sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Criatura marinha pulsante encontrada numa praia da Nova Zelândia

Uma família da Nova Zelândia ,quando passeava numa praia a norte de Auckland,  encontrou uma mancha bizarra cor de rosa que fazia lembrar um vulcão.

A criatura, parecia um espécie de água-viva enorme. Tem um corpo exterior segmentado de  branco, com um vermelho garrido por dentro, e  um aspeto  alienígena.

“Havia medusas por toda parte, e foi então vimos essa enorme, diferente de todas as outras” explicou Eve Dickinson ao Auckland Now .

"Estivemos horas olhando para ela por causa de suas lindas cores e forma. Meu filho disse que parecia um vulcão."

O que realmente  os Dickinsons encontraram na praia de Pakiri é uma medusa juba-leão ( Cyanea capillata ), também conhecida como a água-viva gigante ou medusa de cabelo, porque que debaixo da sua forma de cogumelo, há centenas tentáculos finos  fazendo lembrar cabelo. Mas quando encalha numa praia, a forma achatada faz com que pareça uma criatura alienígena

Veja Tambem O Triângulo das Bermudas: um terreno fértil para ondas malignas ou um acumular de erros humanos?


 

A juba de leão é, na verdade, a maior espécie conhecida de água-viva, e pode ser encontrada em todo o mundo, do Ártico à Austrália e Nova Zelândia.

Normalmente têm cerca de 50 centímetros de largura, mas acredita-se que o maior já descoberto tenha chegado à baía de Massachusetts em 1870 . Ele tinha um enorme diâmetro de 2,3 metros.

A técnica de biologia marinha Diana Macpherson, do Instituto Nacional de Pesquisas Atmosféricas e Aquáticas da Nova Zelândia, diz que essas medusas são bastante comuns nas ilhas, mas não tão perto do final do inverno.

 

Fonte //SienceAlert

Sem comentários:

Publicar um comentário