sábado, 15 de setembro de 2018

EUA confirmam sete mortes após passagem do Florence

 
A Agência Federal de Gerenciamento de Emergências dos Estados Unidos (Fema, na sigla em inglês) confirmou neste sábado, 15, a morte de sete pessoas na Carolina do Norte, entre elas uma mãe e um bebê, em decorrência da passagem do furacão Florence na região.

O Florence se tornou uma tempestade tropical, após tocar o solo da Carolina do Norte na manhã de sexta-feira, 14, mas o volume de chuvas torrenciais se manterá ao longo do fim de semana. A preocupação das autoridades é com o aumento das enchentes, inundações e deslizamentos de terra.

Cerca de 900.000 pessoas estão sem energia, enquanto a tempestade tropical Florence avança sobre a Carolina do Sul.

A Casa Branca anunciou hoje que o presidente Donald Trump aprovou uma declaração de estado de emergência para a Carolina do Norte, o que vai permitir financiamento federal para assistência temporária, com recursos para moradia e reparos.

Resgates

Segundo a Fema, equipes estão atuando para retirar pessoas ilhadas. No Leste da Carolina do Norte, há cerca de 300 pessoas que esperam para ser resgatadas. Desde ontem à noite, foram feitos 20 resgates na região.

As operações tiveram que ser suspensas na madrugada de hoje por causa do volume de água e da falta de segurança para as equipes. Os trabalhos só foram retomados após o nascer do sol.

Alguns moradores das ilhas da costa Leste da Carolina do Norte “navegam” sobre as ruas com botes. O volume da enchente continua subindo e as autoridades pedem que as pessoas ainda não tentem regressar para casa.

Veja noticia completa VEJA.com

Os 15 maiores navios do mundo poluem mais do que todos os automóveis do planeta

Numa altura em que a grande causa da poluição é apontada para a indústria automóvel, a Carbon War Room (organização sem fins lucrativos) publica um estudo preocupante.Segundo esse estudo, de 90% do comercio mundial é feito com recurso ao transporte marítimo e claro está as cadeias de logísticas associadas.


Foto Revista-cargo

Navios gigantes, alimentados a fuelóleo (o desperdício do processo de refinação do petróleo) que transportam milhões de toneladas de carga, são responsáveis por movimentar a economia do mundo. O automóvel, o telemóvel e produtos alimentares, tudo é transportado por estes navios. Unindo os vários continentes, o transporte marítimo é a fulcral nas trocas comerciais de todo o mundo.

De acordo com a CWR, os 15 maiores navios do mundo, sozinhos, emitem mais NOx e enxofre para a atmosfera do que os 1.300 milhões de automóveis a circular em todo o mundo. E no mundo existem muitos milhares de navio a navegar emitindo milhões de toneladas de NOx para a atmosfera.

Pode ver aqui o numero de navios por países


Leia Tambem Um jornal neozelandês falou sobre o futuro do nosso planeta 106 anos atrás.


Estes navios alimentam-se de fuelóleo. Um combustível derivado do petróleo, muito menos refinado do que a gasolina ou o gasóleo que colocamos nos nossos carros.

Embora os navios emitam apenas 3% dos gases de efeito estufa, a quantidade de óxidos de azoto (o famoso NOx) emitidos para a atmosfera é preocupante e ultrapassa as emissões dos 1.300 milhões de veículos que circulam atualmente em todo o mundo.

No entanto, a pressão ambiental sobre a indústria automóvel aumenta ano após ano e que tem feito a carga fiscal e o custo dos automóveis aumentar.

Já na indústria naval e nas empresas de transporte marítimo a pressão também tem aumentado, mas em muito menor escala.

Veja Tambem Veja os sítios do planeta que estão a arder agora


De acordo com o The Economist, o preço do transporte marítimo está em mínimos históricos. A enorme oferta que existe no setor causado uma baixa de preços, o que deixa as empresas de transporte marítimo sem margem para grandes investimentos que visem reduzir a pegada ecológica da sua atividade. Um processo tecnologicamente muito lento, pois converter um navio a GNL por exemplo não é feito de um dia para outro, e muito caro do ponto de vista económico, pois essas conversões são extramente dispendiosas.



Há no entanto um aspeto importante que importa, grande parte das emissões dos navios ocorrem em alto mar, pelo que de imediato causa menos danos à saúde publica que os automóveis nas cidades.

Qual o futuro




Organização das Nações Unidas concordou em impor restrições à poluição destes grandes navios até 2020, e a União Europeia também tomou medidas nesse sentido, medidas essas que poderão aumentar a pressão sobre o setor, e que certamente terá reflexos no preço dos produtos para o consumidor final. Afinal de contas, 90% do comércio mundial é feito por intermédio do transporte marítimo.

Diretiva da União Europeia

Fonte//Razaoautomovel

FBI fecha o Observatório Solar, cria teorias de conspiração alienígenas

A velocidade com que a agência federal norte-americana invadiu as instalações levou algumas pessoas a acreditar que talvez os cientistas de lá tenham encontrado algo relacionado com questões alienígenas.

Uma nova teoria surgiu sobre o motivo pelo qual o FBI invadiu o Observatório Sunspot em Sacramento Mountains, no Novo México, relatou o The Independent.

Leia Mais Caçador de tesouros afirma que encontrou nave espacial alienígena no Triângulo das Bermudas


De acordo com o jornal, este desenvolvimento, juntamente com o campo de estudos habitual do observatório, levou um número de pessoas a se perguntar se os cientistas poderiam ter visto algo que não deveriam. Um “um canal proeminente do YouTube” especulou que o Observatório acidentalmente avistou uma nave alienígena.

Leia MaisO Triângulo das Bermudas: um terreno fértil para ondas malignas ou um acumular de erros humanos?


O Observatório Sunspot, nas montanhas de Sacramento, no Novo México, está fechado desde quinta-feira  por ordens do FBI e sem ninguém saber porquê.

A AURA está alegando questões de segurança e decidiu desocupar temporariamente as instalações como uma medida de precaução",  esclareceu na pagina do Facebook, acrescentando que "trabalha com as autoridades competentes". Não adiantou mais nada.

