sábado, 25 de agosto de 2018

A Rússia e a China preparam-se para exercícios militares conjuntos

A Rússia e a China preparam-se para exercícios militares conjuntos

As unidades militares e de elite russas do Exército de Libertação do Povo da China vao realizar em breve exercícios militares, no que alguns chamam de "prova do contínuo fortalecimento entre as duas forças".

 

Dos últimos dias de agosto a meados de setembro, aproximadamente 3.200 soldados do exército chinês irão treinar com o pessoal russo e mongol, informou o Asia Times na quarta-feira.

Não é publico o numero de militares russos que estarão envolvidas nos exercícios, que foram apelidados de Vostok 18. No entanto, o ministro da Defesa da Rússia, Sergey Shoigu, disse nesta semana que seria o maior exercício em quase 40 anos.

 

O presidente russo, Vladimir Putin, vai estar presente nos exercícios durante um desfile.

 

[embed]https://youtu.be/524XdIwtwUU[/embed]

 

Enquanto os anteriores Vostok 10 da Rússia no nordeste da Ásia em 2010 foram vistos como uma "demonstração de força" contra a China, o Vostok 18, é uma cooperação sino-russa o que evidencia um apoio mutuo "entre as duas potências nucleares, observou o Asia Times.

 

De acordo com o website em inglês do exército chinês, eng.chinamil.com.cn, o Vostok 18 V é um dos quatro exercícios de em grande escala praticados anualmente pelos militares russos. Os outros são "Zapad", "Central" e "Cáucaso".

 

"Ao contrário de outros exercícios militares conjuntos China-Rússia, a série de exercícios militares 'Vostok' costumava ser conduzida apenas pela Rússia", disse uma fonte militar chinesa não identificada à eng.chinamil.com.cn na quarta-feira. A cooperação indica uma união mais forte entre Rússia e China em questões de segurança tradicionais, bem como uma "parceria estratégica abrangente de coordenação" que é "um aprofundamento adicional nos campos militar e de segurança", observaram os escritores Guo Yuandan

 

Fonte//SputnikNews

 

Sem comentários:

Publicar um comentário