sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Conseguir que a parceira tenha orgasmos afeta a masculinidade?

De acordo com um novo estudo da Universidade de Michigan (EUA), o homem sente a sua masculinidade reforçada quando consegue fazer sua parceira ter um orgasmo. O estudo foi efetuado com base nas respostas de 810 homens heterossexuais com 18 anos. Os cientistas pediram aos homens que imaginassem ter relações sexuais com uma mulher atraente, e depois contassem o que sentiam em diferentes situações.

Photo Gadoo

Veja Tambem Falta de sexo engorda, diz estudo


A quase totalidade dos homens afirmaram que o orgasmo das mulheres é uma das experiências sexualmente mais satisfatórias que podem ter, segundo os autores do estudo, Sara B. Chadwick e Sari van Anders.
Sem muita surpresa, os homens disseram sentir a masculinidade quando ajudaram sua parceira a atingir o orgasmo, sendo também esse a razão por que muitas o fingem.
Por outro lado, o histórico de orgasmo de uma mulher (se ela teve orgasmos ou não com parceiros anteriores) não teve qualquer efeito nas respostas, nem a atitude de um homem em relação à igualdade de gênero dentro do relacionamento.





Em vez disso, o que teve um efeito foi com o homem se sentia em relação a situação da parceira, por exemplo, se ele se sentiria ou não ameaçado por uma colega de trabalho bem-sucedida.
Segundo os cientistas, esses resultados podem implicar, pelo menos do ponto de vista masculino, que o orgasmo feminino é menos tido em conta o prazer da mulher e mais o impulso do ego masculino.
Isso sugere que a ideia que existe sobre o orgasmo feminino pode, na verdade, refletir o facto que ao longo da história a sexualidade feminina ter estado ao serviço dos homens.

É de salientar que a idade média dos homens entrevistados é de 25 anos. Os homens dessa idade são na sua maioria a solteiros e podem estar mais ansiosos em mostrar suas proezas sexuais do que homens mais velhos que têm relacionamentos estáveis, o que pode distorcer um pouco os resultados.
Além disso, o estudo analisou apenas as respostas dos homens. Sem entrevistas também com mulheres para termos de comparação, é difícil dizer com absoluta certeza se essa questão se aplica com a inversão dos papéis, ou seja se a feminilidade da mulher é ou não prejudicada se ela não fizer um parceiro ter um orgasmo.

Photo Gadoo

No entanto, um outro estudo de 2014 que descobriu que a incapacidade de fazer uma mulher ter orgasmo pode deixar os homens deprimidos.
Assim concluíram que, existe uma discrepância entre homens e mulheres, a que chamaram de “lacuna do orgasmo”. Enquanto 95% dos homens heterossexuais afirmaram ter regularmente orgasmos durante o sexo, apenas 65% das mulheres heterossexuais dizem o mesmo.
Talvez mudar a a maneira como os homens vêm o orgasmo feminino seja importante. As mulheres devem ter orgasmos quando o desejarem, e deve ser encarado como uma parte maravilhosa da sua sexualidade, e não como uma proeza própria



Fonte//The Journal of Sex Research





Sem comentários:

Publicar um comentário