 

Fonte//SputnikNews

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Uma simples (e deliciosa) maneira de fortalecer a relação com seuparceiro(a)

Se você e seu parceiro(a) estão precisando fortalecer o relacionamento, uma ótima ideia é investir em atividades de fantasia. De acordo com um novo estudo publicado na revista Personality and Social Psychology Bulletin, pensar sobre sexo com seu parceiro aumenta o desejo sexual e promove comportamentos saudáveis e positivos.



Na investigação, vários estudos analisaram os efeitos das fantasias sexuais sobre o relacionamento. No primeiro estudo, os participantes tinham que fantasiar sobre o parceiro(a) ou sobre outra pessoa. Quando eram solicitados que descrevessem a fantasia, eles também tinham que dizer se estavam com vontade passar um tempo agradável com aquela pessoa, fosse essa atividade sexual ou não. Aqueles que fantasiaram com seus parceiros diziam sentir mais desejo em ter sexo com ele ou ela em comparação com alguém que estava pensando em outra pessoa.

Leia Mais Sexo faz bem ao corpo e á mente


Casais que envelhecem juntos são felizes ou tristes juntos

Em outro estudo, participantes que estavam em um relacionamento romântico informavam a frequência de suas fantasias sexuais, com que frequência eles queriam fazer sexo e também como eles se sentiam sobre o relacionamento nas seis semanas anteriores. O resultado foi que fantasiar com seu parceiro aumenta a vontade de ter sexo e também tornava o relacionamento mais positivo.

Leia Mais Quanto mais fizer sexo, mais tempo irá viver, indica estudo


O trabalho conclui dizendo que apesar de as fantasias serem apenas imaginárias, elas ainda têm potencial de impactar relacionamentos da vida real, de forma positiva. Então dê asas à imaginação e comece a sonhar com o amor da sua vida. [Personality and Social Psychology Bulletin]

Fonte//Hypescience

O furacão Florence muda de rumo, de acordo com os últimos modelos climáticos

Depois de atingir a terra nesta sexta-feira (14 de setembro), a enorme tempestade agora mudará o rumo para o sul e e depois para oeste, atingindo a costa sudeste dos Estados Unidos.

 

O  Florence, é agora uma tempestade da categoria 4 com ventos sustentados de 209 km / h, esperava-se que se dirigisse para o norte, até a costa da Carolina do Norte, depois de chegar ao continente, de acordo com o comunicado. Mas  o seu novo caminho indica que depois de chegar na área perto de Wilmington, na Carolina do Norte, a tempestade vai para o sul antes de retomar o rumo para oeste, explicou a FWS.

"Temos visto uma mudança dramática no desenrolar da situação", disse Scasny, acrescentando que grandes mudanças podem surgir nos próximos dois dias.

 

Leia mais Carolina do Sul ordena desocupação do litoral por chegada de furacão


Espera-se que o furacão se enfraqueça e se torne numa depressão tropical ao seguir para oeste, na Carolina do Sul e na Geórgia. Eventualmente, Florençe vai virar para o norte nas montanhas dos Apalaches, trazendo chuvas para a Virgínia e o oeste da Carolina do Norte, antes de se dispersar no fim da próxima semana .Espera-se também que o Florençe perca a intensidade ao chegar á costa, , disse Ken Graham, diretor do National Hurricane Center (NHC), em uma atualização do Facebook Live.

Fonte //LivesCiense

 

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

A ciência da compostagem

Se uma pilha de composto começa a cheirar mal, pode ser um sinal de que algo está errado. As  cascas de banana  que coloca no caixote do lixo acabarão por se decompor naturalmente, assim como todos os resíduos orgânicos, graças a microrganismos úteis no ambiente que se alimentam dos detritos em decomposição.

 

Compostagem é um processo para acelerar a decomposição natural de material orgânico, fornecendo as condições ideais para que os organismos que se alimentam de detritos prosperem, de acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). O produto final deste processo de decomposição concentrado é o solo rico em nutrientes que pode ajudar as culturas, plantas de jardim e árvores a crescer.

 

O processo de compostagem


Os microrganismos são vitais para o processo de compostagem e são encontrados em todo o ambiente , disse Matthew Warsham, coordenador de sustentabilidade e energia da Universidade de Dayton, em Ohio

A chave para uma compostagem eficaz é criar um ambiente ideal para o crescimento dos microrganismos, calor, nutrientes, humidade e muito oxigênio.

 

De acordo com a Cornell University , há três etapas principais no ciclo de compostagem em que diferentes tipos de microrganismos se desenvolvem.

 

O primeiro estágio é tipicamente de apenas alguns dias, durante o qual microrganismos mesofílicos, ou microrganismos que crescem em temperaturas de 20 a 45 graus Celsius, começam decompor os compostos biodegradáveis. O calor é um subproduto natural desse processo inicial e as temperaturas aumentam rapidamente para mais de 40 ° C (104 graus F).

 

Os microrganismos mesofílicos são substituídos por microrganismos termofílicos (microrganismos que crescem no aumento das temperaturas) durante o segundo estágio, que pode durar de alguns dias a vários meses. Os micróbios termofílicos trabalham para decompor os materiais orgânicos . As temperaturas mais altas são mais propícias a decompor proteínas, gorduras e carboidratos complexos.

 

Além disso, durante o segundo estágio, as temperaturas continuam subindo e, se nãohouver cuidado, a pilha de compostagem pode ficar tão quente que pode acabar matando todos os microrganismos úteis . Técnicas como arejamento e reviravoltas ajudam a manter temperaturas abaixo de 65 ° C, bem como fornecem oxigênio adicional e novas fontes para os microrganismos termofílicos se decomporem.

Leia Mais A onda de calor revela detalhes do passado da Inglaterra


O terceiro estágio, que normalmente dura vários meses, começa quando os microrganismos termofílicos usam o suprimento disponível dos compostos. Nesse estágio, as temperaturas começam a cair o suficiente para que microrganismos mesófilos entrem em e transformem  a matéria orgânica restante em húmus utilizável.

 

Os organismos que ajudam


Existem duas classes principais de microrganismos de compostagem, conhecidos como aeróbios e anaeróbios.

