quarta-feira, 29 de agosto de 2018

Fumar ou ficar obeso, qual o pior?

Quem deixa de fumar ganha peso e se o tabagismo é mau, a obesidade não é melhor.

 Um estudo recente concluiu que, apesar de a obesidade ser prejudicial, o tabaco é muito pior.

 

As pessoas que deixam de fumar costumam ganhar peso, mas isso não acontece necessariamente porque precisam de um novo hábito para atenuar a ausência do cigarro. A nicotina presente no tabaco reduz o apetite, e logo que a nicotina desaparece o apetite cresce.

 

A correlação existente entre o parar de fumar e o aumento do peso foi observada em vários estudos. Para muitas pessoas, este ganho de peso não perigoso no que diz respeito apenas à obesidade, mas também ao risco de desenvolvimento de diabetes do tipo 2 também aumenta.

 

Este detalhe levou os cientistas a estudarem este assunto ao pormenor de modo a averiguar se deixar de fumar é, na verdade, uma estratégia de saúde perigosa para algumas pessoas. Fumar faz mal à saúde, mas a obesidade também é prejudicial. Além disso, ambos aumento o risco de diabetes tipo 2, hipertensão e doença cardiopulmonar. Mas, afinal, o que é pior?

 

 

Num estudo publicado recentemente no The New England Journal of Medicine, os cientistas analisaram três estudos feitos ao longo de 19 anos com dados de saúde de mais de 170.000 pessoas nos Estados Unidos.

A cada dois anos, essas pessoas preenchiam questionários sobre a sua saúde e sobre o seu estilo de vida.

 

Os investigadores centraram-se nos casos que envolviam fumadores que, entretanto, deixaram de fumar e concluíram que, para alguns, desistir desse hábito levou a um ganho de peso que prejudicou a sua saúde no geral. Em média, o risco de desenvolver diabetes tipo 2 era 22% maior.

 

No entanto, o estudo descobriu ainda que o aumento do risco de diabetes atingia um pico entre cinco a sete anos depois de parar de fumar, e diminuía gradualmente depois disso. Além disso, mesmo entre as pessoas que ganharam cerca de 20 quilos ou mais depois de deixarem de fumar, o seu risco de desenvolverem doenças cardiovasculares diminuiu até 67%.

 

As pessoas que querem deixar de fumar “não devem ser dissuadidas pelo ganho de peso porque a redução a curto prazo e a longo prazo do risco de doença cardiovascular é clara”, disse Yang Hu, autor do artigo científico. Ainda assim, o investigador aconselha a pessoas que querem pôr o tabaco de lado a considerar um estilo de vida mais saudável.

 

Em suma, os cientistas concluíram que a obesidade é má, mas o tabagismo é pior. Por isso, antes de pensar em pegar num cigarro depois de ler esta frase, substitua-o por uma deliciosa fatia de bolo de chocolate.

 

Fonte//DiscoverMagazine

Sem comentários:

Publicar um comentário