, mais avançados do que os atuais.

Fonte//Hypescience

Novo avião de transporte militar Russo, Il-276 voa em 2023


O projeto do avião de transporte militar Il-276 deve estar concluído em 2019, segundo informações do fabricante de aviões Ilyushin Aviation Complex 


.
A aeronave Il-276 será concebida para usar dois tipos de motores, o primeiro lote da aeronave será equipado com os motores PS-90A-76, enquanto e o segundo lote será equipado, com os motores PD-14 atualizados.

Veja Tambem Aviões eletricos próximos de se tornar realidade


O equipamento de rádio e eletrônico de bordo permitirá que o avião voe em quaisquer condições climáticas.
O Il-276 é uma aeronave de transporte militar de médio porte com dois motores, permitindo o transporte de cargas com peso de até 20 toneladas tendo uma velocidade que vai até 800 quilômetros por hora.

O avião deverá fazer o voo inaugural em 2023, passando depois ao período de testes, estando programadas as primeiras entregas às forças armadas russas estão em 2026.



Fonte//SputnikNews

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Prisão de baleias descoberta na Russia


As autoridades russas estão investigando uma “prisão de baleias” com mais de 100 animais capturados e mantidos em pequenos recintos, onde supostamente aguardam venda para parques temáticos chineses.

Foto Hypscience

A instalação de onde se encontram os tanques “jaulas” fica próxima da cidade de Nakhodka, no sudeste da Rússia. De acordo com o portal VL.ru, que obteve várias fotos do local, a instalação é guardada por homens armados, enquanto os animais são mantidos em jaulas submarinas construídas em rede.


Veja Tambem A quantidade de plásticos nos oceanos duplicará até 2050



Segundo o direito internacional, baleias só podem ser capturadas para certos fins científicos, educacionais e culturais, mas a exportação comercial é estritamente proibida, e este caso é supostamente para venda a aquários chineses e parques de diversões.

De acordo com o jornal britânico The Telegraph, uma orca pode valer €5.32 milhões no mercado negro chinês, e há uma grande procura por esta espécie pelo. A China já tem cerca de 60 parques marinhos,  e está mais uma dúzia em construção.

O jornal russo independente Novaya Gazeta informou que esse número representa uma captura recorde para as quatro empresas responsáveis: LLC Oceanarium DV, LLC Afalina, LLC Bely Kit e LLC Sochi Dolphinarium.

O relatório destaca que a atividade, praticamente não regulamentada, dessas quatro empresas controla o mercado de captura e exportação de animais marinhos, estando algumas das baleias em cativeiro desde julho.

Foto Hypscience

Veja Tambem GGGI reforça combate ás artes de pesca "fantasma"   



Embora as alegações atuais façam parte de uma investigação em aberto, surgiram no seguimento de um escândalo anterior sobre o tráfico de baleias envolvendo a exportação ilegal de 15 orcas da Rússia para a China entre 2013 e 2017.
Enquanto os promotores investigam, também há preocupações sobre a maneira em como os animais estão sendo mantidos e transportados. Vídeos no YouTube mostram baleias a ser deslocadas de um tanque para outro, enquanto filmagens de drones dão uma ideia do reduzido espaço onde estão.


Fonte//Hypscience


Astronomos com 99% de certeza em relaçao a um exoplaneta "perto" da Terra


A estrela mais próxima do Sol tem um exoplaneta pelo menos 3,2 vezes maior que a Terra,  a chamada super Terra. Este planeta recém-descoberto é o segundo exoplaneta conhecido mais próximo da Terra.

O planeta foi descoberto em orbite da Estrela de Barnard, a 6 anos-luz da Terra. Esta noticia foi anunciada num artigo publicado hoje na revista Nature e é resultado dos projetos Red Dots e CARMENES, cuja procura de planetas rochosos locais já descobriu um exoplaneta Proxima Centauri, orbitando nosso vizinho mais próximo, Alpha Centauri.



O planeta, agora designado por “Barnard's Star b”, é já o segundo exoplaneta conhecido mais próximo da Terra, a sua orbita é cerca de 233 dias. Barnard's Star, a estrela mãe do planeta, é uma anã vermelha, uma estrela fria e de massa baixa, com muito pouca luz, iluminando a planeta apenas com 2% da energia que a Terra recebe do Sol.