 

Os aeróbios são bactérias que requerem níveis de oxigênio de pelo menos 5% para sobreviver e são os microrganismos de compostagem mais importantes e eficientes, de acordo com a Universidade de Illinois . Os aeróbios consomem o lixo orgânico e excretam produtos químicos como nitrogênio, fósforo e magnésio, que são nutrientes que as plantas precisam para prosperar.

 

Os microrganismos anaeróbicos são bactérias que não necessitam de oxigênio. Eles também não processam o lixo orgânico tão eficientemente quanto as bactérias aeróbicas. Os anaeorbs produzem substâncias químicas que ocasionalmente são tóxicas para as plantas, e fazem com que as pilhas de compostagem cheirem mal porque liberam sulfeto de hidrogênio, que cheira a ovos podres.

 

Cerca de 80% a 90% de todos os microrganismos encontrados nas pilhas de compostagem são bactérias, de acordo com a Cornell University. A percentagem restante de microrganismos são espécies de fungos , incluindo bolores e leveduras.

Leia mais Gases com efeito de estufa atingiram níveis recorde em 2017

 

Se houver muito carbono na pilha de compostagem, a decomposição ocorre numa taxa muito mais lenta, pois é gerado menos calor. Os microrganismos não são capazes de crescer e se reproduzir tão prontamente e, portanto, não são capazes de decompor o carbono tão rapidamente. Por outro lado, um excesso de nitrogênio pode levar a um cheiro desagradável de amônia e pode aumentar a acidez da pilha de composto, que pode ser tóxica para algumas espécies de microrganismos.

 

A umidade adequada também é vital para a saúde dos microrganismos que ajudam no processo de compostagem. Um teor de umidade entre 40 e 60 por cento fornece umidade suficiente para evitar que os microrganismos se tornem inativos, mas não o suficiente para que o oxigênio seja forçado a sair da pilha.

 

A quantidade de oxigênio dentro da pilha de composto também é importante, pois um déficit de oxigênio leva a microrganismos anaeróbicos ganhem terreno, e isso pode levar a um monte de composto fedorento. O oxigênio pode ser adicionado à pilha de compostagem, mexendo ou virando a pilha.

 

O que compostar:


 

Frutas e vegetais

Cascas de ovo

Borras de café e filtros

Sacos de chá

Cascas de nozes

Jornal picado, papel e papelão

Guarnições de jardim, incluindo grama, folhas, galhos e galhos

Plantas de casa

Feno e palha

Serragem

Lascas de madeira

Panos de algodão e lã

Secador e aspirador de fiapos

Cabelo e pele

Cinzas da Lareira

 

O que não compostar:


Certos tipos de folhas e galhos de árvores, como a nogueira preta, pois liberam substâncias que podem ser prejudiciais às plantas

Carvão ou cinza de carvão, pois podem conter substâncias nocivas às plantas

Laticínios, ovos, gorduras e óleos e  carne ou ossos de peixe e sucatas , devido a problemas potenciais de odor que atraem pragas, como roedores e moscas

Plantas doentes ou infestadas de insetos, como a doença ou insetos podem sobreviver e ser repassados ​​para outras plantas

Resíduos de animais domésticos (incluindo fezes de cães e gatos e de gatos usados), pois podem conter parasitas, bactérias ou vírus nocivos

Guarnições de jardim tratadas com pesticidas químicos; como os pesticidas podem matar organismos compostores

As empresas de compostagem comercial também recolhem produtos como recipientes de papel para alimentos e louças e talheres compostáveis que são especificamente rotulados BPI Certified Compostable.

Laticínios, ovos, produtos cárneos e gorduras normalmente não são recomendados para a pilha de compostagem, mas existem muitas instalações de compostagem comerciais maiores que são adequadas para lidar com os odores e patógenos que possam existir nesses produtos.

Compostagem ajuda a acelerar o processo de decomposição natural de materiais orgânicos.

Leia Mais Poderá o milho viscoso resolver um dos grandes problemas da poluição?


Se você não tem acesso a um sitio de compostagem comercial, começar em casa é tão fácil quanto montar uma pilha no canto do seu quintal. Muitas lojas vendem caixas de compostagem de vários tipos e tamanhos para acomodar á necessidade de cada casa.

 

Fonte//LivesCiense

Porque muitos graneleiros afundam.

Navios cargueiros afundam todo ano por causa da liquefação de sua carga.

Porque isto acontece?


Para quem trabalha em navios cargueiros, talvez seja menos perigoso transportar resíduos tóxicos ou explosivos do que cargas granuladas, como minério triturado.

Isto porque tais cargas são responsáveis pela perda de numerosos navios todos os anos. Em média, dez graneleiros afundaram por cada ano durante a última década.

Por quê?


Segundo Susan Gourvenec, professora de engenharia geotécnica da Universidade de Southampton (Reino Unido), cargas sólidas a granel, definidas como materiais granulares carregados diretamente no porão de um navio,podem repentinamente passar de um estado sólido para um estado líquido, um processo conhecido como liquefação.

Em 2015, o graneleiro Bulk Jupiter, um navio de 56 mil toneladas, afundou rapidamente a cerca de 300 km a sudoeste do Vietname, tendo apenas um dos 19 membros de sua tripulação sobrevivido.

Isso provocou advertências da Organização Marítima Internacional sobre a possível liquefação da bauxite, uma mistura natural de óxidos de alumínio e uma carga sólida relativamente nova.

Mais recentemente, em março de 2017, o gigantesco navio de carga Stellar Daisy também afundou subitamente enquanto transportava 260 mil toneladas de minério de ferro do Brasil para a China.

Leia Mais Tempestade em Taiwan faz encalhar sete navios


Dos 24 tripulantes, 22 continuam desaparecidos. Uma das hipóteses apontadas para a possível causa do naufrágio é a liquefação do minério transportado, resultante de humidade excessiva.

Como ocorre a liquefação?


As cargas sólidas a granel são tipicamente materiais “bifásicos”, pois contêm água entre as partículas sólidas. Quando as partículas podem se tocar, o atrito entre elas faz o material agir como sólido (mesmo que haja líquido presente).

