sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Encontrado fóssil de peixe semelhante á piranha

Os mares jurássicos eram o lar de tubarões, crocodilos, monstros marinhos e, peixes carnívoros, semelhantes a piranhas.

Foi encontrado um fóssil quase completo de um peixe ósseo com barbatanas raiadas e dentes afiados supondo-se ser o equivalente jurássico da piranha.

Sendo assim essa seria a mais antiga evidência de um peixe ósseo carnívoro pertencente a um grupo idêntico à piranha.

 
(M. Ebert and T. Nohl)

Veja Tambem Nova espécie de dinossauro gigante encontrado na África do Sul


Antes desta recente descoberta, havia a ideia que os peixes ósseos do Jurássico só podiam esmagar as conchas ou engolir as presas inteira, mas agora acha-se que este espécimen podia cortar as barbatanas das suas presas.

  • "Ficamos chocados com o fato de que este peixe tinha dentes semelhantes a piranhas", diz a  principal autora Martina Kölbl-Ebert, paleontologista do Jura-Museum Eichstätt, onde o fóssil está.

  • ``Pertence a um grupo de peixes (os picnodontídeos) que são famosos por seus dentes afiados´´.
  •  
  • (M. Ebert )

Foram também encontrados vestígios das vitimas deste peixe nos mesmos depósitos de calcário no sul da Alemanha

  • ."Temos outros peixes da mesma localidade em que faltam pedaços nas suas barbatanas",  diz o  co-autor David Bellwood, investigador da evolução e ecologia dos peixes de recifes da Universidade James Cook.

  • "Este peixe tem parecenças incríveis com as piranhas modernas, que se alimentam não só de carne, mas principalmente das barbatanas de outros peixes. É algo extraordinariamente inteligente, já que as barbatanas se recuperam, sendo um recurso renovável puro.""Se alimentar-se de um peixe e ele morrerá mas se comer as  suas barbatanas e terá comida para o futuro", acrescentou Bellwood.

  • É esse tipo de comportamento renovável, que levou os investigadores a descrever esta nova espécie como um "exemplo impressionante de versatilidade e oportunismo evolucionário"

 
(The Jura-Museum, Eischstatt, Germany)

Veja Tambem Russia cria “Parque Jurassico” para clonar animais extintos


Depois de uma inspeção minuciosa, descobriu-se que o peixe fossilizado tinha mandíbulas extremamente fortes, revelando dentes longos, pontiagudos e ligeiramente curvos. Nalguns dos incisivos ainda se vêm bordas serrilhadas, perfeitas para cortar carne ou barbatanas.

O seu corpo é plano o que lhe tiraria velocidade, mas, as suas grandes barbatanas o tornariam particularmente apto a manobrar  nos recifes tropicais de águas rasas, onde os cientistas acreditam que ele viveu.

Fonte//ScenceAlert

Sem comentários:

Publicar um comentário