Veja TambemHá uma pequena galáxia estranha orbitando a Via Láctea



Apesar de estar relativamente próximo da estrela, o exoplaneta é gelado. Este mundo sombrio pode ter uma temperatura de -170 , tornando-o inóspito para a vida tal como a conhecemos.

Com o nome do astrônomo EE Barnard, Barnard's Star é a estrela mais próxima do sol sendo também muito mais antiga. Tem provavelmente duas vezes a idade do nosso Sol, e é relativamente inativa, apesar de ter um movimento aparente mais rápido que qualquer outra estrela. Super Terras são o tipo mais comum de planeta a se formar em orbita de estrelas de baixa massa, como Barnard's Star.

"Depois de uma análise muito cuidadosa, estamos 99% confiantes de que o planeta está lá", afirmou o cientista chefe da equipa, Ignasi Ribas do (Instituto de Estudos Espaciais da Catalunha e Instituto de Ciências Espaciais, CSIC na Espanha). "No entanto, continuaremos a observar essa estrela que se move rapidamente para excluir possíveis, mas improváveis, variações naturais do brilho estelar que podem fazer confusão com um planeta."


Os astrônomos usaram o efeito Doppler para encontrar o exoplaneta. Durante a orbita do planeta á estrela, a atração gravitacional faz a estrela balançar. Quando a estrela se afasta da Terra, ela desloca-se em direção a comprimentos de onda maiores. Da mesma forma, a luz das estrelas é deslocada para comprimentos de onda mais curtos, mais azuis, quando a estrela se desloca em direção à Terra, sendo este fenómeno aproveitado para medir as mudanças na velocidade de uma estrela, com uma precisão impressionante. O HARPS pode detectar mudanças na velocidade da estrela tão pequena como 3,5 km / h. Este método é conhecido como método de velocidade radial, e ate agora nunca tinha sido usada para encontrar um exoplaneta do tipo super Terra semelhante numa órbita tão grande á volta da estrela.

 Veja Tambem Físico brasileiro desenvolve uma hipótese que pode derrubar a teoria do Big Bang


Utilizaram os dados registados por sete instrumentos diferentes, ao longo 20 anos de observação, tornando este um dos maiores e mais extensos conjuntos de dados já utilizados para estudos precisos de velocidade radial. A combinação de todos os dados levou a um total de 771 medições, uma enorme quantidade de informação.

A próxima geração de instrumentos do observatório que deve começar a funcionar em 2020 deve ser capaz de tirar fotos diretas e medições do espectro de luz de planetas relativamente próximos e isso ajudar-nos-á a aprender muito mais sobre esses exoplanetas.


Fonte//ScienAlert

Espanha anuncia fim dos carros que usam combustíveis fosseis


Alguns países estão a introduzir legislação que visa proibir, a venda e posterior circulação, de veículos que usem combustíveis fosseis nas próximas décadas a fim de cumprir as normas do Acordo de Paris.


Espanha anunciou agora a proibição da venda de carros novos a combustão de gasóleo ou gasolina nas próximas décadas. A partir de 2040, está proibida a venda deste tipo de veículo e mesmo híbridos ligeiros de passageiros e comerciais que libertem emissões de dióxido de carbono.


A partir de 2050 não será possível circular com automóveis ligeiros que usem estes combustíveis. Os planos foram revelados esta terça-feira pelo Ministério da Transição Energética em conferência de imprensa.

Veja Tambem A Dinamarca promete acabar com os automóveis a diesel e a gasolina até 2030.


Nos municípios com mais de 50 mil habitantes, o executivo espanhol quer criar “zonas de baixas emissões” antes de 2023. Também será estudada a criação de impostos para que os veículos pesados de mercadorias possam usar determinadas infraestruturas rodoviárias. Nos postos de abastecimento, será obrigatória a instalação de pontos de carregamento elétrico.

Espanha não vai conceder novas autorizações para atividades de exploração petrolífera e prospeção e extração de hidrocarbonetos. Há vários países que estão a implementar medidas que irão causar grandes alterações no mercado automóvel nas próximas décadas. 

