sábado, 6 de outubro de 2018

Prémio Nobel de Química concedido três a cientistas.

O Prémio Nobel de Química deste ano foi concedido a três cientistas pelo seu trabalho em aproveitar o poder da evolução para uma variedade de aplicações que beneficiam a humanidade. Essas novas aplicações ajudaram a criar biocombustíveis, fármacos e anticorpos que combatem doenças.



Frances H. Arnold, do Instituto de Tecnologia da Califórnia, recebeu metade do prémio, enquanto George P. Smith, da Universidade do Missouri, e Sir Gregory P. Winter, do Laboratório de Biologia Molecular do MRC, no Reino Unido, dividiram a outra metade

Em 1993, Arnold foi o primeiro criar a evolução dirigida de enzimas, proteínas que causam ou impulsionam reações. Este processo funciona primeiro introduzindo mutações aleatórias ou alterações nos genes de uma enzima. Os genes são então inseridos em bactérias, que agem como agentes multiplicadores e produzem enzimas alteradas aleatoriamente. Os cientistas então testam essas enzimas geradas e identificam quais são as melhores para o seu trabalho, provocando a reação que estão tentando alcançar. Esses então são alterados e alimentados novamente pelo ciclo.

Veja Tambem Mais da metade dos empregos de hoje serão robotizados até 2025


Após apenas alguns ciclos dessa evolução num tubo de ensaio, uma enzima pode se tornar milhares vezes mais eficaz, de acordo com a Real Academia Sueca de Ciências . As enzimas de Arnold permitem um fabrico mais ecológico de fármacos e combustíveis renováveis.

Arnold é apenas a quinta mulher a conseguir um prêmio Nobel de química.

Quanto a Smith, em 1985, ele desenvolveu o método de "exibição de fagos" que acabou se tornando uma ferramenta poderosa para direcionar a evolução dos anticorpos. Este processo funciona através da introdução de fragmentos de um gene desconhecido em um bacteriófago, ou um vírus que infecta bactérias, que então usa as instruções do gene para construir um bloco de criaçao de proteínas chamado peptídeo e o exibe em sua superfície. Quando um anticorpo, ou proteína em forma de Y, é adicionado à mistura, ele se liga ao peptídeo.

Mais tarde usou esse método de direcionar a evolução dos anticorpos para criar drogas farmacêuticas. Ele criou bacteriófagos com bilhiões de diferentes tipos de anticorpos. Ele então encontrou aqueles que ligavam o melhor a proteínas específicas e os alteravam aleatoriamente. Ele repetiu esse processo de novo e de novo, de tal forma que a ligação do anticorpo aumentou em força a cada ciclo.



A primeira droga deste tipo criada a partir deste método, adalimumab, foi aprovada em 2002 e agora é usada para tratar artrite reumatóide, psoríase e doenças inflamatórias intestinais.

Este método tem sido usado para criar anticorpos que podem neutralizar a toxina que causa o antraz. Também foi mostrado para retardar uma doença auto-imune chamada lupis, e até mesmo curar o câncer metastático. Muitos outros anticorpos criados dessa maneira estão atualmente em testes clínicos, como os desenvolvidos para combater a doença de Alzheimer.





Fonte// LivesCiense

sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Asteróide “caveira sorridente” passa perto da Terra

O asteróide com  forma de caveira deve passar pela Terra mais uma vez, no dia 11 de Novembro.

Oficialmente nomeado 2015 TB145, o objeto foi descoberto em 2015, quando passou a apenas 486.000 quilómetros da Terra, exatamente no Dia das Bruxas.


De acordo com o banco de dados do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA, a próxima passagem do asteróide não será tão próximo. Passará a cerca de 38 milhões de quilómetros do nosso planeta ou seja cerca de um quarto da distância entre a Terra e o  Sol.

Depois desta passagem o 2015 TB145 só voltará a aproximar-se da Terra em 2082. Nessa altura passará a cerca de um terço da distância entre a Terra e o Sol. A sua órbita fá-lo-á passar mais perto de Vénus e Mercúrio em 2024, 2028 e 2037.

Na ocasião de sua descoberta, os cientistas tiveram a oportunidade de tirar algumas fotos ligeiramente assustadoras do 2015 TB 145.


Veja Tambem Pela segunda vez na história, uma nave espacial terrestre aterra num asteróide


As fotografias mostravam uma rocha quase esférica com entalhes que se assemelhavam a cavidades oculares e uma abertura no nariz, vista de pelo menos de alguns ângulos.

Devido a ter passado pelo nosso planeta durante o Halloween, o asteróide foi alcunhado de “caveira” ou “crânio”.

Com cerca de 625 metros de largura, é relativamente pequeno, astronomicamente falando. A título de comparação, o asteróide que supostamente extinguiu os dinossauros tinha cerca de 10 quilómetros de diâmetro.

A rocha não afetou a Terra na sua passagem de 2015, e também não terá nenhum efeito sobre o planeta durante a próxima no próximo mês.