Quando a pressão da água sobe, as forças entre partículas reduzem-se e a resistência do material diminui. Quando a fricção é reduzida a zero, o material age como um líquido (mesmo que partículas sólidas ainda estejam presentes)

Uma carga sólida a granel aparentemente estável no cais pode se liquefazer se as pressões na água entre as partículas se acumularem enquanto elas são carregadas no navio. Isto é ainda mais provável se a carga for colocada no porão do navio com uma correia transportadora, o que é uma prática comum que pode envolver uma queda de altura significativa. A vibração e o movimento do navio e do mar durante a viagem também podem aumentar a pressão da água e levar à liquefação da carga.

Quando uma carga sólida a granel se liquefaz, ela pode se deslocar dentro do porão de um navio, tornando a embarcação instável. Uma carga liquefeita pode mudar completamente para um dos lados do navio, por exemplo. Se recuperar sua força e voltar a um estado sólido, permanecerá na posição deslocada, fazendo com que a embarcação incline. A carga pode então liquefazer novamente e mudar ainda mais, aumentando esse ângulo inclinado. A qualquer momento, a água pode entrar no casco do navio e este se tornar instável demais para recuperar o seu equilíbrio.

O problema


Muito se sabe sobre a física da liquefação de materiais granulares. No entanto, apesar da nossa compreensão deste fenômeno e das diretrizes em vigor para evitar que aconteça, a Organização Marítima Internacional tem códigos que regem a quantidade de humidade permitida em granéis sólidos , mesmo assim osnavios continuam afundando e levando sua tripulação consigo.

 

Leia Mais O Triângulo das Bermudas: um terreno fértil para ondas malignas ou um acumular de erros humanos?


Por que isso ainda acontece?


A resposta técnica, de acordo com Gourvenec, é que as orientações existentes sobre armazenamento e transporte de cargas sólidas a granel são simplistas demais. O potencial de liquefação depende não apenas da quantidade de humidade presente em uma carga a granel, mas também de outras características do material, como a distribuição do tamanho das partículas, a relação entre o volume de partículas sólidas e a densidade relativa da carga, bem como o método de carregamento e os movimentos do navio durante a viagem.

Motivos comerciais também desempenham um papel. Por exemplo, a pressão para carregar as embarcações rapidamente leva a um serviço mais vigoroso que pode aumentar a pressão da água nas cargas. Além disso, a “necessidade” de entregar a mesma tonelagem de material que foi carregado pode desencorajar a tripulação do navio a drenar cargas durante a viagem.

Como resolver


Para resolver esses problemas, a indústria naval precisa entender melhor o comportamento material das cargas sólidas a granel que estão sendo transportadas e criar testes apropriados para evitar liquefação.

De acordo com Gourvenec, novas tecnologias poderiam ajudar, como sensores no porão de um navio que monitorem a pressão da água na carga. Ou a superfície da carga poderia ser monitorada com lasers, para identificar quaisquer alterações em sua posição.

O desafio é desenvolver uma tecnologia rápida de instalar, barata e robusta o suficiente para sobreviver ao carregamento e descarregamento da carga.

O ideal seria combinar dados sobre a pressão da água e o movimento da carga com dados sobre o clima e os movimentos do navio para produzir um alerta em tempo real sobre se a carga está prestes a se liquefazer ou não.

 

Leia Mais Gigantesco cargueiro fantasma sem tripulação aparece na costa da Birmânia


 

Com esta informação , a tripulação poderia então agir para evitar, por exemplo, que a pressão da água subisse muito ao drená-la dos porões de carga, ou poderia mudar o rumo do navio para evitar mau tempo a fim de reduzir os movimentos do navio. Se nada disso fosse possível, ao menos a tripulação teria uma hipótese de evacuar o navio.

 

Desta forma, poderíamos superar o fenômeno de liquefação e garantir que menos navios e tripulações fossem perdidos no mar.

Fonte//Hypescience

 

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Animais africanos conhecem a neve

Animais sul-africanos acostumados ao calor do deserto enfrentaram condições geladas depois dos nevoes que atingiram o país na semana passada. Agora, a rara visão de girafas, antílopes, rinocerontes, elefantes e outros animais cobertos de neve foi amplamente compartilhada nas redes sociais.

A usuária de uma rede social Kitty Viljoen partilhou fotos de elefantes andando na neve na cordilheira de Sneeuberg, no Cabo Ocidental da África do Sul. Ela também tirou fotos de girafas cobertas de neve no Karoo, uma região semi-árida da África do Sul.

 

Leia Mais A circulação dos oceanos diminuiu drasticamente e nao se deve ás alterações climáticas


Um vídeo compartilhado pela Snow Report SA mostra girafas em frente à cordilheira de Swartberg, na província de Western Cape, com montanhas cobertas de neve ao fundo

[embed]https://twitter.com/twitter/statuses/1038739127984955392[/embed]

Do outro lado do Cabo Oriental, várias estradas foram fechadas pelo Departamento Sul-Africano de Transportes na semana passada devido á neve nas estradas.

 

Leia Mais As mudanças climáticas podem alterar todo o mundo


As temperaturas caíram abaixo de 0º em Cederberg, as Montanhas do Rio Hex e a Reserva Matroosberg, informou o Guardian na segunda-feira.

 

 

Fonte//SputnikNews

A droga que “desliga” a fome

 Um novo estudo do Centro Alemão de Pesquisas Helmholtz Zentrum München identificou um composto potencialmente útil encontrado numa planta usada na medicina tradicional chinesa capaz de evitar a fome em ratos.

Os cientistas já estão testando a substância, chamada celastrol, em seres humanos.

Se se provar que o químico é eficaz em pessoas, significa que estaremos mais perto de vencer a luta contra a obesidade.

Santo Graal


Conceber  uma pílula capaz de diminuir a fome sem causar efeitos colaterais significativos é o santo graal da pesquisa sobre obesidade.

Embora existam fatores metabólicos, psicológicos, sociais e genéticos envolvidos na obesidade, uma droga simples e econômica que reduza o apetite com segurança a longo prazo poderia fazer uma enorme diferença na vida das pessoas que tentam combater a obesidade.

De acordo com um dos autores do estudo, Dr. Paul Pfluger, os médicos muitas vezes pedem às pessoas com obesidade que percam 5 a 10% do seu peso corporal por ano, meta essa que raramente é alcançada.