Veja Tambem Quantino, o automóvel movido a agua salgada, zero emissões CO2


Portugal, tal como o Reino Unido, proibiu também a venda de todos os veículos novos  que libertem CO2 a partir de 2040. Unido.
Na Holanda, na Irlanda e na Índia, isso acontecerá em 2030, e na Noruega, será em 2025.


Fonte//DinheiroVivo

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Dados impressionantes sobre os incendios na California


Dados impressionantes revelam como os incêndios florestais na Califórnia e nos EUA são cada vez mais devastadores
 Desde quinta-feira, pelo menos 31 pessoas morreram em três incêndios florestais na Califórnia O fogo carbonizou toda a cidade de Paradise no norte da Califórnia.



Desde domingo à noite, o incêndio propagou-se por 110.000 acres. As autoridades declararam ser este o incêndio mais destrutivo na história da Califórnia.
No sul da Califórnia, os incêndios de Woolsey e Hill queimaram mais de 400 quilômetros quadrados nos condados de Ventura e Los Angeles.

Veja Tambem Centenas de carros queimados num no porto italiano



De acordo com as autoridades, o incêndio de Woolsey já tinha queimado cerca de 91.500 acres na manhã de segunda-feira, e o fogo de Hill  tinha queimado mais de 4.500 acres.
O incendio Medoncino, cobriu uma área total quase 10 vezes o tamanho de San Francisco
Esses incêndios estão cada vez mais fortes e devastadores. A temporada de incêndios no oeste dos EUA aumenta todos os anos, e alguns especialistas dizem que o conceito de incêndios sazonais ja não existe, já que os grandes incêndios perigosos podem acontecer a qualquer momento.

Eis como a temporada de incêndios devastadores evoluiu e como poderá ser no futuro.

Em média, o número anual de incêndios que queimam mais de 1.000 acres no oeste dos EUA triplicou entre os anos 1970 e 2010.

O número de lares americanos em risco devido aos incêndios aumentou drasticamente de 308 milhões em 1990 para 434 milhões em 2010
Um mapa da FEMA mostra a atividade de incêndios florestais em todo o país de 1994 a 2013. (Twitter / Jason Keeler)



O incêndio de Mendocino na Califórnia cobria uma área total dez vezes maior que a de São Francisco.

O incêndio de Mendocino, que eclodiu em julho de 2018, é o maior já registado na Califórnia e queimou uma área superior a 450.000 acres.

O Serviço Florestal dos EUA gasta 12 vezes mais dinheiro para combater incêndios florestais do que em 1985.

Os incêndios florestais do ano passado custaram ao Serviço Florestal dos EUA quase US $ 3 mil milhões.


Veja Tambem Há tanto metano neste lago ártico se pode acender lume


O número de lares americanos em risco devido aos incêndios aumentou drasticamente, de 30,8 milhões em 1990 para 43,4 milhões em 2010.

Na Califórnia, mais de 11,2 milhões de pessoas vivem em áreas com alto risco de incêndios florestais .
Desde a década de 1970, as temperaturas médias na primavera e no verão subiram 1,8 graus Fahrenheit (1 grau Celsius) na Califórnia.

Doze dos 15 maiores incêndios da história da Califórnia ocorreram desde 2000.

A época de incêndios no oeste dos EUA tem agora mais 105 dias do que na década de 1970.

A temporada média de incêndios florestais agora dura pelo menos 2,5 meses a mais do que no início dos anos 70.

Em 2016,  US $ 285 mil milhões em perdas econômicas foram causadas por mortes relacionadas a incêndios, evacuações e diminuição do valor das propriedades.

Em 2050, a Califórnia terá mais 24 dias em cada ano com alto risco de incêndios florestais.

11 estados poderão ter um aumento de 500% na área de terra queimada anualmente até 2039, de acordo com um estudo recente.

O mesmo estudo sugere que só a Califórnia poderá ter um aumento de 10 a 150% na area de terra queimada nas próximas duas décadas.

Dados alarmantes que nos fazem recear o futuro.

Fonte//ScienceAlert




Judeus preveem o fim dos tempos e querem construção do terceiro templo


Os dois primeiros templos sagrados de Israel deixaram de existir séculos atrás demolidos pelos babilônios e depois pelos romanos.