Segundo a NASA, a órbita longa do asteróide e sua velocidade sugerem que ele pode ser um cometa morto, despojado de sua cauda de detritos congelados por causa de muitas viagens ao redor do sol.


Veja Tambem Meteoro atravessa Alabama numa bola de fogo


Os cientistas esperam amais alguns asteróides no futuro, que chegarão bem mais perto do nosso planeta.

De acordo com Thomas G. Müller, do Instituto Max Planck (Alemanha), um asteróide chamado 1999 AN10 passará a 299.196 quilómetros da Terra em 7 de Agosto de 2027.

Já em 13 de Abril de 2029, um asteróide chamado 99942 Apophis, em homenagem ao Deus egípcio do mal, passará a rasar a Terra, a uma distância de apenas 37.200 quilómetros , cerca de um décimo da distância entre a Terra e a Lua

The Ocean Cleanup inicia projeto para remover o plástico dos oceanos

Um projeto para remover o plástico da Grande Mancha de Lixo do Pacífico recebeu luz verde e fez testes bem-sucedidos na Costa da California


A ONG ambiental The Ocean Cleanup informou que vai avançar com  este projeto. Os testes realizados com a ajuda de um rebocador offshore da Maersk Supply Service foram bem-sucedidos, cumprindo todos os requisitos para o sistema que consiste num flutuador em forma de serpente, que depois toma a forma de um U.  foi testada a  velocidade e sua capacidade de se reorientar quando a direção do vento e da ondulação  mudar, assim como  sua resistência ao desagaste do ambiente hostil do Oceano Pacífico.

Veja Tambem Adolescente resgatado depois de 49 dias no mar numa armadilha flutuante


O sistema partiu a reboque para a Great Pacific Garbage Patch na manhã de quarta-feira, á velocidade de dois ou três nós. A viagem deverá demorar várias semanas. A campanha de deve durar até meados de novembro, segundo informação da Ocean Cleanup.

Veja Tambem A poluição plástica esta contaminar todas as cadeias alimentares


O sistema de remoção de plástico da Ocean Cleanup e constituído por telas flutuantes de três metros de profundidade para recolher os detritos para reciclagem. As telas estão suspensas de um flutuador flexível de cerca de 600 metros de comprimento, disposto em forma de U para recolher os resíduos. O sistema foi projetado para recolher até uma tonelada de plástico por semana em condições ideais. A Ocean Cleanup afirma que, se fosse implantado em todo o mundo e combinado com o controle de resíduos em terra, o sistema poderia remover 90% da poluição mundial por plásticos oceânicos.

Veja Tambem Thor’s Well , a caverna parece esvaziar o mar


São lançados ao mar em media entre  90.000 a 270.000 toneladas por semana, de acordo com uma estimativa publicada na Science em 2015. Investigadores do Centro Helmholtz de Pesquisa Ambiental acreditam que dez dos sistemas fluviais na Ásia e na África são responsáveis ​​por 95 por cento da poluição por plásticos oceânicos em todo o mundo, e a Ocean Cleanup estima que cerca de 85 por cento do total seja proveniente de centros populacionais asiáticos.



Fonte //MaritimeExecutive

quinta-feira, 4 de outubro de 2018

Google lança;Project Stream; mas apenas nos Estados Unidos

A Google anunciou na passada segunda-feira que está em fase de lançamento do “Project Stream”.

O “Project Stream” é uma ferramenta que permitirá aos utilizadores jogarem  os grandes lançamentos dos  jogos diretamente no seu navegador de internet, o Google Chrome.




No dia 5 de Outubro, o Google permitirá  o acesso a uma  quantidade limitada de utilizadores para  experimentar o serviço gratuitamente, jogando o  “Assassin’s Creed Odyssey”, que será lançado pela Ubisoft em todo o mundo nesse dia.

Veja Tambem Maior avião anfíbio do mundo realiza testes aquáticos (VÍDEO)


Os videogames normalmente exigem que se faça o  download e a instalação ocupa muito  espaço no HD e exigem muito do hardware, mas o novo projeto do Google acaba com todas essas necessidades. É somente necessário uma conta Google e ligação á internet de pelo menos 25 megabits por segundo para aceder aos “Project Stream” É também exigido ter mais de 17 anos de idade e residir nos EUA.

Pode tentar fazer a sua inscrição no Project Stream (aqui.)



Veja em um vídeo do  jogo “Assassin’s Creed Odyssey”  via Project Stream no Google Chrome:





Fonte//Geekleague

Hackers norte-coreanos ganham milhões roubando bancos

Um novo relatório de uma empresa norte-americana de segurança com fins lucrativos afirma que hackers norte-coreanos têm roubado bancos por todo o mundo. Os relatórios indicam que centenas de milhões de dólares foram roubados pelos hackers.



A FireEye, com sede na Virgínia, afirmou num post no seu blog nesta quarta-feira, que um grupo apelidado de APT38 "é responsável por conduzir crimes financeiros em nome do regime norte-coreano, roubando milhões de dólares dos bancos em todo o mundo".