 

Leia Mais Saladas e sopas para emagrecer


As melhores formas de lidar com a fome numa dieta


O composto, produzido pela planta Tripterygium wilfordii, nativa do sul da China, pode ajudar os pacientes a completarem esse objetivo. Ultrapassar essa “barreira” é importante, porque a perda de peso significativa leva a uma melhoria no metabolismo e ás doenças metabólicas associadas, como diabetes tipo 2.

Como funciona


Ao longo dos anos, o celastrol foi testado como tratamento potencial para artrite reumatoide e câncer. Em 2015, seu potencial para tratar a obesidade foi analisado pela primeira vez.

 

Os cientistas descobriram que, em ratos obesos, esse composto ativava os centros de saciedade, ou áreas do cérebro que informam o corpo que esta satisfeito.

Em pessoas com obesidade, tais centros de saciedade podem ser “defeituosos”. No nosso organismo, o tecido adiposo, ou gordura corporal, libera um hormônio chamado leptina que desencadeia a sensação de “estar cheio”. Algumas pessoas tornam-se resistentes à leptina; isso significa que, embora a substância química ainda esteja presente no sangue e na gordura, não causa a mesma sensação de saciedade, levando a excessos.

Como a fome pode transformar uma pessoa educada em uma furiosa

O celastrol pode restaurar a sensibilidade à leptina e, portanto, a sensação de saciedade.

 

Leia Mais O sumo de limão e o emagrecimento


Embora precisemos conter nossa empolgação enquanto aguardamos os resultados dos estudos de acompanhamento realizados em seres humanos, o Dr. Pfluger está confiante de que o celastrol funcionará da mesma maneira.

De acordo com o cientista, o sistema de leptina em camundongos é quase idêntico ao dos seres humanos, de forma que a experiência promete

Porém, que o celastrol não substituirá a mudança no estilo de vida, como dieta e exercícios. A droga pode, no entanto, fornecer um impulso muito bem-vindo para os esforços de perda de peso de um indivíduo.

 

Fonte//Hypescience

terça-feira, 11 de setembro de 2018

Novo mapa de alta resolução da Antártica mostra detalhes impressionantes

Um novo mapa da superfície da Antártida é tão detalhado que quase parece que, se puser a mão sobre ele, poderá traçar as protuberâncias nos cumes de gelo que encurvam a Península Antártica. 

Os cientistas compilaram o impressionante mapa topográfico a partir de fotos de alta resolução que foram tiradas durante seis anos por  satélites orbitando centenas de quilômetros acima da Terra. Para criar o mapa, milhões de imagens foram processadas por um dos maiores supercomputadores do mundo, chamado de Modelo de Elevação de Referência da Antártica (REMA), de acordo com um comunicado divulgado pela Universidade de Minnesota.

 

Leia mais As mudanças climáticas podem alterar todo o mundo


Os mapas anteriores do continente gelado foram produzidos com uma resolução de mais de 3.000 pés (1.000 metros), mas o novo mapa oferece uma surpreendente resolução de cerca de 26 pés (8 m) e cobrindo 5.4 milhões de milhas quadradas (14 milhões de quilômetros quadrados), tornando-o o mapa mais preciso da Antártida até hoje

"Até agora, tivemos um mapa melhor de Marte do que o da Antártica", disse Ian Howat, um dos cientistas do projeto e diretor do Centro de Pesquisas Byrd Polar e Clima da Universidade do Estado de Ohio.

"Agora é o continente mais bem mapeado da Terra", disse Howat

A altura de cada penhasco rochoso e afloramento rochoso na Antártida está agora facilmente ao alcance dos cientistas, e é exata em apenas alguns metros.



"Nesta resolução, você pode ver quase tudo", disse Howat. "Vamos ver mudanças na cobertura de neve, mudanças no movimento do gelo, poderemos monitorar a descarga do rio, inundações e vulcões. Poderemos ver o desgaste dos glaciares".

Leia Mais O derreter dos glaciares provocam tsunamis assustadores


Com os dados na mão, e há muitos dados, já que o arquivo do mapa tem 150 terabytes ,os cientistas agora poderão visualizar melhor o impacto de um mundo em aquecimento na paisagem da Antártida, disse Morin em um comunicado.

"Agora, poderemos ver mudanças no derretimento e na deposição de gelo melhor do que nunca", disse ele. "Isso nos ajudará a entender o impacto da mudança climática e do aumento do nível do mar. Poderemos vê-lo diante de nossos olhos."

O mapa foi publicado on-line em 4 de setembro pelo Centro Geoespacial Polar da Universidade de Minnesota.

 

 

Fonte//LivesCiense

Ex-jogadores da Inglaterra dizem que Ronaldo é bem melhor do que Messi

Peter Crouch, jogador de futebol inglês, ex-atacante do Championship Club Stoke City, escreveu um livro no qual revelou detalhes intrigantes sobre o craque português Cristiano Ronaldo, famoso pela importância que dá á sua aparência.

No seu novo livro, o ex-atacante inglês Peter Crouch escreveu com detalhe algumas histórias contadas por Rio Ferdinand, companheiro de equipe de Cristiano Ronaldo no Manchester United.

O Daily Mail citou um texto, no qual Crouch fala sobre a rivalidade de Ronaldo com Lionel Messi, do FC Barcelona, ​​que parece ter ultrapassado os limites das quatro linhas.

Leia Mais Mourinho no Twitter O Manchester City “‘não pode comprar classe'”


“Rio Ferdinand contava histórias sobre  Cristiano Ronaldo em como este  ficava em frente ao espelho nu, passando a mão pelos cabelos e dizendo: 'Nossa, eu sou tão lindo!' Os outros jogadores do United tentavam-no dizendo. '”Tanto faz. Leo Messi é um jogador melhor que você. E ele encolhia os ombros e sorria de novo. 'Ah sim. Mas Messi não tem esta aparência”.

Quando que a história foi tornada publica, a comunicação social não pode deixar de vasculhar  a viso do vencedor por cinco vezes da bola de ouro, indo buscar fotos antigas dele.

Leia Mais Estádio do Reino Unido mostrou aos visitantes canal de sexo em vez de futebol


Outros achavam que a história não era relevante, levando em conta o fato de que Ronaldo sempre foi um admirador de sua própria aparência.

