terça-feira, 30 de outubro de 2018

Como serão os humanos daqui a 1000 anos

Há cerca de 10.000 anos atrás, os seres humanos evoluíram e começaram a tolerar o leite de vaca. Nos últimos 150 anos, a nossa altura média aumentou 10 centímetros  e nos últimos 65 anos, aumentamos 20 anos à esperança média de vida, principalmente graças aos avanços ciência.


Veja Tambem Robô humanoide da Boston Dynamics salta degraus enormes

Foram tantas as mudanças um período tão incrivelmente curto de tempo, então como seremos daqui a mil anos? Em primeiro lugar, nós, seres humanos, temos uma razão para sermos tão presunçosos quanto somos, nossos cérebros são tão bons que nem o mais avançado sistema de computador lhe chega perto. De fato, em 2014 os  usaram o computador K no Japão,um dos computadores mais poderosos do mundo, para simular a atividade do cérebro humano, e foram precisos 705.024 processadores, 1,4 milhões de GB de RAM e 40 minutos para processar a mesma quantidade de dados processados ​​num segundo de atividade cerebral. Mas nem sempre temos uma vantagem sobre as máquinas que criamos Os cientistas preveem que, no futuro, os computadores não apenas corresponderão à velocidade computacional do cérebro humano, mas também desenvolverão inteligência artificial capaz de falar, interagir, ouvir e lembrar. Vamos apenas esperar que eles não usem toda essa informação para se voltar contra nós. E à medida que os computadores se tornam progressivamente mais humanos, os humanos também se tornarão mais robôs. No futuro, os cientistas preveem que teremos robôs minúsculos chamados nano robôs no interior dos nossos corpos e aprimorando nossas habilidades naturais. Conhecido como trans- humanismo, isso poderia dos deixar ultrapassar os nossos limites biológicos.

Veja Tambem Fundador do WikiLeaks revela ameaça á humanidade

E não são apenas nossos próprios corpos poderão mudar completamente com a tecnologia. Como o vídeo mostra, “nuvens de utilidade” de robôs microscópicos poderiam se agrupar em edifícios inteiros e desmontá-los com a mesma facilidade Nos próximos 1.000 anos, a quantidade de línguas faladas no planeta deverá diminuir consideravelmente, e todo o calor extra e a radiação UV poderão fazer com que tenhamos  a pele mais escura e isso se torne numa vantagem evolutiva. E provavelmente ficaremos muito mais altos e mais magros. Digamos que o aquecimento global terá um impacto muito maior na nossa aparência do que você imagina.


 Fonte//SienceAlert

Sem comentários:

Enviar um comentário