Nos últimos quatro anos, o grupo realizou operações contra alvos em 11 países e 16 organizações e tentou roubar mais de US $ 1,1 bilhão a instituições financeiras, diz o relatório. O grupo atua muito lentamente e pode estar dentro de uma rede alvo por longos períodos sem ser notado, de acordo com a FireEye, o APT38 permaneceu, em média, dentro de uma rede de vítimas aproximadamente 155 dias.

"Este é um grupo muito organizado, destruirá as redes e roubará milhões e milhões de dólares", disse um executivo sênior da empresa na quarta-feira.

Segundo a FireEye. o grupo é  motivado financeiramente, embora também se envolva em missões de recolha e reconhecimento de informações cibernéticas. Notavelmente, a FireEye acusou a APT38 de penetrar em servidores SWIFT como parte de um sofisticado esquema de lavagem de dinheiro.

Veja Tambem Mais da metade dos empregos de hoje serão robotizados até 2025


A FireEye afirmou em Agosto que centenas de contas do Facebook e do Twitter com origem no Irão"  foram banidas pelas plataformas. Semanas depois, o Departamento de Estado dos EUA citou as contas banidas numa declaração sobre "A ameaça do Irão à segurança cibernética".

O desenvolvedor da Web, Chris Garaffa, disse que é preciso ser cauteloso antes de classificar as alegações de hackers como fatos consensuais. "Ao contrário da maioria dos meios de comunicação dos EUA e do Ocidente que publicam imediatamente as conclusões do relatório sem esperar as análises, os analistas de segurança levarm algum tempo para investigar o relatório da FireEye versus outras informações para chegar a uma conclusão",

Embora a FireEye seja uma organização bem-sucedida, é uma empresa privada baseada nos EUA que atende principalmente agências e empresas do governo norte-americano e sua liderança tem ligações com o Pentágono e as indústrias de defesa, o que não a torna necessariamente imparcial, e isso precisa ser levado em consideração.

A In-Q-Tel  da CIA e a FireEye assinaram um acordo de desenvolvimento estratégico de investimento e tecnologia em 2009, embora a FireEye tenha afirmado em 2014 que nunca ter sido uma empresa da CIA".

Garaffa também diz que há um elemento de "hipocrisia ocidental" em jogo, já que "o governo dos EUA e seus aliados lançam regularmente ataques cibernéticos a outros países ...

Quando os EUA declararam uma guerra cibernética contra o resto do mundo, faz todo o  sentido os seus alvos se defenderem e retaliarem. "



Fonte//SputnikNews

"Carta de Deus";, de Einstein, deve ser vendida por $ 1,5 milhões na Christie

"Carta de Deus", de Einstein, que critica a religião, deve ser vendida por  $ 1,5 milhões na Christie's.

Uma carta manuscrita na qual Albert Einstein contestou Deus, a Bíblia e sua própria identidade judaica será leiloada em 4 de Dezembro na casa de leilões Christie's em Nova York. Essa "Carta de Deus", escrita um ano antes da morte de Einstein em 1955, deve ser vendida entre  $ 1 milhão e  $ 1,5 milhões, segundo um comunicado da Christie's.


Einstein escreveu a carta em janeiro de 1954 para o filósofo religioso Erik Gutkind depois de ler uma grande parte do livro de Gutkind "Escolha a Vida:

Enquanto Einstein começou a carta (escrita em alemão) louvando Gutkind por compartilhar um impulso comum de "lutar pela melhoria da vida e da existência", logo discordou dos ideais religiosos de Gutkind.



"A palavra Deus não é para mim senão a expressão e produto das fraquezas humanas, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas ainda primitivas", "Nenhuma interpretação, por mais sutil que seja, pode (para mim) mudar alguma coisa sobre isso”, escreveu Einstein

Veja Tambem Fundador do WikiLeaks revela ameaça á humanidade


Além disso, em sua carta, Einstein virou um olhar crítico em direção à sua própria identidade judaica, questionando especificamente a afirmação de que os judeus são um "povo escolhido".



"O povo judeu a quem eu de bom grado pertenço e em cuja mentalidade me sinto profundamente ancorado, para mim não tem nenhum tipo diferente de dignidade de todos os outros povos", escreveu ele. "De acordo com minha experiência, na verdade eles não são melhores que outras raças humanas, mesmo que sejam protegidos dos piores excessos pela falta de poder. Caso contrário, não posso perceber nada de 'escolhido' para eles."



Peter Klarnet, especialista em livros e manuscritos da Christie's, disse num comunicado que a carta de Einstein é "uma das declarações definitivas no debate Religião versus Ciência" - um debate que o físico sempre defendeu ao longo de sua carreira.



Einstein rejeitou a ideia de um Deus pessoal que se preocupava com os seres humanos, mas também não se considerava ateu. Numa carta escrita em Março de 1954, ele explicou: "Se há algo em mim que pode ser chamado de religioso, então é a admiração ilimitada pela estrutura do mundo até onde nossa ciência pode revelá-lo".