Ronaldo jogou pelo Manchester United de 2003 a 2009 ido depois para oclube espanhol, o Real Madrid. Depois de nove anos de sucesso no Santiago Bernabeu, a estrela portuguesa assinou um contrato de quatro anos com o clube italiano Juventus.

 

Fonte//SputnikNews

Apocalipse no Céu de Fogo sobre a Índia

 Este vídeo espetacular foi filmado por Sunder Thongam em Bangalore, na Índia, quando ia a  sair de casa por volta das 5:30 da tarde e notou nuvens misteriosas.

 

Um residente de Bangalore compartilhou um vídeo excecionalmente belo de um céu que parecia ter pegado fogo, com “chamas” sendo vistas entre nuvens mais escuras. A filmagem, que sem surpresa se tornou viral, foi amplamente comparada à bem conhecida cena de invasão do filme "Independence Day", de 1996.

 

Leia mais As deslumbrantes auroras de Saturno


[embed]https://youtu.be/YS6mrq79FhM[/embed]

Ainda não está esclarecido o que exatamente colocou o céu "em chamas", mas alguns YouTubers sugeriram que parecia uma "explosão espacial", já que uma "bola de fogo" bizarra parecia ter atingido o céu.

Leia maisMeteoro atravessa Alabama numa bola de fogo

"Oh, muito bíblico ... só faltando o enxofre de fogo que cai do céu ..." escreveu um usuário, enquanto outros internautas escreveram: “Isso é loucura e um tanto aterrorizante também! Parece um grande submarino alienígena numa nuvem de fogo! ”Ou“ Parece o inferno nas nuvens! ”Ou“ Então parece que os habitantes da Índia finalmente assistiram o Dia da Independência ”.

 

Fonte// SputnikNews

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Carolina do Sul ordena desocupação do litoral por chegada de furacão

 
Washington – O governador da Carolina do Sul, o republicano Henry McMaster, ordenou nesta segunda-feira a evacuação obrigatória da região litorânea do estado devido à chegada do furacão Florence, que segue em direção à Costa Leste dos Estados Unidos. Os oito condados localizados ao longo do litoral começarão a evacuar os habitantes a partir do…

Washington – O governador da Carolina do Sul, o republicano Henry McMaster, ordenou nesta segunda-feira a evacuação obrigatória da região litorânea do estado devido à chegada do furacão Florence, que segue em direção à Costa Leste dos Estados Unidos.

Os oito condados localizados ao longo do litoral começarão a evacuar os habitantes a partir do meio-dia da terça-feira. Segundo o governador, serão disponibilizados acessos por estrada para permitirem a saída. É possível que um milhão de pessoas sejam obrigadas a deixar o litoral devido a esta ordem.

“Sabemos que a ordem de evacuação que estou emitindo será inconveniente, mas não brincaremos com a vida do povo da Carolina do Sul”, comentou.

Leia Mais Furacação Lane dirige-se para o Havai
As repartições públicas e escolas também fecharão em 26 condados no sul do estado, e alguns colégios poderão ser utilizados como refúgios, que serão abertos caso necessário.

A Carolina do Norte já começou a evacuar os cidadãos que manifestaram interesse na mudança, embora ainda não tenha emitido nenhuma ordem obrigatória imediata.

O presidente dos EUA, Donald Trump, solicitou aos cidadãos para que sigam as orientações das autoridades através de sua conta no Twitter.

Fonte// EXAME

Nove traços de personalidade que caracterizam as pessoas más

Num novo estudo, um grupo de cientistas europeus definiu um padrão para traços de personalidade das pessoas más. Chamado de Fator Sombrio de Personalidade, o fator-d (do inglês (Dark Factor of Personality) pode explicar a extensão dos traços sombrios de uma pessoa, que causam comportamentos ético, moral e socialmente questionáveis.

O estudo segue os moldes do fator geral de inteligência (fator-g), descrito por Charles Spearman há mais de 100 anos. Segundo o fator-g, as pessoas que têm pontuação alta num teste de inteligência também tendem a obter uma pontuação alta em outros testes de inteligência, mesmo que meçam habilidades diferentes, como inteligência verbal, visuoespacial ou perceptiva.

Isso significa que o fator-g está em conformidade com o princípio da “indiferença do indicador”: não importa qual teste de inteligência você administra, contanto ele seja cognitivamente complexo e tenha itens suficientes, você pode medir de forma confiável e válida a capacidade cognitiva geral de uma pessoa. Segundo o novo artigo, publicado no periódico “Psychological Review”, o fator-d também se comporta de acordo com esse princípio.

 

Leia MaisQuanto mais fizer sexo, mais tempo irá viver, indica estudo


Todos conhecemos pessoas que exibem consistentemente comportamentos éticos, morais e socialmente questionáveis. Isso levanta a questão. Existe uma raiz comum a todos esses traços de personalidade sombrios? Para Morten Moshagen, da Universidade de Ulm, Benjamin Hilbig, da Universidade Koblenz-Landau, ambos na Alemanha, e Ingo Zettler, da Universidade de Copenhagua, na Dinamarca, a resposta é sim. Os autores definem o fator-d como “a tendência de maximizar a utilidade individual de alguém, desconsiderando, aceitando ou provocando de maneira mal-intencionada a desutilidade de outros, acompanhada de crenças que servem como justificativas” para esses comportamentos.

Maximização da utilidade


Nesse caso, “utilidade” se refere a alcançar objetivos. Aqueles que pontuam alto no fator-d buscam suas metas mesmo que isso contrarie os interesses ou até mesmo traga resultados negativos para outras pessoas. Isso pode ser representado por ganhos visíveis, como um status maior ou ganho monetário, mas também de maneiras menos tangíveis, como sentimentos de poder, superioridade, prazer ou alegria.

Essas pessoas não ajudam ninguém se isso não as beneficiar e não ficam felizes pelo sucesso de qualquer pessoa que não sejam eles mesmos.

Leia Mais Sexo alivia dor de cabeça


Os autores também destacam que aqueles com um fator-d alto podem agir cooperativamente mesmo sem ter algum ganho imediato estrategicamente (por exemplo, para conseguir uma certa reputação ou evitar sanções).

