domingo, 7 de outubro de 2018

A quantidade de plásticos nos oceanos duplicará até 2050

A Agência Internacional de Energia prevê que a indústria petroquímica aumente a produção mundial de petróleo entre 2018 e 2050, adicionando quase sete milhões de barris de consumo por dia. Os plásticos são o principal componente deste crescimento, graças em grande parte à ao aumento do consumo nos países em desenvolvimento, e isso tem sérias implicações para o meio ambiente oceânico.




Segundo a AIE, cerca de 80% do plástico nos oceanos tem origem em fontes em terra e mais de 40% vem de cinco países asiáticos: China, Indonésia, Filipinas, Tailândia e Vietname. Com a crescente procura de plásticos pelos países em desenvolvimento, significa que a acumulação de plásticos nos oceanos também crescerá, alerta o IEA.

Veja Tambem Nova Zelândia planeia proibir sacos plásticos até julho de 2019



  • "Se nenhuma for tomada ação, a taxa atual de despejo de resíduos de plástico no oceano provavelmente resultará em mais do dobro de resíduos plásticos acumulados nos oceanos até 2030, e um aumento contínuo depois disso. Isto é inaceitável”, escreveram os analistas da IEA. " Se não forem tomadas medidas a nível global, particularmente em regiões onde a procura pelo plástico está crescendo rapidamente, é improvável que as tendências atuais de enviar plástico para os oceanos diminuam, e muito menos que tenham algum retrocesso."

Paralelamente, espera-se que as emissões de CO2 aumentem de 1,5 giga-toneladas por ano em 2017 para cerca de 1,9 giga-toneladas por ano em 2050. Esse aumento é igual a cerca de 50% das emissões anuais de CO2 da indústria de navegação.

Veja Tambem A poluição plástica esta contaminar todas as cadeias alimentares



  • Os petroquímicos são um dos principais pontos no debate global sobre energia, especialmente dada a influência que eles exercerão nas tendências futuras de energia. De fato, nossa análise mostra que eles terão uma procura ainda maior no futuro ", disse o Dr. Fatih Birol, diretor executivo da AIE, numa conferencia de imprensa na sexta-feira.

Fonte//MaritimeExecutive

Sem comentários:

Publicar um comentário