domingo, 9 de dezembro de 2018

Viver mais e melhor pode não ser tão complicado como possa parecer.


Sabemos que muitas das comidas e bebidas que ingerimos podem não ser as mais saudáveis e até fazer-nos mal. Para ter uma vida saudável e provavelmente mais longa não precisamos prescindir de tudo e viver sobre regras apertadas. Um estudo feito pela Universidade de Harvard neste ano, por exemplo, comprova que mantendo cinco simples regras pode-se prolongar nossa vida por mais de uma década.
São eles ter uma alimentação saudável, fazer exercícios regularmente, manter o peso correto, não beber muito álcool e não fumar.

Photo SportLife


Veja Tambem Quatro problemas de saúde causadas pelos refrigerantes



Os participantes do estudo, que foi efetuado durante mais de 30 anos, que mantinham este estilo de vida saudável ​​tinham 82% menos probabilidade de morrer de doenças cardiovasculares e 65% menos de morrer de câncer quando comparados com participantes que mantinham um estilo de vida menos saudável.

Os cientistas examinaram dados registados ao longo de 34 anos, referentes a 78.865 mulheres e 27 anos referentes a 44.354 homens, que participaram no estudo. O objetivo era estudar como estes cinco fatores de estilo de vida poderiam afetar a mortalidade.





Para os participantes do estudo que não tinham nenhum destes hábitos, foi estimado que a expectativa de vida a partir dos 50 anos era de mais 29 anos para as mulheres e 25,5 anos para os homens. Para aqueles que tinham todos os cinco hábitos, a expectativa de vida a partir dos 50 anos foi estimada para 43,1 anos para as mulheres e 37,6 anos para os homens. 

Resumindo, as mulheres que seguiam os cinco hábitos saudáveis ​​ganharam, em média, 14 anos de vida, e os homens que o fizeram ganharam 12 anos, em comparação com aqueles que não tiveram hábitos saudáveis

Photo fortissima

Veja Tambem Oito hábitos que aumentam a esperança média de vida



Em comparação com aqueles que não seguiram nenhum dos hábitos de vida saudável, aqueles que acompanharam os cinco tiveram 74% menos probabilidade de morrer durante o período do estudo.
Este estudo de Harvard coincide com outros estudos feitos por especialistas sobre a longevidade 
humana. Uma outra pesquisa relacionada mas que investiga a relação entre os padrões de vida social, e os lugares onde as pessoas habitam mostra que estes hábitos saudáveis são importantes, mas inclui outros fatores relacionados ao convívio social que também parecem ser essenciais para uma vida mais longa e saudável. Fazer parte de grupos sociais que incentivam estes hábitos saudáveis, por exemplo, é um fator importante para se viver mais.




Sem comentários:

Publicar um comentário