 

O fator-d


Em quatro estudos, os pesquisadores encontraram base para a existência do fator-d proposto, reporta a “Scientific American”. Eles administraram nove testes de personalidade diferentes, cada um medindo um traço sombrio específico que foi bem estudado na literatura psicológica. As nove características que compõem o fator-d são:

  1. Egoísmo: a preocupação excessiva com o próprio prazer ou vantagem em detrimento do bem-estar da comunidade.


 

  1. Maquiavelismo: manipulação, afeto insensível e inclinação estratégica-calculista.


 

  1. Desapego moral: uma orientação cognitiva generalizada para o mundo que diferencia o pensamento dos indivíduos de uma forma que afeta muito comportamento antiético.


4.Narcisismo: o reforço do ego é o motivo absoluto.

 

  1. Direito psicológico: um sentimento estável e generalizado de que se merece mais e se tem mais direito do que outros.


 

  1. Psicopatia: déficits no afeto (ou seja, insensibilidade) e autocontrole (ou seja, impulsividade).


 

  1. Sadismo: uma pessoa que humilha os outros, mostra um padrão duradouro de comportamento cruel ou humilhante para os outros, ou inflige intencionalmente dor ou sofrimento físico, sexual ou psicológico aos outros para afirmar poder e domínio ou para prazer e diversão.


 

  1. Interesse próprio: a busca de ganhos em domínios socialmente valorizados, incluindo bens materiais, status social, reconhecimento, realização acadêmica ou ocupacional e felicidade.


 

  1. Rancor: uma preferência que prejudicaria o outro, mas que também acarretaria danos a si mesmo. Esse dano pode ser social, financeiro, físico ou um inconveniente.


Leia Mais Quatro tipos de dor de cabeça


Qual é o seu fator-d?


Para quem está ansioso para saber se tem um fator-d alto, este teste de nove itens deve ser suficiente para estimar em um grau razoável qual seria sua pontuação. Basta marcar com quais afirmações você se identifica fortemente:

 

A escala do âmago sombrio



  1. É difícil chegar à frente sem pegar atalhos aqui e ali.


 

  1. Eu gosto de usar uma manipulação inteligente para que as coisas saiam como eu quero.


 

  1. Pessoas que são maltratadas geralmente fizeram algo para provocar isso..


 

  1. Eu sei que sou especial porque todo mundo sempre me diz isso.


 

  1. Sinceramente sinto que sou mais merecedor que os outros.


 

  1. Vou dizer qualquer coisa para conseguir o que quero.


 

  1. Ferir as pessoas seria excitante.


 

  1. Eu tento me certificar de que os outros saibam dos meus sucessos.


 

  1. Às vezes, vale a pena que eu sofra um pouco para ver os outros receberem a punição que merecem.


Leia Mais Fumar ou ficar obeso, qual o pior?

Quanto mais você estiver em forte concordância com os vários itens nessa escala, maior a probabilidade de obter pontuação alta no fator-d. Se você concorda fortemente com apenas um item nesta escala, é provável que o seu fator-d não seja muito alto. No entanto, se você se identificar bastante com muitos desses itens, há uma grande probabilidade de você ter uma pontuação alta no fator-d (ou seja, segundo a ciência, você é um grande imbecil).

 

 

Fonte//Hypescience

Filmagem mostra estranho objeto nos céus de El Paso

Imagens estranhas surgiram no momento em que um homem inadvertidamente pegou na câmara e filmou algo que ele não conseguiu explicar o que era.

Quando a caminho do trabalho, parou seu carro no semáforo e olhando diretamente para o nascer do sol ele avistou algo invulgar no céu acima de El Paso, no Texas, e rapidamente pegou o telemóvel para filmar.

 

Leia Mais O que aconteceu com a galáxia irmã da Via Láctea?

Mais tarde, quando viu as filmagens apercebeu-se que tinha filmado algo inexplicável, ou seja, um objeto triangular brilhante. O vídeo teve milhares de visualizações depois de postado na net.

[embed]http://https://youtu.be/S3S-EL9V9vc[/embed]

"Parece-me um TR-3B com os círculos sob cada canto do triângulo, se isso faz sentido", afirmou um espectador, sendo a opinião de muitos outros que visualizaram o vídeo.

O supersônico TR-3 Black Manta, é um avião espião da Força Aérea dos EUA, mantido em segredo, tem tambem uma forma triangular e é bem conhecido por ser usado em missões de espionagem bem além das fronteiras dos EUA.

 

Leia Mais Há uma pequena galáxia estranha orbitando a Via Láctea

Mais recentemente, houve relatos doTR-3 ter sido visto sobre a Rússia e a Austrália. Acredita-se que ele tenha sido usado pela força liderada pelos EUA durante a primeira guerra, a guerra do Iraque, ou a Guerra do Golfo em 1991, para determinar alvos para os bombardeiros Lockheed F-117 Nighthawk.

 

Fonte//SputnickNews

Um jornal neozelandês falou sobre o futuro do nosso planeta 106 anos atrás.

As previsões bastante preocupantes revelaram-se extremamente precisas.

Em 14 de agosto de 1912, um jornal chamado “Rodney and Otamatea Times” publicou uma nota curiosa na seção científica.

Trata-se de um breve parágrafo que advertia que a atmosfera da Terra estava mudando á medida que o mundo aumentava sua produção de combustíveis. O texto abaixo descreve o que foi publicado.

Titulo  “Consumo de carvão afetando o clima”, o artigo diz: “As fornalhas de todo o mundo agora estão queimando cerca de 2.000.000.000 de toneladas de carvão por ano. Quando [essa quantidade] é queimada, unindo-se com oxigênio, adiciona cerca de 7.000.000.000 de toneladas de dióxido de carbono na atmosfera anualmente. Isso torna o ar num cobertor mais eficaz para a Terra e elevar sua temperatura. O efeito pode ser considerável em alguns séculos”.

É uma explicação incrivelmente correta sobre o efeito estufa, e como seres humanos contribuem para o aquecimento da atmosfera do planeta.

Alerta antigo


Os neozelandeses não foram sequer os primeiros a escrever sobre esse terrível efeito.

O mesmo texto havia sido publicado um mês antes, em 17 de julho de 1912, no Braidwood Dispatch da Austrália. Antes disso, uma edição de março de 1912 da revista Popular Mechanics foi provavelmente a primeira em abordar esse assunto.

