quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Não há necessidade de jogos de guerra caros com a Coreia do Sul

Um comunicado divulgado na terça-feira pela Casa Branca afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, não acredita que os jogos de guerra conjunta com a Coreia do Sul sejam necessários no momento e que a China está pressionando a Coreia do Norte, enquanto Washington e Pyongyang continuam delicadas negociações.

 

A declaração, que foi compartilhada na página do Twitter de Trump, diz: "A Coreia do Norte está sob enorme pressão da China por causa de nossas principais disputas comerciais com o governo chinês".

Trump já tinha afirmado ser contra a necessidade de exercícios militares conjuntos com a Coreia do Sul, uma prática que não é bem aceite pela Coreia do Norte. Nesta declaração, Trump observou que ele poderia reiniciar tais exercícios conjuntos logo que quisesse. "No entanto, o presidente acredita que seu relacionamento com Kim Jong Un (líder norte-coreano) é muito bom e caloroso, e não há razão para gastar grandes quantias de dinheiro em jogos de guerra conjuntos EUA-Coreia do Sul

As últimas declarações vêm dias depois de ter sido revelado pelo Washington Post que uma carta de Kim Yong Chol, vice-presidente do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, foi a causa da recém cancelada visita do secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo à República Popular Democrática. da Coreia . A carta, que teria chegado horas antes de Pompeo partir, teria expressado a preocupação da representante norte-coreano com o destino de futuras conversações entre os dois países.

 

Kim e Trump conheceram-se no início de Junho pela primeira vez em Singapura, marcando um momento histórico para os dois líderes. No final da reunião, foi assinada uma declaração de quatro pontos que descrevia como os dois países reforçariam os laços.

 

Fonte//SputnikNews

Sem comentários:

Publicar um comentário