Os defensores das conspirações bíblicas alertaram que a construção de um terceiro Templo Sagrado em Jerusalém, pedido recentemente pelos ativistas religiosos, leva inevitavelmente á volta de Jesus Cristo

A semana passada uma poderosa comunidade rabina judaica conhecida pelo o nome Sanhedrin, escreveu uma carta dois candidatos ás eleições de Jerusalém, pedindo a reconstrução do templo, devido aos dois outros estarem destruído há seculos. Desde então Jerusalém nunca mais teve um Templo Sagrado

Veja Tambem Porque acreditamos em deuses? Nasce connosco ou aprendemos a acreditar?


Os rabinos do tribunal do Sinédrio estão pedindo aos candidatos para incluir no programa eleitoral a reconstrução do terceiro templo, declarou o pastor cristão e pregador do Juízo Final, Paul Begley,  num vídeo no YouTube.

"Pessoal, isso é a profecia bíblica, não sei mais o que dizer", acrescentou Begley afirmando que não há dúvidas "Jesus de Nazaré, o salvador do mundo, vai voltar."
De acordo com Irvin Baxter do Endtime Ministries, o terceiro Templo Sagrado será reconstruído nos últimos sete anos da existência do mundo, e nos primeiros três anos do princípio do fim dos tempos, sendo “o sinal mais visível” do Apocalipse.

Veja Tambem "Carta de Deus";, de Einstein, deve ser vendida por $ 1,5 milhões na Christie


Em 2016, o Breaking News Israel informou que o Sinédrio Nascente da comunidade também enviou cartas ao presidente russo Vladimir Putin e ao presidente dos EUA, Donald Trump, para unir forças e “cumprir seus papéis mandatados pela Bíblia”, reconstruindo o Templo Judaico em Jerusalém.



Fonte//SputnikNews

China constroi Estaçao Espacial "Tiangong 2"

A maioria dos países que enviam astronautas para o espaço utilizam a Estação Espacial Internacional, mas a China está a fazer a sua própria Estação Espacial. Batizada  de Tiangong-2 é uma continuação do protótipo chamado Tiangong-1, que caiu na Terra depois  da agência espacial chinesa perder o controlo.

Foto :GETTY IMAGESXINHUA NEWS AGENCY
Esta segunda estação, Tiangong-2, ainda está em construção, mas uma pequena seção da estação já está em órbita, e já foi visitada por um dois astronautas em 2016, mas como não foi projetada para ter habitabilidade a longo prazo e ficou desocupada por dois anos. No entanto, a agência espacial chinesa divulgou o novo módulo central para a estação numa comunicação esta semana, indicando que planeia fazer ampliar a estação.

Na Airshow China, a Administração Espacial Nacional da China revelou uma réplica do módulo principal da Tiangong, com 16.76 metros de comprimento. Isso é significativamente menor do que a seção central da ISS, mas o tamanho adicional significa que o Tiangong-2 pode suportar até três astronautas.


A China espera concluir a construção da estação em 2022 e manterá a Tiangong pelo menos durante uma década. Logo que a ISS for desativada, provavelmente em 2024, embora também haja uma hipótese de algumas empresas privadas assumirem a manutenção por mais alguns anos, a Tiangong será a única estação espacial em órbita. A China disse que planeia autorizar o uso da estação por agências espaciais de outros governos a usem para experiencias cientificas


Fonte//Popularmechanics

segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Avanço no processo para produzir hidrogênio para combustivel


Um grupo de cientistas do Instituto de Tecnologia Ben-Gurion da Universidade do Negev (BGU) e do Instituto de Tecnologia de Israel conseguiram o processo químico que permitirá o desenvolvimento de um novo e mais eficiente processo fotoquímico para produzir hidrogênio a partir da água, de acordo com Nature Communications .


Veja TambemNovo material, usa o calor do sol para produzir eletricidade mais barata

A equipa é a primeira a efetuar com sucesso a reação química fundamental presente na energia solar que poderia formar o elo perdido para gerar a eletricidade necessária para realizar esse processo. Ele permite que o processo se faça naturalmente, em vez de depender de grandes quantidades de energia elétrica ou de metais preciosos para catalisar a reação. A produção de hidrogênio não emite gases de efeito estufa, mas o processo até agora exigia mais energia do que é gerada, o que , como resultado, limitou a viabilidade comercial.