"Carta de Deus", de Einstein, foi vendida anteriormente num leilão no eBay em 2012, onde um comprador anônimo a comprou por  $ 3.000.100. Antes disso, em 2008, foi negociada numa  venda da Bloomsbury Auctions em Londres por  $ 404 mil , cerca de 25 vezes a estimativa de pré-venda.



Desta vez, você não precisa ser um milionário para ver a "Carta de Deus" ao vivo A Christie's colocará a carta em exibição pública em Nova York, a partir de 30 de Novembro, até o leilão começar em 4 de Dezembro



Fonte//LivesCiense

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Nova espécie de dinossauro gigante encontrado na África do Sul

Fragmentos de um gigantesco esqueleto de dinossauro desconhecido, foram encontrados na África do Sul, perto da cidade de Clareans, por um grupo internacional de paleontólogos.

Na quinta-feira (27), foi publicado no site da Universidade de Witwatersrand, em Johanesburgo, que o animal tinha sido classificado como herbívoro e foi considerado o maior de seu tempo.




Segundo o professor Jonah Choiniere da mesma universidade, o animal do Jurássico Inferior (cerca de 200 milhões de anos atrás) era adulto quando morreu.

Determinou-se que o animal tinha 14 anos de idade com a ajuda de análises da microestrutura do tecido ósseo, capaz de evidenciar a dinâmica de seu crescimento. O tamanho do dinossauro poderia ser o dobro de um elefante africano adulto.

Veja Tambem Historiador pensa ter descoberto a cidade perdida de Atlantis na ilha fantasma perto da Irlanda


Choiniere relatou num vídeo que, entre os anos 2012 e 2017 foram desenterrados os ossos deste animal, e a partir destes a equipe concluiu que o animal tivesse quatro metros de altura e pesasse 60 toneladas.

Os paleontólogos acreditam que o animal tenha sido o maior da Terra na sua época, nomeando-o de Ledumahadi mafube, o que significa "trovão gigante do amanhecer" na língua aborígene sul-africana.

O fóssil da África do Sul é relacionado com os restos do dinossauro Ingentia prima, que foi encontrado recentemente na Argentina. Viveram aproximadamente no mesmo tempo. Essa hipótese colabora ainda mais com a ideia que tivemos o super-continente Pangeia.

Veja Tambem Russia cria “Parque Jurassico” para clonar animais extintos


O Ledumahadi era capaz de usar as quatros patas para caminhar, mas também podia caminhar apenas usando as patas traseiras, mais ou menos como os elefantes fazem.

O dinossauro herbívoro de Clarens foi o maior entre os famosos tiranossauros que habitavam a atual América do Norte, e é pelo menos 10 milhões de anos mais velho do que os animais mencionados.



Fonte//SputnikNews

A Dinamarca promete acabar com os automóveis a diesel e a gasolina até 2030.

Cumprir a meta de um milhão de carros ecológicos vai ser algo difícil de conseguir. Existem apenas 9.000 carros elétricos a circular nas estradas dinamarquesas na atualidade.



Como parte de sua próxima iniciativa para proteger o ambiente, o governo dinamarquês pretende eliminar gradualmente os automóveis a diesel e a gasolina até 2030.

“Dentro de 12 anos não será mais possível  a venda de novos carros a diesel e a gasolina. E dentro de  17 anos, cada novo carro ,vendido na Dinamarca deve ser elétrico ou outro tipo de veículo mas com  zero emissão ", afirmou o primeiro-ministro dinamarquês, Lars Løkke Rasmussen  "Isso significa que até 2030 haverá mais de um milhão de carros ecológicos híbridos, elétricos ou similares na Dinamarca. É algo muito ambicioso que não será fácil de alcançar", admitiu Løkke Rasmussen.

Como será possível concretizar esse projeto?   Løkke Rasmussen não aprofundou o assunto, mas pretende apresentar um plano mais detalhado na próxima semana.

Veja Tambem O seu carro não está a fazer-lhe escutas, mas pode estar a “controla-lo”


Anteriormente, a Dinamarca estabeleceu a meta de abandonar completamente os combustíveis fósseis até 2050. Já a Bélgica prometeu acabar com os carros a diesel até 2030, enquanto a Alemanha, a maior fabricante de carros da Europa, aponta para  acabar os motores de combustão interna até 2040.  A Noruega, o maior produtor de petróleo e gás da Europa Ocidental, anunciou que acabaria com o registo de veículos movidos a combustíveis fósseis em 2025.

