quinta-feira, 27 de setembro de 2018

O clima poderá fazer EUA perderem biliões de dólares.

Os EUA sofrerão mais do que todos com o aquecimento global, com o aumento do nível do mar e com outras consequências da mudança climática, que irão "devorar" anualmente uns 250 biliões de dólares da economia americana, concluíram cientistas em artigo publicado na revista Nature Climate Change.




"Nós descobrimos uma falsidade absoluta muito popular hoje em dia de que no Acordo de Paris os EUA se beneficiam menos do que a China e outros países. Centenas de diferentes cenários mostram que os EUA mais fortemente sentirão as consequências do aquecimento, mesmo que sejam comparados a outras grandes economias", declarou Kate Ricke da Universidade da Califórnia, EUA.

Para evitar esses cenários, os países assinaram em Dezembro de 2015 o primeiro Acordo de Paris para combater o aquecimento global, comprometendo-se a reduzir consideravelmente a emissão de gases nas próximas décadas.

Veja Tambem As mudanças climáticas podem alterar todo o mundo


Hoje não há dúvidas de que o aquecimento global existe e que está mudando radicalmente a aparência do planeta.

Até a saída de Washington do acordo, muitos meteorologistas avaliaram as hipóteses do acordo ser cumprido. Isso por diferentes razões, como por exemplo, acordo de compromisso, no qual há muitas concessões aos países de terceiro mundo, ou obrigações impraticáveis nalguns países, como os EUA.




Ricke e seus colegas conferiram a verdade sobre a saída dos EUA do Acordo de Paris, utilizando como justificativa a economia, assim como ponto de vista climático, sobre o que declarou repetidamente o presidente Donald Trump. Para isso, os cientistas reuniram numa lista todas as possibilidades económicas e sociais, relacionadas com o aquecimento global, e mensuraram o "impacto" na economia de acordo com cada factor, mostrando como resultado, que o aquecimento global será absolutamente diferente em cada país.


Veja Tambem Mudanças climáticas fazem aumentar número de mortes


Os cientistas citam como exemplo que os países do Hemisfério Norte, como a Rússia, o Canadá e os da União Europeia, não serão atingidos, pelo contrário, a vida nesses lugares será melhor devido à temperatura.



Já muitos países do Hemisfério Sul serão atingidos fortemente, porém as nações que sofrerão as maiores consequências do aquecimento global serão os EUA e a Índia, com perda de 250 e 206 biliões de dólares, respectivamente, por ano. Além deles, no top cinco da lista, estão México, China e Brasil.



Fonte//SputnikNews

Sem comentários:

Publicar um comentário