  • "Esta descoberta pode ter um impacto significativo nos esforços para substituir os combustíveis fosseis por hidrogênio mais ecológico", informou a equipe liderada pelos investigadores da BGU, Dr. Arik Yochelis e Dra. Iris Visoly-Fisher e Prof. Avner Rothschild. Technion. "Os fabricantes de automóveis tentam desenvolver veículos movidos a hidrogênio que sejam eficientes e ecologicamente limpos, e que, ao contrário dos veículos elétricos, permitam o reabastecimento rápido e grande autonomia".




A produção de hidrogênio para combustível requer a divisão de moléculas de água (H2O) em dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio. A pesquisa revela um avanço para a compreensão do mecanismo que ocorre durante a separação fotoquímica do peróxido de hidrogênio (H2O2) sobre foto-elétrodos de óxido de ferro, que envolve a divisão da reação de foto-oxidação de linear para dois locais.

 Veja Tambem Catalisador novo e durável para células de combustível de veículos ecológicos

Depois de anos de experiencias, durante os quais o laboratório do Prof. Rothschild não conseguiu superar a barreira da eficiência, ele juntou-se aos drs. Yochelis e Visoly-Fisher para juntos, colaborar e tentar conseguir e feito.

O Prof. Gerhard Ertl  ganhou o Prêmio Nobel de Química de 2007.


Fonte//ScienceDaily

domingo, 11 de novembro de 2018

No Peru, a mineração do ouro esta a destruir a floresta tropical


A mineração de ouro em pequena escala destruiu mais de 170.000 acres de floresta indígena na Amazônia peruana nos últimos cinco anos, de acordo com uma nova análise feita por cientistas do Centro de Inovação Científica da Amazônia (CINCIA) da Universidade Wake Forest.
É uma área maior que São Francisco e 30% maior do que a que havia sido contabilizada na última analise.

"A escala da desflorestação é realmente chocante", disse Luis Fernandez, diretor executivo do CINCIA e professor associado de pesquisa no departamento de biologia. "Em 2013, o primeiro estudo sobre a floresta peruana perdida devido á mineração indicou 30.000 hectares. Cinco anos depois, encontramos quase 100.000 hectares."


Os cientistas do CINCIA, com base na região de Madre de Dios, no Peru, desenvolveram um novo método para identificar áreas destruídas por essa mineração em pequena escala ou em escala artesanal. Combinando a tecnologia existente de monitorizaçao de florestas CLASlite e conjuntos de dados de Mudança Florestal Global na perda de florestas, esta nova ferramenta de deteção de desflorestação é 20-25% mais precisa do que as usadas anteriormente.

 Veja Tambem Há um ‘Vórtice de Extinção Perigoso’ numa das florestas mais importantes do mundo

Tanto o CLASlite quanto o mapa Global Forest usam diferentes tipos de informação das ondas de luz para mostrar mudanças na paisagem. Combinar os dois métodos fornece informações sobre o tipo específico de desflorestação que procuramos", disse Miles Silman, diretor associado de ciência do CINCIA e diretor do Centro de Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade da Wake Forest (CEES). Silman que pesquisou biodiversidade e ecologia na Amazônia Ocidental e nos Andes por mais de 25 anos.

A mineração de ouro em escala artesanal é sido difícil de detectar porque seus efeitos secundários ficam escondidos das imagens de satélite nas áreas húmidas naturais. Mas os danos são enormes. Pequenas equipas de mineiros artesanais não tentam atingir o filão mãe, mas, preferem a recolher pepitas de ouro na floresta tropical.
Há ouro suficiente na floresta para ganhar muito dinheiro numa economia em dificuldades. Só é preciso escavar uma imensa quantidade de terra para obtê-lo.

Para obter o ouro, eles escavam a terra ou sugam os sedimentos do rio, e então usam mercúrio tóxico para tirar o precioso metal das sucatas. Os resultados são ambientalmente catastróficos.