Na semana passada, o Conselho Dinamarquês do Clima recomendou que o país escandinavo parasse de vender carros  total ou parcialmente movidos a diesel ou gasolina, expressando seu apoio aos veículos elétricos. De acordo com o relator político conservador Mette Abildgaard, os automóveis são responsáveis por 19% das emissões de dióxido de carbono na Dinamarca, ou 7 milhões de toneladas

O mercado de carros 100% elétricos está a  desenvolver-se  lentamente. No final do primeiro semestre de 2018, apenas 524 carros elétricos foram registados na Dinamarca, colocando o país em 14º na UE quando se trata da proporção de veículos elétricos, ao lado de países como Letônia, Romênia e Eslováquia, que não são exactamente considerados exemplares na proteção  do meio ambiente, ao contrário dos nórdicos.

Veja Tambem Volkswagen ID Buzz a Van elétrica num futuro próximo


Há pouco mais de 9.000 carros eléctricos na Dinamarca Num total de mais de 3 milhões de automóveis a circular nas estradas dinamarquesas a partir de 2018, dos quais 2,5 milhões eram carros particulares.

Mais da metade dos municípios dinamarqueses tinham tão poucos carros elétricos que a presença deles nem se faz notar. 30% dos municípios não tinham carros elétricos, enquanto em outros 27% dos municípios, os carros elétricos representavam menos de 2% da frota total.

Veja Tambem Kalashnikov desenvolve novo super-carro elétrico para competir com a Tesla


Por outro lado, a capital dinamarquesa, Copenhaga, alcançou um importante marco em 2016, quando o uso das bicicletas superou o dos  os carros pela primeira vez na sua história



Fonte//SputnikNews

terça-feira, 2 de outubro de 2018

O seu carro não está a fazer-lhe escutas, mas pode estar a “controla-lo”

Num estudo recente, a General Motors usou Wi-Fi no carro para obter dados de escuta de rádio e informações sobre hábitos de condução

Já sentiu que estava sendo observado? Se conduz um veículo moderno da General Motors, você pode estar certo (com a sua autorização, claro).




De acordo com  um relatório da Detroit Free Press , a GM recentemente conduziu um estudo durante três meses sobre os hábitos de escuta de rádio dos clientes usando veículos equipados com um sistema Wi-Fi no carro.

Com que objetivo?

Para verificar se existe uma relação entre o que os condutores ouvem e o que compram. Tudo isto para aumentar a eficácia da publicidade de rádio, é claro.

O estudo, implementado no ano passado, observou o comportamento de 90.000 condutores de carros como, Chevrolet ,  Buick ,  Cadillac  e  GMC que concordaram em participar nas  áreas metropolitanas de Los Angeles e Chicago.

Veja TambemVolkswagen ID Buzz a Van elétrica num futuro próximo


Saejin Park, diretor de transformação digital global da GM, disse à Free Press que combinando áudio de AM, FM e rádio via satélite com os padrões de condução das pessoas, eles podem estudar a relação entre os hábitos de ouvir rádio e o comportamento do consumidor.

"Mesmo neste mundo de entretenimento bruto de estações de rádio, diferentes tipos de pessoas ouvem estações diferentes em diferentes tipos de veículos", disse Park. "E pode-se testar isso enviando-lhes diferentes tipos de publicidade para ver algum tipo de comportamento nos padrões (de audição)."

O porta-voz da GM, Jim Cain, disse sobre o estudo: "Os rádios ligados geram dados que permitem que mais mercados de rádio sejam medidos e fornecem outras informações valiosas".

A GM garante de que os dados recolhidos para obter essas informações serão mantidos anónimos.

De acordo com Cain, "Estes dados são então agregados  e representariam os resultados num total e não incluiriam nenhuma informação pessoalmente identificável".

Cain também disse que os clientes que usam serviços devem primeiro optar por aceitar os termos de uso da GM e sua declaração de privacidade


A especificidade dos dados recolhidos pela GM é impressionante, mas pode ser desconcertante para alguns. Embora os resultados do estudo ainda não sejam conclusivos, a GM acredita que essa informação é um barómetro para analisar para o comportamento do consumidor melhor  do que métodos como pesquisas. Afinal, por que perguntar o que o seu cliente gosta quando você  sabe do  que ele gosta?

Para a General Motors, o benefício de recolher esses dados é claro. Os anunciantes pagarão muito dinheiro para distribuir anúncios de rádio direccionados aos milhões de veículos da GM na estrada. No entanto, a vantagem para o consumidor é discutível.

A questão é, onde está o limite? Que outros dados os fabricantes ou terceiros podem monitorizar e vender para a quem pagar mais?



Fonte//Autoweek



Adoçantes e suplementos desportivos prejudiciais á saúde e ao meio ambiente

Segundo um novo estudo da Universidade Ben-Gurion do Negev (Israel) e da Universidade Tecnológica de Nanyang (Singapura), os adoçantes artificiais e suplementos desportivos são tóxicos para os micróbios que vivem no nosso intestino.


Os investigadores descobriram a toxicidade de seis adoçantes artificiais (aspartame, sucralose, sacarina, neotame, advantame e acessulfame de potássio-k) e dez suplementos desportivos contendo esses adoçantes.

