quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Espanha anuncia fim dos carros que usam combustíveis fosseis


Alguns países estão a introduzir legislação que visa proibir, a venda e posterior circulação, de veículos que usem combustíveis fosseis nas próximas décadas a fim de cumprir as normas do Acordo de Paris.


Espanha anunciou agora a proibição da venda de carros novos a combustão de gasóleo ou gasolina nas próximas décadas. A partir de 2040, está proibida a venda deste tipo de veículo e mesmo híbridos ligeiros de passageiros e comerciais que libertem emissões de dióxido de carbono.


A partir de 2050 não será possível circular com automóveis ligeiros que usem estes combustíveis. Os planos foram revelados esta terça-feira pelo Ministério da Transição Energética em conferência de imprensa.

Veja Tambem A Dinamarca promete acabar com os automóveis a diesel e a gasolina até 2030.


Nos municípios com mais de 50 mil habitantes, o executivo espanhol quer criar “zonas de baixas emissões” antes de 2023. Também será estudada a criação de impostos para que os veículos pesados de mercadorias possam usar determinadas infraestruturas rodoviárias. Nos postos de abastecimento, será obrigatória a instalação de pontos de carregamento elétrico.

Espanha não vai conceder novas autorizações para atividades de exploração petrolífera e prospeção e extração de hidrocarbonetos. Há vários países que estão a implementar medidas que irão causar grandes alterações no mercado automóvel nas próximas décadas. 

Veja Tambem Quantino, o automóvel movido a agua salgada, zero emissões CO2


Portugal, tal como o Reino Unido, proibiu também a venda de todos os veículos novos  que libertem CO2 a partir de 2040. Unido.
Na Holanda, na Irlanda e na Índia, isso acontecerá em 2030, e na Noruega, será em 2025.



Sem comentários:

Publicar um comentário