"Tiram tudo o que está acima do solo, vastas quantidades de floresta tropical, e então transportam a terra para uma central de lavagem e lavam tudo para ficar só o ouro. O que sobra é um ambiente deserto", disse Silman.
A mineração de ouro em escala artesanal enraizou-se na Amazônia peruana no início de 2000, coincidindo com a construção de uma nova autoestrada ligando o Peru e o Brasil. A Rodovia Interoceânica fez com que a floresta remota e protegida do Peru fosse acessível a qualquer um. Costumava demorar duas semanas de carro todo-terreno para viajar de Cuzco até Puerto Maldonado, a capital de Madre de Dios, durante a estação chuvosa, agora leva apenas seis horas a bordo de um autocarro de luxo com ar-condicionado.


Veja Tambem As mudanças climáticas podem alterar todo o mundo


Como a mineração de ouro em escala artesanal não requer maquinaria pesada e, portanto, envolve gastos mínimos, proporcionou uma oportunidade ganhos para os trabalhadores pobres das terras altas dos Andes em busca de fortuna em Madre de Dios. Quando regressam para casa, deixam um sem número de lagoas poluídas pelo mercúrio, montanhas de terra, e a paisagem sem árvores e sem a maior parte da vegetação.

O CINCIA fez uma parceria com o Ministério do Meio Ambiente do Peru para tentar entender como a nova ferramenta desenvolvida pode ser usada para identificar a desflorestação causada pela mineração de ouro em escala artesanal e tomar medidas efetivas para conter os danos.
Os cientistas do CINCIA também estão estudando espécies nativas que podem ser usadas para reflorestação pós-mineração, com uma área experimental de 115 acre na sede do CINCIA.

Fonte//ScienceDaily

Hyundai Kona, no mercado em 2019

400 quilómetros é a autonomia do Hyundai Kona Electric , número que fica abaixo de quase todos os carros a gasolina no mercado hoje, mas sem grandes diferenças. Fica á frente do Chevrolet Bolt por 30 km, do Nissan Leaf por mais de 160 km, e do Hyundai, o Ioniq Electric, por mais de 200 km. Isso deve-se a uma bateria de 64 kWh e uma classificação de economia equivalente a 132 mpg em cidade, 108 em autoestrada e 120 em condução combinada.



 Esses são números interessantes para este novo elétrico, o Hyundai Kona. A bateria está colocada por baixo do banco traseiro. Também tem controlo de temperatura por um sistema de aquecimento e arrefecimento de líquidos. A bateria alimenta um motor elétrico de 201 cavalos.

Veja Tambem Kalashnikov desenvolve novo super-carro elétrico para competir com a Tesla

Quanto á travagem, o pedal de travão parece normal também, mas também com medida opcional, já que o Kona vem com quatro níveis de recarga de bateria durante a travage, selecionável através de botões em ambos os lados do volante, o que a maioria supõe ser botões de mudanças, o direito aumenta a regeneração da bateria na desaceleração, o da esquerda diminui.

O condutor tem a opçao de escolher entre zero até um quarto de segundo de desaceleração. À medida que o nível de regeneração aumenta, o acelerador funciona como travão o que permite modular a desaceleração com a aplicação leve do pedal.


 


Beneficiando-se de um baixo centro de gravidade, devido ao local da bateria, o Kona não se inclina muito. O feedback do sistema de direção também é bom, o que é e otimo para um carro elétrico.

Veja Tambem Retorno do Ford Ranger, Os primeiros saem da produção na próxima semana

É confortável ao nível de todos os outros pequenos utilitários. A bagageira é pequena com apenas 20 pés cúbicos de espaço. Há muitos equipamentos de segurança padrão, como o Forward Collision Avoidance, o Lane Keeping Assist e o Blind-Sport Warning, entre outros. Ainda não está disponível o custo do Kona Electric. O preço será anunciado mais próximo do início de 2019..



   Fonte//AutoWeek

VW lança carro elétrico low cost inferior a 20.000 €

O fabricante alemão Volkswagen planeia fabricar um carro elétrico low cost, cujo preço será inferior a 20.000 euros e sendo assim acessível a uma maior percentagem de consumidores. O objetivo deste carro elétrico low cost é competir diretamente com o segmento da Tesla. Com esse objetivo a Volkswagen vai converter três das suas fábricas para fabrico deste low cost e outros modelos elétricos.




