quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Descoberta caverna que pode ser a maior do Canadá


Uma equipa de cientistas que faziam uma contagem de caribus em helicóptero na Colúmbia Britânica, no Canadá, descobriram a abertura de uma enorme caverna que nunca havia sido vista antes e que poderá ser a maior caverna do país.
Photo LiveSciense


Veja Tambem Montanha ameaça desabar nos Alpes


Tudo aconteceu em Abril quando sobrevoavam um vale alpino no Wells Gray Provincial Park.
Os geólogos supõem que a caverna foi cavada ao longo de milhares de anos pelos glaciares, e á medida que o clima aqueceu, o gelo recuou e deixando a caverna exposta e visível.

Embora o local ainda não tenha sido completamente explorado, uma investigação preliminar em setembro indicou que a caverna tem uma entrada com 100 metros de largura. O interior tem 60 metros de largura e uma profundidade de aproximadamente 135 metros, e foi considerada era "de importância nacional", segundo dados da Canadian Broadcasting Corporation (CBC) .




Durante a expedição que a descobriu, foram feitas fotos aéreas deslumbrantes pela geóloga Catherine Hickson, professora adjunta da Universidade da Columbia Britânica no Departamento de Ciências da Terra, do Oceano e Atmosféricas, de acordo com o National Post.

Photo LiveSciense





O vídeo foi compartilhado no YouTube em 30 de novembro pela Canadian Geographic.
 Vista do ar, a caverna assemelha-se a uma dentada gigante na encosta. As paredes são íngremes e rochosas, e há uma cascata com mais de 60 m.
A água que cai para as profundezas da caverna, provavelmente alimenta um rio subterrâneo que aflora á superfície mais abaixo, a cerca de 500 metros abaixo da entrada da caverna.


Veja Tambem A Terra engole os seus oceanos


Foi-lhe atribuído o nome não oficial de "Sarlacc Pit" que é bem conhecido pelos fãs de "Guerra nas Estrelas". Os governantes da província da British Columbia estão a procura entre os povos indígenas, de algum um nome já existente e para a caverna. Serão feitas mais investigações á caverna  em 2020, disse Hickson à CBC.




Fonte// LiveScience





Sem comentários:

Publicar um comentário