As bactérias que estão no sistema digestivo tornaram-se tóxicas quando expostas a concentrações de apenas um mg/ml dessas substâncias.

Veja Tambem Fumar ou ficar obeso, qual o pior?


De acordo com o estudo, esta é mais uma evidência de que o consumo de adoçantes artificiais afeta negativamente a atividade microbiana intestinal, o que pode causar uma ampla gama de problemas de saúde.

Os adoçantes artificiais são usados em inúmeros produtos alimentícios e bebidas com baixo teor de açúcar. Além disso, as substâncias foram identificadas como poluentes ambientais emergentes, uma vez que já foram encontradas em água potável na superfície e em aquíferos subterrâneos.

Ou seja, os resultados deste estudo podem ajudar na compreensão da toxicidade relativa dos adoçantes artificiais e do potencial de efeitos negativos não somente sobre a comunidade microbiana do intestino, mas também sobre o meio ambiente.



Fonte//Hypescience

Maior avião anfíbio do mundo realiza testes aquáticos (VÍDEO)

O avião chinês AG,600A , a maior aeronave anfíbia do mundo, , concluiu com êxito mais uma etapa dos testes sobre a água a grande velocidade informou a Corporação da Indústria de Aviação da China.

Durante o ensaio, foi testada principalmente a capacidade de direção, manobrabilidade, sustentabilidade em movimento e impermeabilidade. O funcionamento dos sistemas do avião é estável.



Na fase seguinte, o AG600 deverão ser efetuados testes ao voo, devendo a aeronave descolar e aterrar num lago ou rio..




O avião tem um comprimento de 36,9 metros, e envergadura de 38,8 metros e um peso máximo de decolagem de 53,5 toneladas, sendo a AG600 é a maior aeronave anfíbia do mundo para operações de resgate e combate a incêndios.

Veja Tambem National Geographic ‘drena os oceanos’ para desvendar desaparecimento do voo MH370


O projeto AG600 foi iniciado em junho de 2009 e terminado em julho de 2016. O primeiro voo do avião foi realizado em Dezembro de 2017 e durou 64 minutos. O avião atingiu a velocidade máxima de 570 quilómetros/hora.

A aeronave é destinada ao combate a incêndios e a operações de resgate na água. Além disso, o AG600 pode ser dotado de equipamento adicional para monitorar o ambiente marítimo, transportar passageiros e cargas, bem como localizar jazidas de recursos minerais.



A entrega do primeiro avião chinês AG600 está prevista para 2022



Fonte//SputnikNews

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

Volkswagen ID Buzz a Van elétrica num futuro próximo

Apelidado de ID Buzz Cargo, o conceito prevê a exibição de uma van elétrica irá ser vendida a partir de 2021.

Não demorou muito para que surgisse uma versão de carga do próximo ID Buzz,  A Volkswagen apresentou a  sua próxima van elétrica de estilo retro



Apelidado de ID Buzz Cargo, o conceito prevê a exibição de uma van elétrica irá ser vendida a partir de 2021.

Apresentada na IAA Commercial Vehicles, em Hannover, Alemanha, o conceito da  Buzz Cargo compartilha seu kit Modular Electric Drive (ou MEB do alemão) com outros veículos elétricos da família ID e, ao contrário da mini-van de passageiros, incorpora um painel fotovoltaico no tejadilho e duas portas traseiras, bem como apenas uma porta lateral deslizante. O sistema fotovoltaico do tejadilho pode aumentar a autonomia do Buzz Cargo em 9,3 milhas num dia de sol, mandando mais energia para o motor elétrico de 201 hp usando baterias de íons de lítio de 48 kWh a 111 kWh, dependendo do orçamento e da necessidade.



A bateria menor foi projetada para pequenas distâncias ,dentro de uma cidade, enquanto o tamanho da bateria de 111 kWh está disponível para circulação a maiores distancias. Quando ao carregamento, na opção de bateria menor pode ser carregada até 80% da capacidade em apenas 15 minutos por meio de um sistema de carregamento rápido operando a 150 kWh de corrente contínua, enquanto a bateria maior fará o mesmo em 30 minutos.



O sistema de bateria da futura versão de produção também está preparado para o carregamento indutivo, da mesma forma com 11 kW de potência de carga”, observa  a VW. “O veículo já tem essa tecnologia. Neste caso, a van é posicionada, via controle electrónico, sobre uma” placa de carregamento “durante o estacionamento. Assim que a unidade de controlo da placa de carregamento no pavimento estabelece comunicação com o veículo, a energia é transferida através de um campo eletromagnético gerado entre duas bobinas (uma no piso do estacionamento e uma no veículo). ”

Veja Tambem Kalashnikov desenvolve novo super-carro elétrico para competir com a Tesla


No interior, há um único assento para o condutor e banco para dois passageiros á frente. Dados os recursos autónomos de nível 4 da Buzz Cargo, o volante foi projetado para embutir no painel de instrumentos com o pressionar de um botão, deixando espaço livre para o condutor. Como em outros conceitos de identificação, as principais informações são projetadas para serem projetadas na estrada em 3D por meio de um display de realidade aumentada (AR). A capacidade autónoma de nível 4  é projetada para dar ao motorista a capacidade de executar outras tarefas, processando e agendando pedidos a partir do espaço de trabalho.



