segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Em busca da arca perdida. Será que existe mesmo?

Desde sempre, os caçadores de tesouros e historiadores andam fascinados com a descoberta da Arca da Aliança, que se acredita ter desaparecido por volta de 587 aC, quando Jerusalém foi destruída pelas forças invasoras da Babilônia.


A lenda bíblica descreveu a Arca como uma caixa de madeira coberta de ouro contendo as duas tábuas de pedra dos Dez Mandamentos que foram dadas a Moisés por Deus.

Veja Tambem Antigo lago oferece novas pistas do fim da civilização Maia


Existem teorias sobre o seu possível paradeiro, umas indicam que está escondido sob o Monte do Templo, outras que esta na posse de uma tribo na África, e mesmo que está no poder dos  EUA.

O Daily Star Online pesquisou os locais prováveis do seu paradeiro, e chegou a conclusão que o mais óbvio é que a Arca da Aliança ainda permanece escondida nas profundezas do Monte do Templo em Jerusalém.

A mais de 76 milhas de distância há outra localização possível da Arca, no Lago Tiberíades, mais conhecido como o Mar da Galileia, que alguns teóricos acreditam que é o lugar onde a arca pode estar no fundo das aguas.

No outro lado da fronteira, a Jordânia também é considerada uma possível localização da Arca, com trechos dos antigos textos cristãos sugerindo que ela estava escondida no Monte Nebo.

Até mesmo a Grã-Bretanha afirma que tem suas próprias localizações de arca, assim como a França, com uma teoria afirmando que os Cavaleiros Templários esconderam a caixa sagrada na Catedral de Nossa Senhora de Chartres.

Para não ficar para trás, os cristãos etíopes, também, afirmam ser os atuais detentores da Arca da Aliança, dizendo que é mantida sob guarda na Igreja de Nossa Senhora Maria de Sião depois de ter sido trazida para este país africano num navio em cerca de 1.000 aC pelo filho do rei Salomão, Menelik.

Veja Tambem Múmia egípcia notavelmente bem preservada mas sem identidade


Outros dois locais possíveis são a Itália e o Egito. No último caso, os caçadores de arca afirmam que o baú foi realmente encontrado quando Howard Carter descobriu o túmulo do rei Tut em 1922.

Fotos de dentro do túmulo revelaram um objeto suspeito parecido com uma Arca com uma estátua de Anúbis no topo.

E por último, mas certamente não menos importante, algumas teorias afirmam que a Arca pode estar realmente nos Estados Unidos, tendo sido levada para lá em 1914 para protegê-la da Primeira Guerra Mundial.

Com a ausência de qualquer prova histórica sobre o que aconteceu com a Arca, alguns questionam se tal objeto alguma vez existiu.



Fonte//SputnikNews

Sem comentários:

Publicar um comentário