A ideia já vinha sendo debatida em todo o mundo há décadas. O New York Times traça a discussão científica do efeito do carvão na  atmosfera na década de 1850.


Leia Mais Terra teve um aquecimento global há mais de 500 milhões de anos


Pouco mudou desde então. Em 2016, o mundo consumiu mais de 5,3 bilhões de toneladas métricas de carvão. A atmosfera do planeta agora possui uma quantidade sem precedentes de CO2: a concentração subiu acima de 411 partes por milhão, o nível mais alto em 800.000 anos.

E daqui a cem anos?


Enquanto a taxa de produção de carvão está desacelerando em alguns países, aumenta noutras nações em desenvolvimento, especialmente em economias em crescimento, como a Índia.

Também queimamos toneladas de outros combustíveis que aquecem a Terra.

Leia Mais Poderá o milho viscoso resolver um dos grandes problemas da poluição?


Esta atividade esta a ter consequências devastadoras para o ecossistema, e não se espera que melhore

Afinal de contas, estamos todos conscientes disso e devido aos interesses  económicos  e nunca fizemos nada, pode é  já ser tarde demais..

 

Fonte//Hypescience

domingo, 9 de setembro de 2018

O derreter dos glaciares provocam tsunamis assustadores

Em Outubro de 2015 deu-se o tsunami em Taan Fiord, , uma demonstração em como as alterações  climáticas estão a mudar o planeta. Mas o problema é ainda mais preocupante, na medida em que estamos a aumentar o potencial de gerar cada vez mais eventos como este, avisam os cientistas.


Um tsunami atingiu um fiorde no Alasca há três anos, depois de 163 milhões de toneladas de rochas caírem na água e provocarem uma onda gigantesca, tendo alcançado altitudes superiores a 182 metros e foi um dos maiores tsunamis já registados.

Leia Mais Mudanças climáticas fazem aumentar número de mortes

Com os glaciares  a derreter, irão acontecer cada vez mais deslizamentos de terra, adiantam os autores do estudo exemplificando Dan Shugar geocientista da Universidade de Washington, “Há 40 anos, Taan Fiord não existia. Estava cheio de gelo”,

O glaciar Tyndall recuou cerca de 16 quilómetros entre 1961 e 1991. Isto não causou apenas a abertura do fiorde como removeu uma grande massa de gelo que apoiava e suportava as paredes rochosas.

Leia Mais A circulação dos oceanos diminuiu drasticamente e nao se deve ás alterações climáticas


Quando o deslizamento de pedras ocorreu, a forma afunilada do fiorde originou  a que a onda gigantesca viajasse muito rápido, a cerca de 96 quilómetros por hora, e como não tinha por onde escapar subiu as encostas..

Certo é que este não será a única ocorrência do género e, segundo os cientistas, podemos esperar mais deste tipo de fenómenos extremos quando os grandes glaciares recuarem e as montanhas ao seu redor deixarem de ser suportadas e cederem.

Leia Mais As mudanças climáticas podem alterar todo o mundo

Ainda assim, tsunamis e avalanches não são os únicos perigos causados pelo recuo dos glaciares. Quando os glaciares derretem poderão originar grandes lagos a grandes altitudes, que podem irromper  de repente pelas encostas e causar grandes aluviões .



Fonte//LivesCiense

As deslumbrantes auroras de Saturno

Uma nova série de fotos tiradas pelo espectrógrafo do Telescópio Espacial Hubble mostra as deslumbrantes auroras de Saturno em maiores detalhes.

Durante um período de sete meses em 2017, o telescópio estudou as auroras antes e depois do solstício de verão no hemisfério norte do planeta.

Auroras no espaço

Aqui na Terra, as auroras são geradas por ventos solares, que interagem com partículas carregadas em nossa magnetosfera. Essas partículas carregadas entram na ionosfera e viajam ao longo das linhas do campo magnético até os polos, onde interações com partículas como oxigênio e nitrogênio se manifestam como luz no céu.

Outros planetas do sistema solar também têm auroras, como Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Alguns exoplanetas também mostram evidências de atividade auroral.

Leia Mais Cientistas identificam exoplanetas onde a vida pode desenvolver-se como na Terra

No entanto, elas não são exatamente iguais às nossas auroras. A aurora permanente de Júpiter, por exemplo, não é causada pelo vento solar, mas por algum mecanismo misterioso que os cientistas ainda não desvendaram.

Não fazemos ideia de qual é a força misteriosa que alimenta as auroras de Júpiter

E, enquanto o anel auroral principal de Saturno parece ser gerado por vento solar, alguns “pedaços” de aurora no planeta não são. Outro mistério ainda sem solução.

Ao contrário das auroras da Terra, as de Saturno (e dos outros planetas do sistema solar) não podem ser observadas na luz visível, uma vez que as interações que as causam são em grande parte baseadas em hidrogênio.

 

Leia Mais Colisão com planeta duas vezes maior do que a Terra deixou Urano de lado

Contudo, o espectrógrafo do Hubble pode vê-las no comprimento de onda ultravioleta em que aparecem. Para fazer essas imagens, os dados ultravioleta das auroras são adicionados aos dados óticos do planeta num composto impressionante.

As observações também foram programadas para coincidir com a última missão, chamada de Grand Finale, da sonda Cassini, na qual ela fez as observações mais próximas dessa região.

Todos esses fatores combinados levaram a novas informações sobre a atividade auroral de Saturno. “A variabilidade das auroras é influenciada tanto pelo vento solar quanto pela rápida rotação de Saturno, que dura apenas cerca de 11 horas”, escreveram os cientistas do Hubble em um comunicado. “Além disso, a aurora do norte exibe dois picos distintos de brilho, ao amanhecer e pouco antes da meia-noite. O último pico, recém-descoberto, parece específico à interação do vento solar com a magnetosfera no solstício de Saturno”.

Leia Mais Por que gira a Terra?

Observações anteriores das auroras de Saturno haviam revelado a presença de atividade de ondas de rádio (também associadas a auroras na Terra) e uma assimetria polar auroral que indica um campo magnético irregular.

Fonte//Hypescience