terça-feira, 30 de outubro de 2018

Revelada passagem escondida para o 'submundo' por baixo de uma pirâmide

No seu auge, a antiga cidade de Teotihuacán, que hoje é o México, tinha cerca de 125.000 habitantes, tornando-se um dos centros mais populosos do mundo antigo. Ninguém sabe ao certo para onde, nem como, essa população próspera desapareceu, mas a descoberta de um túnel secreto e de uma câmara enterrada sob a pirâmide da lua da cidade oferece novas pistas sobre qual o destino dessa antiga cultura mesoamericana .



  • "Esses grandes complexos de oferendas (rituais) são o núcleo sagrado da cidade de Teotihuacán", afirmou a arqueóloga Verónica Ortega, do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH), no México.
  • "Todas as pessoas consideraram a meca da civilização, portanto, o que pode ser encontrado no interior pode ajudar a desvendar as relações que esta antiga metrópole teve com outras regiões da Mesoamérica".

Veja Tambem Descoberto altar Maia com 1500 anos

Num anúncio oficial das descobertas feitas em 2017 , os arqueólogos do INAH e da Universidade Nacional Autónoma do México lançaram uma luz sobre as recentes descobertas feitas sob a Pirâmide da Lua, construída no século III dC. Usando uma técnica de imagem chamada tomografia de resistividade elétrica que permite aos cientistas medir e mapear estruturas subterrâneas, a equipa detetou uma câmara escondida com 15 metros de largura, localizada a cerca de 8 metros abaixo da superfície.


Ainda não se sabe ao certo para que servia a câmara, mas os arqueólogos sugerem que pode ter sido algum tipo de espaço funerário, abrigando rituais sagrados.

Veja Tambem Antigo lago oferece novas pistas do fim da civilização Maia

Além da câmara, a equipe encontrou um túnel ligando o espaço à antiga Praça da Lua da cidade, uma possível passagem para o "submundo", no qual os habitantes de Teotihuacán faziam oferendas de acordo com seus pontos de vista sobre a morte e a vida após a morte Segundo Ortega, explorações arqueológicas anteriores na pirâmide descobriram túneis contendo esqueletos e o que poderiam ter sido oferendas, objetos feitos com pedra verde, incluindo colares e mosaicos.



Se as escavações arqueológicas subsequentes, e que ainda não foram confirmadas, indicarem que o túnel e a passagem serviam para rituais funerários, sugeririam uma outra função dessas pirâmides , que foram estudadas durante centenas de anos, mas ainda assim contêm muitos mistérios.

Veja Tambem Civilização maia revelada sob a espessa vegetação da selva da Guatemala

  • "A descoberta confirmaria que os habitantes de Teotihuacán seguiram o mesmo padrão nos seus templos em grande escala, e que sua função seria imitar o submundo", disse Ortega em julho de 2017.
Fonte//SienceAlert

Sem comentários:

Publicar um comentário