segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Por que as mulheres ainda são atraídas por cavalheiros

Se um homem se oferece para ajudar uma mulher a levantar a sua mala pesada ou estacionar o carro, o que deve ela fazer?

É um ato inócuo de cortesia?

Ou é um insulto sexista à sua força e competência?



Os psicólogos sociais que descrevem esse comportamento como " sexismo benevolente " .

Mas também revelaram um paradoxo: as mulheres preferem homens que se comportem de maneiras que possam ser descritas como benevolentemente sexistas em detrimento daqueles que não o fazem.

Alguns dizem que as mulheres simplesmente não gostam desses gestos porque se sentem enganadas. Os psicólogos chegaram a sugerir que o sexismo benevolente é mais prejudicial do que o sexismo abertamente hostil, porque é insidioso, sendo como  "um lobo em pele de cordeiro".

Surpreendentemente, nenhuma pesquisa anterior havia verificado se as mulheres, de fato, deixam de reconhecer que o sexismo benevolente pode ser enganoso e prejudicial. E, dadas as nossas origens na teoria evolucionista, também nos perguntamos se esses comportamentos são atrativos, porque indicam a disposição de um potencial parceiro.

Por isso, realizamos uma série de estudos para explorar ainda mais a atração feminina por homens benevolentemente machistas.

O que o sexismo benevolente realmente indica.

O conceito de sexismo benevolente foi desenvolvido pela primeira vez em 1996. Os mentores da ideia argumentaram que o sexismo nem sempre é abertamente hostil. Para eles, atitudes como "as mulheres devem ser valorizadas e protegidas pelos homens" ou comportamentos como abrir as portas dos carros para as mulheres porque as consideram menos competentes e sempre necessitadas de ajuda. Dessa forma alegaram que o o sexismo benevolente subestima subtilmente a igualdade de gênero.


Veja Tambem Quanto mais fizer sexo, mais tempo irá viver, indica estudo


Segundo os estudos, as mulheres que aceitam esse comportamento tendem a se tornar cada vez mais dependentes dos homens. Elas estão dispostas a permitir que os homens lhes digam o que podem e o que não podem fazer, são levadas a pensar menos por si mesmas, são menos ambiciosas e não se saem tão bem no trabalho.

Dadas essas desvantagens identificadas, por é que as mulheres ainda são atraídas por esse comportamento?

A resposta poderia estar no que os biólogos evolucionistas chamam de " teoria do investimento parental ".

Enquanto os homens conseguem se reproduzir facilmente, fornecendo poucas células sexuais, o sucesso reprodutivo de uma mulher deve estar vinculado à sua capacidade de completar meses de gestação e lactação.

Durante grande parte da história humana, a capacidade de uma mulher escolher um parceiro que fosse capaz e estivesse disposto a ajudar nesse processo, garantindo alimento ou proteção, aumentaria seu sucesso reprodutivo.

A evolução, portanto, moldou a psicologia feminina para atender e preferir parceiros cujas características e comportamentos revelam a disposição para investir na procriação. O físico musculoso de um parceiro, (e, na atualidade, capacidade financeira) certamente indica que ele tem essas características. Abrir a porta do carro ou oferecer seu casaco são os sinais que elas identificam como ideais.

Na nossa pesquisa recentemente publicada , perguntamos a mais de 700 mulheres, com idades entre 18 e 73 anos, em cinco experiencias, para ler perfis de homens que expressaram atitudes ou se envolveram em comportamentos que poderiam ser descritos como benevolentemente sexistas, como dar um casaco ou oferecer para ajudar no o transporte de caixas pesadas.


Veja Tambem Sexo alivia dor de cabeça


Em seguida, pedimos ás participantes que classificassem a atratividade do homem, a disposição de proteger, fornecer e comprometer-se, e a probabilidade de serem paternalistas.

Ficou confirmado que as mulheres percebem que os homens machistas e benevolentes são mais condescendentes e mais propensos a prejudicar suas parceiras.

Mas também descobrimos que as mulheres dos nossos estudos classificaram esses homens como mais atraentes, apesar das potenciais armadilhas.

Então, o que os tornou mais atraentes para nossos participantes? Nas suas respostas, as mulheres do estudo classificaram-nos como mais propensos a proteger e se comprometer.

Então, nos perguntamos se essas descobertas só poderiam realmente ser aplicadas a mulheres que simplesmente concordam com papéis antiquados de gênero.

Para excluir essa possibilidade, estudamos o grau de feminismo dos participantes com uma pesquisa amplamente usada que mede as atitudes feministas. Pedimos que indicassem seu nível de concordância com declarações como "uma mulher não deve deixar a carreira para ter filhos ".

Veja Tambem Uma simples (e deliciosa) maneira de fortalecer a relação com seu parceiro(a)


Descobrimos que feministas fortes classificaram os homens como mais paternalistas do que as mulheres tradicionais. Mas, como as outras mulheres, ainda achavam esses homens mais atraentes; as desvantagens foram compensadas pela disposição dos homens em investir na paternalidade. Parece que mesmo as feministas convictas podem preferir um companheiro cavalheiro.

Mas algumas questões interessantes permanecem. O sexismo benevolente  prejudica sempre as mulheres? Pode depender do contexto. Um homem que seja excessivamente prestativo para uma colega de trabalho de maneira condescendente pode prejudicar sua capacidade de projetar competência profissional.

A compreensão dessas nuances pode nos permitir reduzir os efeitos negativos do sexismo benevolente sem exigir que as mulheres rejeitem as coisas boas que podem surgir desse comportamento.



Fonte//LivesCiense

Sem comentários:

Publicar um comentário