Veja Tambem Quantino, o automóvel movido a agua salgada, zero emissões CO2

A Volkswagen prevê fabricar 200.000 unidades do modelo low cost, conhecido por MEB Entry. Irá também fabricar 100.000 unidades do modelo elétrico Sedan I.D. Aero  segundo dados divulgado pela agência Reuteus. As fábricas que serão convertidas para o fabrico dos modelos elétricos são as localizadas em Emden, Zwickau e Hannover, segundo a mesma fonte. A Volkswagen, no entanto não confirmou.



 



 Esta reestruturação na estratégia da Volkswagen vai estar na agenda da próxima reunião de supervisão que terá lugar em 16 de Novembro, onde também será debatido uma possível aliança com o produtor de baterias SK Innovation e com a Ford. A Volkswagen e a Ford encontram-se em negociações sobre uma possível aliança para criação e desenvolvimento de carros elétricos.

Veja Tambem Volkswagen ID Buzz a Van elétrica num futuro próximo

As duas empresas de automóveis estão a considerar fundar cooperações nas redes comerciais e em veículos elétricos. No entanto o acordo final apenas será assinado depois da reunião estratégica da Volkswagen que está marcada para o próximo dia 16 de Novembro.


  
Fonte//PortalEnergia

Dados de satélite segredos sob a Antártida

De todos os continentes do nosso planeta, o que menos temos conhecimento é a Antártida. Os cientistas usaram imagens de satélite para investigar a tectônica da Terra, revelando as estruturas ocultas da Antártida.



Sendo uma região muito remota e gelada, mapear as características geológicas da Antártida é complicado. O satélite Gravity Field e Steady State Ocean Circulation Explorer (GOCE) tem capacidade para detetar o que outros satélites não conseguem, medindo com precisão a força da gravidade da Terra para mapear o terreno oculto pela espessa camada de gelo.

 O GOCE deixou de transmitir dados depois de ficar sem combustível em 2013, tendo caído depois,mas os cientistas ainda estão estudando os dados recolhidos. Com base nesses estudos dizem que sabem agora como a Antártida foi formada e como as placas tectónicas se movimentam, como você pode ver no vídeo abaixo.

Veja Tambem Ser estranho filmado no Oceano Antartico



A Antártida já foi parte do super continente  Gondwana, que começou a se desintegrar cerca de 130 milhões de anos atrás, embora a Antártida e a Austrália só se tenham há 55 milhões de anos. 
 Ao combinar as leituras do GOCE com dados sismológicos, os pesquisadores conseguiram criar mapas em 3D da litosfera da Terra, formados pela crosta e pelo manto em fusão a grande profundidade.

 Essa litosfera inclui cadeias montanhosas, costas oceânicas e zonas rochosas chamadas crátons, as sobras dos antigos continentes inseridos nos continentes atuais "Os dados da gravidade dos satélites podem ser combinados com dados sismológicos para produzir imagens mais consistentes da crosta e do manto superior em 3D, o que é crucial para entender qual a interaçao das placas tectónicas e do manto profundo", disse um dos cientistas, Jörg Ebbing, de Kiel. Universidade na Alemanha.

Veja Tambem NASA encontra dois icebergs retangulares

O satélite GOCE orbitou nosso planeta entre Março de 2009 e Novembro de 2013. A sua orbita era excecionalmente próxima da Terra, uma altitude de apenas 225 km, para maximizar a precisão das suas medições.


 


 Como comparação, a Estação Espacial Internacional, está cerca de duas vezes mais distante da superfície da Terra. O novo estudo revelou uma crosta e litosfera mais finas sob a Antártida Ocidental em comparação com a Antártica Oriental (acima). A última tem um mosaico de crátons mais antigos intercalados por regiões mais finas de rocha, semelhantes à Índia e à Austrália. Com tantas variáveis ​​a considerar, prever quais as consequências do aquecimento e consequente degelo na Antártica é um desafio, e a ajuda doa dados do GOCE é fundamental. 


   Fonte//SienceAlert