O restante do espaço interior é dedicado à carga. Mas nem tudo é espaço vazio, pois a VW trabalhou com o especialista em equipamentos alemão Sortimo para criar um novo sistema de prateleiras equipado com iluminação e sensores.

Este sistema de armazenamento está ligado ao computador do  ID Buzz Cargo através de uma unidade de controle de função específica do cliente e uma interface CAN”, diz a Volkswagen. “Os dados são transferidos por WLAN para tablets no espaço de carga e cockpit. Por meio de uma rede de rádio móvel, a unidade de controlo pode  comunicar com o sistema de gestão de pedidos ou tarefas de uma empresa, teoricamente possibilitando o rastreio de todos os artigos. Isso permite o gestao on-line preciso do tipo e quantidade de carga e equipamento nesta van futurista. Outros dados são fornecidos pelo já disponível sistema de gestao de frota ConnectedVan. ”

Veja Tambem Alemanha já tem comboios movidos a hidrogénio


A Volkswagen já se comprometeu a construir a versão de passageiros do ID Buzz,. Agora temos que esperar e ver se o fabricante de automóveis para  táxi.



Fonte//Autoweek

Thunderbird de Marilyn Monroe vai a leilão

Espera-se que o T-Bird da famosa atriz renda entre US $ 300.000 e US $ 500.000

O premiado Ford  Thunderbird 1956 de Marilyn Monroe está  à venda. O roadster será vendido no leilão anual da  Julien's Icons & Idols: Hollywood em 16 e 17 de Novembro.


Monroe possuiu este T.Bird preto durante seis anos de 1955 a 1962. Segundo a documentação original, a atriz comprou o carro no dia 20 de Dezembro de 1955 na Westport Motors, em Connecticut. Pensa-se-se que o carro foi um presente de Natal de Milton Greene, sua parceira de negócios e fotógrafa.


Veja Tambem Primeiro carro voador do mundo à venda em Outubro


Monroe supostamente levou o carro para cerimonia do seu casamento civil em 28 de Junho de 1956, bem como a uma cerimonia privada a 30 de Junho. Monroe possuiu o Thunderbird até 1962, quando elao ofereceu como prenda do 18º aniversário a John Strasberg, filho do diretor Lee Strasberg. Monroe morreu pouco depois, em 5 de Agosto de 1962, vítima de uma overdose de drogas aos 36 anos de idade.

O paradeiro do carro foi desconhecido por mais de 50 anos até que o proprietário atual o encontrou. Apesar de encontrá-lo em boas condições o carro foi restaurado Prestige Thunderbird Inc, em Santa Fe Springs, Califórnia.



A Prestige pos o carro como novo, mas teve o cuidado de manter o maior número de peças originais possível e deixou a maior parte do compartimento de passageiros original

O carro de Monroe era um carro de luxo. Está equipado com um motor V8 de 312 polegadas cúbicas, que foi totalmente reconstruído durante a restauração. o conta-milhas indica que o carro rodou pouco mais de 30.000 milhas.

Fonte//Autoweek

Historiador pensa ter descoberto a cidade perdida de Atlantis na ilha fantasma perto da Irlanda

A ilha onde supostamente estão as ruínas da cidade perdida foi estava identificada em praticamente todos os mapas dos séculos 16 e 17 da região, mas foi mais tarde foi dada como um erro.

Um historiador britânico chamado Matt Sibson anunciou que pode ter encontrado a localização da mítica cidade da Atlântida, que, existiu ao largo da costa da Irlanda.



Como Sibson explicou em uma entrevista exclusiva ao The Daily Star, a enigmática cidade perdida descrita na "República" de Platão poderia ter sido localizada em Frisland, uma ilha fantasma que apareceu em praticamente todos os mapas do Atlântico Norte a partir da década de 1560.e que a partir de  1660, e foi considerada um erro.


Veja Tambem Antigo lago oferece novas pistas do fim da civilização Maia


“Existia em tantos mapas no século 16 e 17 e depois desapareceu, não pode ser um erro. Está localizada a noroeste da Irlanda e há várias ilhas pequenas em volta. Pode ser visível usando ferramentas modernas de mapeamento no fundo do mar, perto das Ilhas Faroe ", disse Sibson ao jornal.

Ele admitiu, no entanto, que sua descoberta também levanta várias questões.

Alguns relatos apontam que havia muito de gelo lá, mas há uma diferença de mais de mil anos, entre a altura em que o gelo derreteu, 14,700 aC e 12.900 aC", disse ele.

O historiador também observou que Platão escreveu sobre os elefantes na Atlântida, alegando que o filósofo da Grécia Antiga poderia estar se referindo aos mamutes .



