quinta-feira, 4 de outubro de 2018

"Carta de Deus";, de Einstein, deve ser vendida por $ 1,5 milhões na Christie

"Carta de Deus", de Einstein, que critica a religião, deve ser vendida por  $ 1,5 milhões na Christie's.

Uma carta manuscrita na qual Albert Einstein contestou Deus, a Bíblia e sua própria identidade judaica será leiloada em 4 de Dezembro na casa de leilões Christie's em Nova York. Essa "Carta de Deus", escrita um ano antes da morte de Einstein em 1955, deve ser vendida entre  $ 1 milhão e  $ 1,5 milhões, segundo um comunicado da Christie's.


Einstein escreveu a carta em janeiro de 1954 para o filósofo religioso Erik Gutkind depois de ler uma grande parte do livro de Gutkind "Escolha a Vida:

Enquanto Einstein começou a carta (escrita em alemão) louvando Gutkind por compartilhar um impulso comum de "lutar pela melhoria da vida e da existência", logo discordou dos ideais religiosos de Gutkind.



"A palavra Deus não é para mim senão a expressão e produto das fraquezas humanas, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas ainda primitivas", "Nenhuma interpretação, por mais sutil que seja, pode (para mim) mudar alguma coisa sobre isso”, escreveu Einstein

Veja Tambem Fundador do WikiLeaks revela ameaça á humanidade


Além disso, em sua carta, Einstein virou um olhar crítico em direção à sua própria identidade judaica, questionando especificamente a afirmação de que os judeus são um "povo escolhido".



"O povo judeu a quem eu de bom grado pertenço e em cuja mentalidade me sinto profundamente ancorado, para mim não tem nenhum tipo diferente de dignidade de todos os outros povos", escreveu ele. "De acordo com minha experiência, na verdade eles não são melhores que outras raças humanas, mesmo que sejam protegidos dos piores excessos pela falta de poder. Caso contrário, não posso perceber nada de 'escolhido' para eles."



Peter Klarnet, especialista em livros e manuscritos da Christie's, disse num comunicado que a carta de Einstein é "uma das declarações definitivas no debate Religião versus Ciência" - um debate que o físico sempre defendeu ao longo de sua carreira.



Einstein rejeitou a ideia de um Deus pessoal que se preocupava com os seres humanos, mas também não se considerava ateu. Numa carta escrita em Março de 1954, ele explicou: "Se há algo em mim que pode ser chamado de religioso, então é a admiração ilimitada pela estrutura do mundo até onde nossa ciência pode revelá-lo".



"Carta de Deus", de Einstein, foi vendida anteriormente num leilão no eBay em 2012, onde um comprador anônimo a comprou por  $ 3.000.100. Antes disso, em 2008, foi negociada numa  venda da Bloomsbury Auctions em Londres por  $ 404 mil , cerca de 25 vezes a estimativa de pré-venda.



Desta vez, você não precisa ser um milionário para ver a "Carta de Deus" ao vivo A Christie's colocará a carta em exibição pública em Nova York, a partir de 30 de Novembro, até o leilão começar em 4 de Dezembro



Fonte//LivesCiense

Sem comentários:

Publicar um comentário