Fonte//SputnikNews

domingo, 30 de setembro de 2018

Há tanto metano neste lago ártico se pode acender lume

O lago Esieh no norte do Alasca nunca congela totalmente. Estranho é que estando perto  ouve-se um assobio e vê-se bolhas de gás á superfície. Pior , se fizer fogo está sujeito á superfície do lago se incendiar


Isso é exatamente o que Katey Walter Anthony, ecologista de ecossistemas aquáticos da Universidade do Alasca Fairbanks, fez em um vídeo popular do YouTube de 2010 . Walter Anthony estuda o Lago Esieh há quase uma década. Agora, de acordo com um perfil escrito por Chris Mooney para The Washington Post , ela descobriu a causa do estranho comportamento do lago. Uma infiltração constante do metano- sai de um antigo reservatório de permafrost (terra permanentemente congelada) bem abaixo da tundra


Veja Tambem Ártico encerra perigo que ameaça todo o planeta




Devido ao aumento da temperatura o permafrost está derretendo, disse Walter Anthony, e está abrindo um buraco no fundo do lago. Enquanto a maior parte do Lago Esieh tem uma profundidade média de cerca de 1 metro, as zonas onde surgem as maiores bolhas de metano vão até 15 metros.



A partir desses buracos no fundo do lago, libertam-se  enormes quantidades de metano , mais de 2 toneladas de gás por dia, segundo um dos colegas de Walter Anthony ,o que equivale às emissões de cerca de 6.000 vacas leiteiras são uma das maiores fontes de metano do mundo.



O descongelamento do permafrost do Ártico é uma grande preocupação para os cientistas . À medida que as temperaturas globais sobem e o permafrost começa a derreter o metano acumulado durante milhões de anos  é libertado lentamente para a atmosfera. O maior medo dos cientistas é que essa liberação de gás no Ártico inicie um ciclo vicioso: quanto mais gases de efeito estufa forem liberados pelo permafrost hoje, mais as temperaturas subirão e mais gases serão liberados amanhã.

Veja Tambem A circulação dos oceanos diminuiu drasticamente e nao se deve ás alterações climáticas



De acordo com um estudo de 2014 conduzido pelo Centro Nacional de Dados de Neve e Gelo do Colorado, o carbono liberado pelo derretimento do permafrost poderia aumentar o aquecimento global em cerca de 8%, contribuindo com 0,6 graus Fahrenheit (0,3 graus Celsius) para o aumento previsto de 7 a 9 graus. F ( 4 a 5 graus C ) até o ano 2100. Se as emissões de metano no Ártico se mantiverem e acontecerem como  Walter Anthony e seus colegas preveem, esse aumento da temperatura pode vir muito, muito mais cedo



Fonte//LivesCiense

Civilização maia revelada sob a espessa vegetação da selva da Guatemala

Mais de 61 mil estruturas maias antigas , desde grandes pirâmides a casas individuais , que  estavam ocultas na densa cobertura florestal na Guatemala, foram descobertas, revelando pistas sobre as práticas agrícolas, infraestrutura, política e economia da cultura antiga.




A selva guatemalteca é muito fechada e difícil de explorar, então os investigadores usaram um método conhecido como "Maya Lidar" que usa a  deteção de luz e alcance para mapear o terreno . As imagens da sonda foram captadas durante levantamentos aéreos da planície maia , numa região com mais de 2.100 quilómetros quadrados

Veja Tambem Descoberto altar Maia com 1500 anos





A pesquisa aérea abrangeu 12 áreas separadas em Petén, na Guatemala, e incluiu assentamentos maias rurais e urbanos. Depois de analisar as imagens, que incluíam casas isoladas, grandes palácios, centros cerimoniais e pirâmides, os investigadores determinaram viviam nas terras baixas maias cerca de 11 milhões de pessoas durante o período clássico, entre 650 e 800 dC . Este número coincide com cálculos anteriores  com o anteriores.

Teria sido necessário um enorme trabalho agrícola para sustentar uma população tão grande, disseram os investigadores. Assim, não foi surpresa quando a pesquisa da empresa revelou que grande parte das áreas húmidas da região foram modificadas para permitir a agricultura.

No total, os levantamentos revelaram cerca de 362 quilómetros quadrados de terraços e outras terras agrícolas, além de outros 958 quilómetros quadrados de terras agrícolas.


Além disso, a análise revelou 40 quilómetros quadrados de redes rodoviárias dentro e entre cidades e lugarejos distantes, alguns dos quais fortemente fortificados

Veja Tambem Antigo lago oferece novas pistas do fim da civilização Maia


"Visto como um todo, os terraços e canais de irrigação, reservatórios, fortificações e caminhos revelam uma incrível modificação nos terrenos para os tornar habitáveis  e para agricultura numa escala inimaginável", disse Francisco Estrada-Belli, professor assistente de pesquisa de antropologia. na Universidade de Tulane e diretor do Projeto Arqueológico Holmul.



Fonte// LivesCiense